REFORMA GOV MS
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
O Estado do Pantanal - 05/08/2014 - 06h04

Trabalhadores rurais sobrevivem a ataque de onça-pintada no Pantanal




Por Liana Feitosa do Campo Grande News / Redação Pantanal News

 Enquanto tiravam o gado de um arrendamento, dois trabalhadores rurais foram atacados por uma onça-pintada na fazenda onde trabalham na região do Castelo, no Pantanal de Corumbá, a 419 km de Campo Grande. No mesmo dia em que aconteceu o ataque, sexta-feira (01), foram internados no Hospital de Corumbá e receberam alta médica ontem (04), pela manhã, de acordo com o jornal Diário COrumbaense.

 

O primeiro a ser mordido pela onça foi Isac Araújo Pimenta de Lima, de 23 anos. Pelo menos 20 pontos foram necessários para reparar o corte na perna direita. O tio dele, Oséias Isaque Araújo, de 43 anos, foi ferido no braço direito, onde recebeu 20 pontos de sutura, e na perna direita, que foi submetida a cinco pontos.

“Fomos tirar o gado de um arrendamento e, chegando lá, tinha uns urubus numa área de mato e fui olhar porque sempre tem gado que morre. Desci do cavalo e falei pra ele [para o tio] que achava que era onça. Quando cheguei lá perto, ela saiu e veio em mim", contou Isac em entrevista ao jornal Diário Corumbaense. "Gritei que era onça mesmo, corri, pulei em uma árvore e ela veio e pegou minha perna. Ele viu, veio ajudar e ela atacou ele”, completa. “Ela mordeu e só furou [a perna]. Aparentemente o susto passou, agora vamos ver o tratamento”, conclui.

O tio de Isac, Oséias, não soube explicar como escaparam da onça. Na tentativa de salvar o sobrinho, acabou sendo vítima também. “Quando ele falou 'é onça', ela estava próxima e, assim que eu desci do cavalo, ele falou ‘vem ela, vem ela", explica. "Tinha uma árvore, ele saltou e ela veio correndo igual boi de lá, vi que ela veio com tudo. Ela pegou a perna dele, que gritou, pensei que ela iria matar. Se ele cai, ela vai pra cima dele. Quando eu cheguei, ela deu um tapa na minha mão e pegou a boca no meu braço, aí não vi mais nada. Só Deus mesmo”, lembra. A mordida “arrancou um ligamento”, que foi reconstituído pelos médicos.

 

Foi ajuda de Deus, conta vítima de ataque. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)"Foi ajuda de Deus", conta vítima de ataque. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Sem acreditar que escaparam das garras da onça, tio e sobrinho subiram no cavalo e correram em busca de socorro. "Na hora que ela bateu a boca eu golpeei o braço e escapei não sei como. Pegou uma unha dela na perna, conseguimos não sei como escapar e saímos ‘vazado’ a cavalo. Andamos uns quarenta ou cinquenta minutos para chegar até a sede e chamar um avião. Se desmaiasse, tinha morrido”, destaca Oséias. Apesar dos ferimentos e da dor intensa, a única alternativa foi cavalgar atrás de ajuda. “Não tinha jeito, tinha que ir. Ou montava a cavalo ou morria”, frisou.

Daqui até as próximas três semanas, as vítimas vão permanecer na casa de familiares até terem condições de retornar à fazenda. Por agora, só fica o susto. “É normal ela [a onça] chegar, comer a carniça e ir embora. Não fica assim cuidando, foi um caso a parte. O comportamento do animal ninguém sabe, cada um tem um jeito. Foi ajuda de Deus, vi aquele bicho ‘trompar’ em mim. Sorte que ela não veio atrás da gente, se viesse...”, finaliza.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
17/05/2017 - 09h41
Cientistas desenvolvem alimentos processados de pescado pantaneiro
16/05/2017 - 14h17
Sete famílias deixam suas casas com início da cheia no Pantanal de MS
12/05/2017 - 09h50
Hidrovia do Rio Paraguai é tema de Road Show em Corumbá
04/05/2017 - 06h29
A palmeira que desponta como novo 'ouro verde' do Brasil
02/05/2017 - 12h05
'Banho de São João', de Corumbá, é selecionado para receber recursos do Ministério do Turismo
 
Últimas notícias do site
22/05/2017 - 16h06
“Pobre Diabo Louco e seu Discurso para Moscas” na Mostra Boca de Cena
22/05/2017 - 15h52
Defesa de Temer desiste de recurso no STF que pedia suspensão de inquérito
22/05/2017 - 15h44
Deputado Dr. Paulo Siufi reúne farmacêuticos para discutir Anteprojeto do Piso Salarial
22/05/2017 - 11h41
Plataformas online abrem inscrições gratuitas para simulado do Enem
22/05/2017 - 11h06
Campanha de vacinação contra gripe termina na sexta-feira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.