CARNAVAL CORUMBÁ 2018 II
BANNER GOV EDUCAÇÃO 2018
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Trânsito - 21/10/2014 - 06h31

Sem contar mês violento, mortes em rodovias federais aumentam 5%




Por Lidiane Kober do Campo Grande News / Redação Pantanal News

 Mesmo sem contabilizar mês violento, as mortes em rodovias federais que cortam Mato Grosso do Sul aumentaram 5% nos nove primeiros meses de 2014, em comparação ao mesmo período do ano passado. No total, 183 pessoas perderam a vida, de janeiro a setembro, contra 174, em 2013. Os dados são da PRF(Polícia Rodoviária Federal).

O levantamento não inclui óbitos registrados nos 20 dias de outubro. Até agora, conforme pesquisa do Campo Grande News, ocorreram 13 mortes. Somente no dia 13, cinco pessoas perderam a vida, entre elas duas crianças, em acidente de trânsito, na BR-262, próximo da Fundação Bradesco, em Miranda, 201 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a Polícia Civil, eles estavam em Renault Sandero, com placas de Belo Horizonte (MG), que bateu em uma árvore. As vítimas são Dilza Arnaldo, 43 anos, Rita de Cássia Novaes, 37, Tami Crisla Ifran de Oliveira, 37. Também morreram duas crianças, Davi Oliveira Farias de Barros, 3 anos, e Felipe Rodrigues Novaes, 4 anos.

De janeiro a setembro deste ano, a rodovia mais violenta, ainda segundo levantamento da PRF, foi a BR-163, com 75 óbitos. Na segundo posto do ranking, aparece a rodovia 262, com 35 mortes, seguida de perto pela BR-060 (33). Na BR-419, ninguém perdeu a vida neste mesmo período.

Menos acidentes – Ao mesmo tempo, de acordo com a PRF, o número de acidentes nas oito rodovias federais, que cortam o Estado, diminuiu 10,8%. Nos nove primeiros meses de 2014, foram registradas 2.436 ocorrências contra 2.734, no mesmo período do ano passado. Em média, foram 270,6 acidentes por mês e nove, por dia.

De 2010 a 2013, o ano passado foi o mais violento nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul. De janeiro a dezembro, foram 3.717 acidentes e 236 mortes. Antes, o recorde de óbitos foi observado em 2011, quando 226 perderam a vida.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
03/01/2018 - 09h44
Tráfego é totalmente interrompido na MS-386 após estragos da chuva
02/01/2018 - 13h40
No fim de ano, 2,1 mil são flagrados em alta velocidade nas estradas federais
02/01/2018 - 08h02
Chuva provoca estragos e rodovia MS-338 é parcialmente interditada
29/12/2017 - 15h30
Com viagens de fim de ano, 262 mil veículos devem passar pela BR-163
26/12/2017 - 14h31
No feriado de Natal, 1,1 mil veículos são flagrados em alta velocidade em MS
 
Últimas notícias do site
22/01/2018 - 13h13
PMA multa fazendeiro em R$ 16,8 mil por desmatamentos durante a operação Cervo-do-Pantanal
22/01/2018 - 10h32
Em feira de adoção, 61 cães e 37 gastos ganham família e novo lar
22/01/2018 - 10h12
Corumbá já tem Corte de Momo para comandar Carnaval 2018
22/01/2018 - 09h35
Esta receita de arroz carreteiro é cremosa e vai fazer sucesso no seu churrasco
22/01/2018 - 09h01
Luto: Faleceu em Corumbá o advogado Adelmo Salvino de Lima
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.