zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Jurídico - 15/03/2014 - 06h01

Ministério Público de MS lança a Campanha “Quebre o Silêncio” contra a violência doméstica




Divulgação

A abertura do evento no Auditório Nereu Aristides Marques, no prédio da Procuradoria-Geral de Justiça. Mesa composta pelo Procurador-Geral Adjunto de Justiça Administrativo João Albino Cardoso Filho e o Procurador de Justiça Francisco Neves Junior, Coordenador do Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

Divulgação

Da direita para a esquerda Promotora Helen Neves Dutra da Silva, Procurador de Justiça Francisco Neves Junior, Coordenador do Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Promotora Ana Lara Camargo de Castro, Deputado Federal Fábio Trad (PMDB), Promotor Renzo Siufi e Fernando Jorge Manvailer Esgaib.
Por Assessoria/Redação Pantanal News

 O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul lançou nesta sexta-feira (14), dentro da programação do Dia Internacional da Mulher comemorado no dia 8 de março, a Campanha 2014 do MPMS “Quebre o Silêncio” para o enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher.

A abertura do evento aconteceu às 8h30min no Auditório Nereu Aristides Marques, no prédio da Procuradoria-Geral de Justiça, no Parque dos Poderes, pelo Procurador-Geral Adjunto de Justiça Administrativo João Albino Cardoso Filho, que agradeceu a presença dos membros do MPMS e de autoridades. Em seguida foi realizado o lançamento da campanha, que tem como responsável o Procurador de Justiça Francisco Neves Junior, Coordenador do Núcleo de Enfrentamento à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, vinculado ao Centro de Apoio Operacional Criminal do MPMS.

Na oportunidade o Procurador de Justiça Francisco Neves Junior disse que a campanha está centrada no incentivo à denúncia de situações de violência e no estímulo para que as mulheres mantenham-se firmes quanto à necessidade de responsabilização de seus parceiros pelos atos que praticaram, buscando a efetivação da Lei nº 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha.

O Procurador afirmou, ainda, que “a violência contra as mulheres não está confinada a uma cultura, uma região ou um País específico, nem a grupo de mulheres em particular dentro de uma sociedade”. Lembrou que “as raízes da violência contra as mulheres empobrece a mulher, prejudica as famílias e a sociedade e comunidades de todas as gerações e reforça outros tipos de violência predominantes na sociedade”.

Segundo o Dr. Francisco Neves Junior, “neste contexto, nenhum Governo escapa da vergonha de coexistir com esses crimes; e é responsabilidade de cada Município, cada Comarca, cada Estado da Federação e cada Nação confrontrá-lo”.

Em seguida, o Deputado Federal Fábio Trad (PMDB) ministrou palestra sobre “A visão do Parlamento sobre a Lei Maria da Penha e temática de gênero”. O parlamentar lembrou que no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, 10 casos sobre violência contra mulheres foram registrados somente nas delegacias de Campo Grande. Segundo ele, muitos outros casos, com certeza, ocorreram mas as mulheres silenciaram sobre as agressões.

Segundo o Deputado, o Brasil ocupa a sétima posição, em um ranking de 87 países, em assassinatos de mulheres e no Brasil a cada cinco minutos pelo menos duas mulheres sofrem violência. Durante sua explanação, Fábio Trad apresentou um vídeo de uma reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal tratando de assuntos relacionados com alterações com a Lei Maria da Penha para dar maior proteção às mulheres. A seguir foram realizados debates tendo como mediadores a Promotora de Justiça Helen Neves Dutra da Silva e o Promotor de Justiça Renzo Siufi.

O tema “Políticas Públicas no Enfrentamento à Violência contra as Mulheres” foi abordado por Aline Yamamoto, Coordenadora Geral de Acesso à Justiça e Combate à Violência da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República. Ela elogiou o Ministério Público do Estado pela iniciativa de realizar essa campanha, lembrando que no Brasil, uma de cada três mulheres já sofreram violência doméstica e familiar, na maioria dos casos partindo de seus parceiros ou ex-parceiros.

