zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Esportes - 04/07/2014 - 06h06

Colombianas se preparam para festejar vitória sobre o Brasil na Capital






Renata e sua irmã, colombianas que se apaixonaram por Campo Grande

Pedro Peralta

Laura carrega consigo a pulseira com o ídolo James Rodriguez
Por Helton Verão do Campo Grande News / Redação Pantanal News

Pelo menos cinco colombianas prometem engrossar o coro pelos “Los Cafetones” nesta sexta-feira (4) na Capital no confronto com o Brasil. São mulheres que por recomendações e amigos e parentes vieram levar a vida na cidade. E todas estão animadíssimas para o jogo, apostando na classificação da Colômbia e até em uma possível com a Argentina.

Duas delas já moram fixas e tem seus empreendimentos na cidade. Renata Prieto, 32 anos, já mora há dois anos na Capital. “Escolhi Campo Grande por recomendação da minha irmã que veio antes. Uma cidade boa, com clima bom, econômica e segura”, revela Renata.

E sobre o jogo, a colombiana é só empolgação. “O Brasil é forte, mas conseguimos jogar de igual para igual, assim podemos vencer. O placar vai ser 2 a 1. Nunca passamos por uma fase tão boa como essa na história do nosso futebol” aposta a vendedora de produtos naturais.

Fã do melhor jogador em atividade da Colômbia, James Rodrigues, ela aposta em um gol do jovem craque e outro de Cuadrado. “Gosto muito do James, porque é um menino novo, do Yepes por ser o mais velho e conhecido e o Zuniga, pois jogou no meu time de coração, o Nacional de Medelín”, conta Renata.

Outras três jovens colombianas, fazem parte de um intercambio ao Brasil, entre elas a confiança é grande e que apesar das provocações das host familys (famílias que hospedam elas), elas que irão levar a melhor. “Já estão prometendo me consolar, mas vamos ganhar de 4 a 1 do Brasil. Dois gols de James, um de Cuadrado e outro de Théo”, avisa Laura Hurtado, 19 anos, que veio de Cali. Ela inclusive leva no pulso uma pulseira com o nome de James Rodriguez. "Além de bom jogador, ele é muito bonito", completa.

A outra colombiana, Jhomira Rojas Villareal, 20 anos, é natural de Barranquilla e pega mais leve na sua aposta. “O jogo vai empatar, mas levaremos nos pênaltis. Julio Cesar é muito bom, mas o Ospina é melhor”, dramatiza.

Sobre o prosseguimento da competição para seleção tricolor, as colombianas querem uma final com a Argentina. “A Argentina só tem Messi, se ele não estiver bem, eles não ganham”, avisa Jhomira.

Elas contam na Colômbia os torcedores estão em festa, assistem os jogos a base de muita cerveja e batata fritas.

As duas dizem que podiam escolher qualquer país do mundo para conhecer, mas escolheram o Brasil por gostar do idioma e da índole das pessoas. “Somos apaixonadas pelo idioma. As pessoas são amigáveis e muito hospitaleiras”, reparam as estrangeiras.

Se surpreenderam com os gostos musicais, mencionaram conhecer Michel Teló e Luan Santana e ainda durante a entrevista ao descobrir que os astros são de Campo Grande.

Os pontos negativos para elas ficam por conta das ruas e o trânsito. “Quando andamos na rua (como passageiras de veículos) treme muito. O asfalto é irregular. Fora que as pessoas são meio ruins de volante”, constatam.

O projeto - As intercambistas ficarão por cerca de um mês e meio na Capital. Nesta primeira semana elas passam por aulas com temas como a responsabilidade social, direitos humanos, conscientização sobre as drogas e empreendedorismo. “Depois disso elas passam a dar aulas nas ONGs de crianças carentes na Capital”, explica o coordenador do projeto Gira Mundo, promovido pelo Aiesec.

Brasil e Colômbia se enfrentam nesta sexta-feira, às 16 horas, (de MS), na Arena Castelão, em Fortaleza.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
17/10/2017 - 07h52
Campeões brasileiros de Canoagem Descida são definidos no Mato Grosso do Sul
05/09/2017 - 10h35
Brasil joga hoje contra a Colômbia defendendo sequência de nove vitórias
31/08/2017 - 14h47
Paraguai se junta a Argentina e Uruguai para sediar a Copa do Mundo de 2030
10/08/2017 - 12h41
Caras novas: Tite chama Cássio e Luan para duelos contra Equador e Colômbia
31/07/2017 - 15h04
​Divulgada a classificação do Desafio Piraputanga de Mountain Bike
 
Últimas notícias do site
23/10/2017 - 09h54
Prefeito de Corumbá representa o Brasil em seminário internacional do FONPLATA sobre hidrovia
23/10/2017 - 08h55
Semana em MS começa com 169 vagas em concursos públicos
23/10/2017 - 07h41
PMA e parceiros realizam Educação Ambiental para alunos em escolas ribeirinhas e indígenas
23/10/2017 - 07h40
Em oito dias, Mato Grosso do Sul registra queda de 55 mil raios
23/10/2017 - 07h02
Medidas anunciadas por Temer farão ressurgir o rio Taquari, diz Ruiter
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.