especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Aldeias do Pantanal - 03/10/2014 - 06h17

Indígenas de Amambai se tornam empreendedoras após qualificação do Senar




Por Assessoria / Redação Pantanal News

O que antes era dedicação exclusiva aos cuidados da família ou colaboração com as atividades do marido no cultivo de hortaliças deu espaço para o empreendedorismo, novas expectativas e a possibilidade de autonomia financeira. Após participar de projetos desenvolvidos pelo Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, Sindicato Rural e AMA – Associação de Mães de Amambai, 45 indígenas guarani kaiowá das aldeias Limão Verde e Amambai estão reescrevendo suas histórias.
 
 
Já tradicional na capacitação de mulheres para o mercado de trabalho em Amambai, com atividades realizados de 1979, a AMA decidiu há cerca de um ano investir nas aldeias da região. A partir de julho de 2014 passou a contar com a parceria do Senar/MS e Sindicato Rural, que juntos levaram até a Aldeia Limão Verde o programa ‘Com Licença, Vou à Luta’, com foco no fomento do empreendedorismo feminino e ainda o curso de produção artesanal de produtos de limpeza. Os resultados superaram as expectativas dos idealizadores da ação. “Quando pensamos em levar cursos a essas mulheres, queríamos algo que respeitasse a realidade delas e colaborasse para o desenvolvimento da comunidade. Encontramos pessoas extremamente interessadas e com vontade de aprender”, recorda a secretária da AMA, Vilma Maria Golin Felhorst.
 
 
O fomento ao empreendedorismo incentivou ideias até então inovadoras para a comunidade indígena local e fez surgir a primeira cooperativa de mulheres, denominada Cooperativa Aldeia Limão Verde, com 15 cooperadas, especializadas na fabricação de sabão artesanal. As atividades estão previstas para iniciarem nos próximos dias. A princípio, a comercialização ocorrerá entre as aldeias, mas a expectativa é de ampliação na geração de renda. “Unimos o que aprendemos nas duas qualificações. Um curso ensinou investir e o outro a fabricar sabão e outros produtos. Já estamos vendendo dentro da aldeia, mas vamos aumentar usando tudo o que aprendemos”, relata Damiana de Souza, que aos 54 anos iniciará seu trabalho no grupo de mulheres.
 
 
A supervisora regional do Senar/MS, Verônica Guglielmi, reforça que o objetivo da realização de cursos e programas de qualificação nas aldeias é promover a inclusão social. “Através do Com Licença Vou à Luta, as mulheres reconheceram suas habilidades de gestão, criando uma visão empreendedora, para que elas possam trazer renda às suas famílias através da venda de seus produtos com matéria-prima extraída da própria aldeia”, relata Verônica. 
 
 
A supervisora considera ainda que a qualificação refletiu diretamente no trabalho realizado pelos companheiros das indígenas. “As alunas começaram a diagnosticar a necessidade dos homens se qualificarem, percebendo até mesmo que os cursos mais adequados seriam os de controle de formiga e cultivo de mandioca”, revela.
 
 
O mobilizador do Senar/MS no Sindicato Rural de Amambai, Olguimar Andrade, percebe a mudança na realidade social das aldeias após as qualificações. “Essas capacitações incentivam a inserção de grupos no mercado de trabalho, além de levar motivação aos indígenas, se tornando suporte para o amplo desenvolvimento”, considera Andrade, que destaca que mais uma aldeia acaba de ser qualificada pelo Senar/MS e Sindicato Rural. “A Aldeia Amambai encerrou há alguns dias o curso de Corte e Costura com ótimos resultados. Mais uma vez foi possível verificar o quanto as capacitações são bem aproveitadas nas comunidades”, finaliza.
 
 
Outras qualificações devem ocorrer nas aldeias, já que as indígenas demonstraram interesse em diferentes cursos da grade do Senar/MS. “Eles pediram o curso de cultivo de plantas medicinais e preparo de medicamentos caseiros, atividade bastante ligada à cultura local”, destaca a supervisora regional, Verônica Guglielmi. 
 
 
A identificação das participantes com a iniciativa pode ser observada no último domingo (28.09), quando um grupo de mulheres do programa Com Licença, Vou à Luta participou do desfile comemorativo ao aniversário de Amambai. Mesclando vestes características indígenas e as camisetas do programa, elas expuseram também peças confeccionadas a partir do que aprenderam com as qualificações.
 
 
 
 
 
Após participar do Com Licença Vou à Luta e outros cursos, mulheres criaram cooperativa para fabricar e vender sabão.
 
 
 
Sobre o Sistema Famasul – O Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) é um conjunto de entidades que dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul. É formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar), Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS) e pelos sindicatos rurais do Estado.
 
O Sistema Famasul é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 17% do PIB sul-mato-grossense.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
26/10/2017 - 07h05
MS: Cestas de alimentos beneficiam 2.855 mil famílias indígenas
05/05/2017 - 16h18
Campanha de vacinação dos povos indígenas 2017 começa nesta sábado
23/03/2017 - 10h58
Mato Grosso do Sul: Indígenas recebem cestas de alimentos da Conab
09/02/2017 - 10h14
Presidente nacional da Funai visita Dourados e áreas de conflito em MS
23/01/2017 - 07h27
Mitologia dos índios Guaranis vai representar o Brasil no Festival de Berlim
 
Últimas notícias do site
18/12/2017 - 10h35
Hortaliças ficam mais baratas no atacado
18/12/2017 - 08h37
MS tem 7 concursos com inscrições abertas e salários de até R$ 19 mil
18/12/2017 - 06h44
Tempo instável e risco de temporais em todo o MS nesta segunda-feira
17/12/2017 - 12h10
IPVA 2018: entenda como é calculado o tributo e com base em que valores
16/12/2017 - 10h35
Com 13º em mãos, famílias vão às compras e movimentam comércio
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.