zap
GOV EMPREGO 22-06
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 17/12/2013 - 06h32

JK e as Falácias da Comissão da “Verdade”




Divulgação

Por Hiram Reis e Silva*

Mentira toda ela. Mentira de tudo, em tudo e por tudo. Mentira na terra, no ar, até no céu, onde, segundo o Padre Vieira, que não chegou a conhecer o Dr. Urbano dos Santos, o próprio Sol mentia ao Maranhão, e diríeis que hoje mente ao Brasil inteiro. Mentira nos protestos. Mentira nas promessas. Mentira nos programas. Mentira nos projetos. Mentira nos progressos. Mentira nas reformas. Mentiras nas convicções. Mentira nas transmutações. Mentira nas soluções. Mentira nos homens, nos atos e nas coisas. Mentira no rosto, na voz, na postura, no gesto, na palavra, na escrita. Mentira nos partidos, nas coligações e nos blocos. Mentira dos caudilhos aos seus apaniguados, mentira dos seus apaniguados aos caudilhos, mentira de caudilhos e apaniguados à nação. Mentira nas Instituições. Mentira nas eleições. Mentira nas apurações. Mentira nas mensagens. Mentira nos relatórios. Mentira nos inquéritos. Mentira nos concursos. Mentira nas embaixadas. Mentira nas candidaturas. Mentira nas responsabilidades. Mentira nos desmentidos. A mentira geral. O monopólio da mentira. Uma impregnação tal das consciências pela mentira, que se acaba por se não discernir a mentira da verdade, que os contaminados acabam por mentir a si mesmos, e os indenes, ao cabo, muitas vezes não sabem se estão, ou não estão mentindo. Um ambiente, em suma, de mentiraria, que, depois de ter iludido ou desesperado os contemporâneos, corre o risco de lograr ou desesperar os vindoiros, a posteridade, a história, no exame de uma época, em que, à força de se intrujarem uns aos outros, os políticos, afinal, se encontram burlados pelas suas próprias burlas, e colhidos nas malhas da sua própria intrujice, como é precisamente agora o caso.
(Rui Barbosa ‒ Às Classes Conservadoras ‒ Escritos e Discursos Seletos)

 -  A Corrupção Desenfreada

O discurso quase centenário de Rui Barbosa é de uma atualidade impressionante embora hoje talvez lhe faltassem adjetivos para formalizar uma crítica mais contundente a este “País de Tolos”. O povo continua inerte, complacente e aceita, com resignação, o relatório da organização Transparência Internacional que, depois de analisar 177 países, colocou o Brasil na 72º posição do ranking dos países menos corruptos do mundo, atrás de diversos países latino-americanos. No topo da lista dos países mais “honestos” estão: em primeiro lugar ‒ a Dinamarca, em segundo lugar ‒ Finlândia e a Suécia e em terceiro ‒ Noruega, Cingapura, Suíça, Holanda, Austrália, Canadá e Luxemburgo.

 -  A Falácia 

A falácia é uma espécie de mentira, um argumento logicamente inconsistente, inválido, ou que falhe de outro modo no suporte eficaz do que pretende provar. Argumentos que se destinam à persuasão podem parecer convincentes para grande parte do público apesar de conterem falácias, mas não deixam de ser falsos por causa disso. (http://www.dicionarioinformal.com.br) 

Além de serem manipulados a aceitar a corrupção como algo natural nossos alienados patrícios deixam-se levar pelas capciosas e falaciosas manifestações de políticos e líderes de grupelhos e comissões que tentam, a qualquer preço, desconstruir o passado da Nação brasileira já que eles próprios são incapazes de apresentar soluções consistentes para o presente e futuro de todos nós. 

-  Exumação do corpo do ex-Presidente JK 

Nós estamos pedindo que o Brasil declare que JK morreu de morte “matada”, e não de um acidente. (Gilberto Natalini ‒ Presidente da Comissão) 

O último brado desta malta insana e revanchista foi a vã tentativa de classificar como atentado político o acidente que vitimou JK, em 22.08.1976. O Relatório tentou apresentar, sem qualquer fundamento técnico-científico, 90 indícios que “supostamente” provariam que Juscelino foi assassinato. 

Em 2001, o então Deputado Paulo Octávio, casado com uma neta de JK, sugeriu a criação de uma comissão “isenta” para investigar a morte do ex-Presidente na Via Dutra. Os peritos já haviam descartado totalmente as teorias conspiratórias que pipocavam na época afirmando que se tratava apenas de um trágico acidente. 

Continuo com a mesma convicção. Não foi constatado nenhum atentado ou tiro. O que o matou foi a batida no caminhão. Ninguém provoca um acidente cronometrado. JK morreu por frações de segundo. Se o carro que ele estava cruzasse a pista um segundo depois, o caminhão não teria batido. (Paulo Octávio). 

Paulo Octávio considera que a comissão, na época, realizou um trabalho estritamente técnico e ressaltou que a família está satisfeita com o que já havia sido apurado na época e não pretende mais tratar deste traumático assunto. Vamos publicar parte do artigo “Caso JK: Guerra de versões - Versão contestada” de Leandro Kleber do Correio Braziliense, do dia 12.12.2013. 