A advogada Aline Yamamoto, especialista em Criminologia e Execução Penal pela Universidade Autônoma de Barcelona e em Direitos Humanos e Mulheres pela Universidade do Chile, apresentou durante a sua palestra levantamento sobre violência contra as mulheres. Em seguida ocorreram debates tendo comomediadores a Promotora de Justiça Ana Lara Camargo de Castro e o Promotor de Justiça Fernando Jorge Manvailer Esgaib.

A campanha está sendo realizada em parceria com a APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima) e o Programa Nacional de 
Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), órgão do Ministério da Justiça. Este é o terceiro evento deste gênero realizado pelo Ministério Público do Estado. A primeira campanha realizada foi denominada “Vire a página” e depois “Campanha Noiva” em 2013.

Segundo a Promotora de Justiça Ana Lara Camargo de Castro, essa campanha “Quebre o Silêncio”, tem por objetivo conscientizar a sociedade, não só a mulher em situação de violência, mas toda a sociedade da necessidade de tirar o tema da violência doméstica da esfera privada, de dentro da casa da pessoa que sofre a violência e discutir esse tema, seja no poder público, seja na iniciativa privada, mas que todos possam ser solidários em quebrar esse silêncio.

Presenças

Estiveram presentes ao evento o Corregedor-Geral do Ministério Público do Estado, Procurador de Justiça Mauri Valentim Riciotti; a juíza de Direito Katy Braun do Prado representando no ato o desembargador Joenildo de Sousa Chaves, presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul; juiz Aldo Ferreira da Silva Junior, juiz auxiliar da vice-presidência do TJ/MS, no ato representando o desembargador Ruy Celso Barbosa Florence, diretor-geral da Escolar Judicial do Estado de Mato Grosso do Sul e a juíza de Direito Simone Nakamatsu.

Participaram ainda do evento as Defensoras Públicas Graziele Carra Dias Ocáriz e Edmeiry Broch Festi; a presidente da Comissão de Combate à Violência Doméstica e Familiar da OAB/MS; a secretária Municipal da Mulher, Jackeline Romero; a presidente do Fundo de Assistência Feminina da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso do Sul e a subsecretária da Mulher e da Promoção da Cidadania, Elza Maria Verlangieri Loschi.

Também prestigiaram o evento a vereadora Carla Stephanini, Procuradora Especial da Mulher da Câmara Municipal de Campo Grande; Paula Terra, representante do senador Delcídio do Amaral; o Corregedor-Geral da Defensoria Pública-Geral, Francisco Carlos Bariani; Marisi Carpes Espíndola; tenente-coronel Esequiel Martins dos Santos e Cristiane Duarte.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/09/2017 - 08h30
Lei proíbe uso do capacete em estabelecimento comercial público
05/09/2017 - 08h00
Juízes de MS lideram ranking de produtividade entre tribunais do país
10/07/2017 - 14h50
Aquidauana lidera entre as cidades com maior número de videoconferências
17/04/2017 - 08h00
Carreta da Justiça abre atendimentos nesta 2ª feira em Bodoquena
03/04/2017 - 14h58
Inscrições para processo seletivo de estágio no TJMS seguem até dia 20
 
Últimas notícias do site
16/10/2017 - 16h36
MS terá sistema de aviso de alagamentos por celular a partir de 2018
16/10/2017 - 13h02
Após denúncia, Polícia Militar captura foragido da justiça
16/10/2017 - 11h25
Restituição do IR já está disponível para 31,5 mil contribuintes de MS
16/10/2017 - 10h57
Semana começa com mais de 400 vagas em concursos e salários de até R$ 14 mil
16/10/2017 - 10h55
Ruiter aciona primeiro trecho de iluminação pública com LED
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.