especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Internacional - 06/12/2013 - 06h25

Velas e rosas são colocadas em frente da casa de Mandela em Soweto




Reuters

Por Terra/Redação Pantanal News

Muitas velas e rosas foram colocadas nesta sexta-feira em homenagem ao ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, que morreu ontem aos 95 anos de idade, naquela que foi a casa do líder no antigo gueto negro de Soweto, em Johanesburgo.

 

Um idoso acende as velas constantemente e muitas pessoas, em sua maioria jovens, prestam homenagens ao ícone da luta contra o regime racista e posam para fotos em frente à sua antiga casa, na rua Vilakazi, informou hoje a agência sul-africana Sapa.

A rua de Soweto, centro da resistência contra o "apartheid" e onde Mandela viveu durante décadas, teve o trânsito interditado. Os presentes dançavam e cantavam canções de luta para honrar a vida de Mandela. Muitos deles levavam camisas e os rostos pintados com as cores do Congresso Nacional Africano (CNA), que foi liderado por Mandela.

 

Lesedi Motloung, de 19 anos e que vive no bairro, se afastou da multidão que cantava em homenagem ao ex-mandatário. "Queria um momento de silêncio. Estou muito triste. Madiba foi o herói dos jovens da África do Sul", lamentou. Em língua zulu, um grupo cantava: "É o soldado de Umkhonto e não há ninguém como ele"

 

Naledi Amos, de 12 anos e de Randburg, na região norte da cidade, esteve na residência de Houghton, o bairro de Johanesburgo onde Mandela morreu ontem em companhia de sua família, para homenagear o ex-presidente sul-africano.

 

"Ele lutou pela nossa liberdade e agora vamos à escola e temos uma educação igualitária e recursos, não como era no apartheid", disse Amos, que ainda estava de pijama. Seus pais lhe contaram a história de Mandela, disse.

 

Veículos da imprensa nacional e internacional também se concentraram em frente à casa.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 07h50
Cachorrinha reencontra donos após ser capturada por águia nos EUA
24/10/2017 - 11h16
Em Assunção, Ruiter expõe desafios e oportunidades para viabilidade de hidrovia
14/09/2017 - 10h45
Raras girafas brancas são observadas em parque no Quênia
11/09/2017 - 14h23
Distantes, moradores de MS vivem angústia com parentes nos EUA
08/09/2017 - 07h10
Aquidauanense que mora no Texas relata desespero com furacão
 
Últimas notícias do site
16/01/2018 - 15h43
Secretaria disponibiliza 80 mil doses de vacina contra febre amarela em MS
16/01/2018 - 14h30
Obra de qualidade é uma das marcas do Governo, diz Rose depois de visitar Corumbá
16/01/2018 - 10h30
Ipê-roxo é primeira árvore do Cerrado a ter genoma sequenciado
16/01/2018 - 08h40
Rebanho de MS cresceu para 21.8 milhões de cabeças de gado em 2017, diz Iagro
16/01/2018 - 08h34
Prefeitura de Corumbá implanta ponto eletrônico
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.