zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cultura - 22/01/2014 - 14h55

Governo do Estado fomenta produção literária por meio da Fundação de Cultura de MS




Por Ass.Imprensa-FCMS

 Governo do Estado fomenta produção literária por meio da Fundação de Cultura de MS

 

 

Campo Grande (MS)- A Fundação de Cultura do governo do Estado (FCMS) tem desenvolvido políticas públicas de incentivo à leitura. A edição de mais de 170 livros de autores regionais, com temáticas diversas que trata desde o registro e a recuperação da identidade sul-mato-grossense, bem como outras temáticas que enriquece o acervo bibliográfico de  MS, fomentando o surgimento de novos autores, divulgando a produção regional e valorizando a literatura no Estado nesses últimos anos é resultante dessas políticas.

 

Nesse sentido a FCMS já publicou em sete anos mais de cinqüenta autores, destacando dentre esses; Trilogia do Patrimônio Histórico e Cultural Sul-Mato-Grossense de Rubens Moraes da Costa Marques, Aymi, Cheiros e Sabores de Iracema Sampaio, História da Arquitetura de MS – Origens e trajetórias de Ângelo Arruda, Sonhos e Pesadelos de Mato Grosso do Sul de Walfrido Silva, Salas de Sonhos Vol. I de Marinete Pinheiro, Para encontrar o azul em encontro de Pássaros, de Manoel de Barros, Teatro em Questão e Cultura em Questão de Cristina Mato Grosso, Os Pioneiros – A origem da música sertaneja de Mato Grosso do Sul.

 

Tanto autores, iniciantes como os já consagrados, no Estado foram contemplados para que suas obras pudessem ser publicadas, dessa forma, o incentivo permite que a produção literária esteja a todo vapor, despertando novos talentos e cultivando aqueles que já trilharam uma caminhada na vertente literária. Para a escritora Sandra Andrade o incentivo dado pelos investimentos da FCMS na produção literária é um divisor de águas entre produzir e publicar sem um patrocínio, ”Esse incentivo favorece a nossa caminhada pela literatura Sul-Mato-Grosssense”, diz a autora. Andrade ainda fala dos desdobramentos que um livro pode causar positivamente a sociedade, como a obra de sua autoria “O sono entristecido da lua” que se tornou uma peça teatral com atores cegos.

 

A coleção Vozes resgata autores pioneiros em áreas culturais de extrema importância como o teatro, dança, artes plásticas e artesanato consolidando-se por meio dessas publicações. Ainda esse ano será lançado Vozes da Literatura, obras que enriquecem e ampliam a exposição das manifestações culturais de nosso Estado.

 

Ainda uma publicação que tem se tornado referência para o que é produzido, bem como revelar a produção cultural sul-mato-grossense, e ainda consistir em pautar as multifacetas culturais é a Revista Cultura em MS que foi criada na atual gestão e que está em sua 6ª Edição, com 12.000 exemplares impressos e distribuídos para todo o Mato Grosso do Sul, apresentando um panorama da atualidade cultural no Estado.

 

FIC – Fundo de Investimentos Culturais

No que concerne ao FIC é importante destacar que em seis anos de franca atividade o fundo patrocinou a edição de 114 títulos literários, marcando momento histórico no que se refere às publicações de autores regionais.

 

Há que se destacar títulos como; Arqueologia e paleomeioambiente do rio Paraná de Gilson Martins, Constituição dos sujeitos que vivem na região do Pantanal Sul-Mato-Grossense de Marly Teixeira Morettini. As obras completas de Hélio Serejo, publicado pelo Instituto Histórico e Geográfico de MS (coletânia com dez volumes), Coletânea Tuiuiú  de Sandra Andrade (5 volumes), Memórias da vida de Nishihara-n-chu – Okinawa de Edna Kohatsou,  O Território Ofaié, de Carlos Alberto dos Santos, Estrada de Ferro de Rodrigo Fernandez, Ciclos econômicos e a produção arquitetônica de Porto Murtinho de Margareth Escobar Lima Ribas.

 

Ainda com recursos do FIC, dentre outros foram publicados; Metades de Mim de Thereza Hilcar, Os contadores de causos e a poética dos pantanais de Ricardo Piereth, A história da música de Mato Grosso do Sul Antologia de textos da literatura, o primeiro de autoria da escritora Maria da Glória Sá Rosa, já o último é em parceria da autora com Maria Adélia Menegazzo e a Série Memória Sul-Mato-Grossense em três edições com uma coletânea de 31 livros, que resgata o passado histórico de MS, servindo como fonte para estudantes e pesquisadores, bem como aqueles que se interessem por essa temática.

O presidente da Fundação de Cultura Américo Calheiros enfatiza a importância desses recursos destinados à produção literária e reitera o compromisso do governo do Estado em promover e difundir a cultura em suas mais diversas vertentes. “É possível se observar pelos títulos elencados a diversidade dos temas enfocados nessas publicações, cujos projetos são oriundos da comunidade sul-mato-grossense”, diz Calheiros.

Já para o filósofo e historiador Hildebrando Campestrini sem o FIC pouco ou quase nada teria sido publicado nestes sete anos, certamente com prejuízo imenso ao estudante de nosso Estado. Não só incentivou os escritores como beneficiou também os profissionais da área de criação e gráfica. “O governo estadual fez muito pelo estado, todavia, poderia ficar na história como "o governo do livro", tal a importância que deu à cultura regional”, avalia Campestrini.

Todas as publicações provenientes tanto de recursos próprios da Fundação de Cultura quanto as que foram capitaneadas pelo Fundo de Investimentos Culturais (FIC, estão disponíveis para a população na Biblioteca Isaias Paím que poderá emprestar os livros. A Biblioteca está localizada na avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, no Memorial da Cultura Apolônio de Carvalho, 2º andar.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
10/11/2017 - 13h08
AGENDONA: Fim de semana tem atração internacional, rap, reggae e até grito de carnaval
09/11/2017 - 12h45
Com relíquias no acervo, Arquivo Público guarda detalhes valiosos de MS
03/11/2017 - 09h27
AGENDONA: Fim de semana tem youtubers famosos, Guilherme Rondon e muito mais
03/11/2017 - 07h37
Em clima de quintal, encontros têm samba de gafieira com energia super carioca
31/10/2017 - 14h00
Academia Sul-Mato-Grossense de Letras comemora 46 anos e empossa nova Diretoria
 
Últimas notícias do site
17/11/2017 - 07h53
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
17/11/2017 - 07h44
Proprietários rurais são autuados por manterem carvoarias ilegais
17/11/2017 - 06h14
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
16/11/2017 - 16h40
6º Distrito Naval terá cerimônia alusiva ao Dia da Bandeira
16/11/2017 - 15h50
Em 2015, PIB cai em todos os estados pela primeira vez em 14 anos
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.