zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Religião - 16/12/2013 - 07h01

Há 30 anos, avó reza terço para Santa Luzia em agradecimento ao milagre do neto






Na sala de casa, Irene reúne amigos, vizinhos e familiares num terço de gratidão



Quando o motivo da reunião chega à casa da avó, todos os olhos se voltam para Rafael Rezende, hoje com 29 anos
Por Paula Maciulevicius do Campo Grande News/Redação Pantanal News

Faz quase 30 anos que o dia 13 de dezembro passou a ser sagrado para a família da aposentada Irene Vieira Rezende, de 73 anos. Dia da protetora dos olhos, na última sexta-feira, a avó agradeceu à Santa Luzia pela cura do neto, que quase perdeu a visão quando criança, em um jantar para amigos e familiares na sala de casa.

No início do terço, ela conta a história para quem não conhece, de que o neto Rafael viajou para onde pode em busca de tratamento médico para uma doença que até hoje ninguém sabe dizer o que foi, mas a cura, dona Irene garante que veio pela fé.

“É pela minha fé. Eu tenho desde criança, aprendi a ter fé. Ele estava com o problema e dia 13 de dezembro estava próximo, vou começar a fazer o terço e convidar amigos. E é todo dia 13, nunca deixei de fazer”, conta. Foi um longo tempo até que a cura viesse. Irene acompanhou passo a passo da melhora. “Os médicos diziam, esse menino vai ter que operar e até hoje ele nunca operou”, confirma.

A oração destinada à Santa é carregada de emoção para uma senhora que a vida inteira foi devota. Entre os agradecimentos pela presença de todos, ela reforçou o compromisso de que continuará com sua promessa viva, justificando que a prova de tudo isso é a boa saúde do neto.

“Ele tem 29 anos, se formou em Engenharia e quase não usa óculos e eu continuei a fazer as orações porque me sinto bem”, afirma. Os pedidos vão além da gratidão pela visão do rapaz, mas para que o milagre também aconteça na vida dos presentes ali.

Nestes 30 anos, o marido de Irene morreu, ela se mudou de casa e mesmo assim, continua fiel à promessa. “Primeiro em Deus, depois Santa Luzia”, completa.

Quando o motivo da reunião chega à casa da avó, todos os olhos se voltam para Rafael Rezende, hoje com 29 anos. “Ninguém sabia o que eu tinha, quase perdi a visão de um lado, não entendi porque era pequeno, mas o que curou, antes de tudo foi a fé da minha avó”, explica.

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/11/2017 - 08h50
Terreiros saem pelas ruas com oferendas para lembrar Oxum e pedir respeito
06/11/2017 - 13h33
Santa Missa mensal celebra os dons e as vocações dadas por Deus
24/10/2017 - 06h51
Ladário celebra festa de padroeira Nossa Senhora dos Remédios
16/10/2017 - 09h05
Campanha da Fraternidade 2018 é discutida em MS
12/10/2017 - 18h00
Fiéis lotam ruas com carreata pela Padroeira do Brasil
 
Últimas notícias do site
21/11/2017 - 06h32
Dia amanhece com céu aberto, mas previsão alerta para chuva forte em MS
21/11/2017 - 05h50
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
20/11/2017 - 15h50
Conab divulga preços de frutas e hortaliças no mês de outubro nos Ceasas
20/11/2017 - 12h50
Laudo descarta que macaco achado morto na Capital teve febre amarela
20/11/2017 - 11h53
Ocupantes de submarino argentino estão vivos, acredita Marinha
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.