Batida no ônibus (antes de colidir com caminhão)

 » Comissão da Verdade

Testemunhas que estavam no ônibus dizem que não houve batida entre o Opala e o ônibus que saiu de São Paulo com destino ao Rio de Janeiro. Cinco dias depois do acidente, o motorista Josias Nunes Ferreira afirma que dois homens ofereceram uma mala de dinheiro para que ele assumisse o acidente. Fotos mostram que houve fraude na perícia do carro: um dos faróis traseiros não estava quebrado na noite do acidente, mas, no dia seguinte, apareceu com defeito. 

» Peritos

A tinta do ônibus é encontrada no Opala a partir de exames minuciosos. O local das avarias dos dois veículos se encaixa perfeitamente. Fotos ainda apontam a freada brusca do ônibus a mais de 110 km/h no local do acidente. Testemunhas dizem ao motorista do caminhão que colidiu frontalmente com o Opala do ex-presidente JK que viram o ônibus batendo. A lanterna traseira quebrada no dia seguinte se deu no transporte do carro do local até a garagem a polícia e “não altera em nada a conjuntura do acidente”. 

Tiro

» Comissão da Verdade

O motorista do Opala, Geraldo Ribeiro, levou um tiro disparado de uma Caravan que emparelhou com o carro. A viúva de JK, Dona Sarah Kubitschek, e a filha do ex-presidente Márcia Kubitschek receberam informações e suspeitavam de um automóvel desse modelo. 

» Peritos

Conclui que “não há qualquer indício de que tenha ocorrido atentado a tiro”. Para isso, eles fizeram diversos cálculos com base na velocidade do carro, na distância possível de um disparo do local e constataram que “era um tiro difícil, praticamente impossível, por essas e mais uma razão: já estava caindo a noite”. 

Objeto metálico no crânio do motorista de JK 

» Comissão da Verdade

Depois da exumação do corpo do motorista, em 1996, o exame de corpo de delito que apontou que se tratava de um prego e não de uma bala foi feito antes do Instituto de Criminalística. Um perito chamado Alberto Carlos, de Minas, afirmou que viu um buraco no crânio ainda íntegro característico de perfuração por projétil de arma de fogo, mas que foi impedido de fotografá-lo pelo polícia no dia seguinte ao acidente. 

» Peritos

Imagens do metal, “com visão macroscópica e mesoscópica por meio de lupa estereoscópica”, confirmam que se tratava de um prego. “Em momento algum tivemos dúvida da característica daquele prego que chamamos de cravo, usado para a fixação de tecidos na urna funerária”. Isso aconteceu porque o corpo não foi embalsamado e, assim, ficou afeito aos fenômenos putrefativos. As partes moles foram destruídas e o crânio fragmentou-se com o tempo por causa da fragilidade dos ossos maxilares. 

-  Conclusão 

A tentativa de faturar politicamente usando exumações de ex-Presidentes não parece ter sido uma manobra política inteligente da acéfala camarilha governista. Aconselhamos, aos politiqueiros de plantão, a refletirem sobre uma frase de efeito que nosso querido, empreendedor e saudoso ex-presidente Emílio Garrastazu Médici gostava de usar: “Em vez de jogar pedras no passado, vamos aproveitar todas as pedras para construir o futuro”.

 -  Livro do Autor 

O livro “Desafiando o Rio-Mar – Descendo o Solimões” está sendo comercializado, em Porto Alegre, na Livraria EDIPUCRS – PUCRS e na rede da Livraria Cultura (http://www.livrariacultura.com.br). Para visualizar, parcialmente, o livro acesse o link: 

http://books.google.com.br/books?id=6UV4DpCy_VYC&printsec=frontcover#v=onepage&q&f=false

 

 

*Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva

Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA);

Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS);

Pesquisador do Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx);

Membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil – RS (AHIMTB – RS);

Membro do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (IHTRGS);

Colaborador Emérito da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG).

Colaborador Emérito da Liga de Defesa Nacional (LDN).

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/05/2017 - 09h01
Heraldo Pereira e Bosco Martins: um breve reencontro entre amigos
04/05/2017 - 14h30
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte VI
02/05/2017 - 11h08
O poeta de Sobral
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 
Últimas notícias do site
23/06/2017 - 16h02
TVE em Maracaju: governador Reinaldo e prefeito Maurílio Azambuja reativam sinal neste sábado
23/06/2017 - 14h16
Projeto de Moka quer acabar com distorção na disputa por vaga a pessoa com deficiência
23/06/2017 - 14h06
Fim de semana será de clima seco, com noites frias e tardes ensolaradas
23/06/2017 - 12h41
PMA autua pecuarista em degradar nascentes e dois córregos e áreas protegidas de matas ciliares
23/06/2017 - 10h35
Deputado Dr. Paulo Siufi solicita recolhimento de livro infantil que aborda incesto
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.