zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 05/11/2013 - 09h58

Pesca está proibida nos rios de MS a partir desta terça-feira

Proibição dura até dia 28 de fevereiro, conforme publicação do DOE. Durante a Piracema, pesca continua permitida em casos específicos.




Edemir Rodrigues/Governo de MS

Piracema termina no dia 28 de fevereiro de 2014
Por G1 MS/Redação Pantanal News

O período da Piracema começa nesta terça-feira (5) nos rios de Mato Grosso do Sul, onde a pesca fica proibida até o dia 28 de fevereiro de 2014. A resolução da proibição foi publicada no Diário Oficial do Estado no dia 31 de outubro.

A pesca está proibida nas bacias hidrográficas dos rios Paraguai e Paraná, incluindo lagos e lagoas, alagados, canais, banhados marginais e cursos d'água. A prática volta a ser liberada para pescadores profissionais com finalidade comercial a partir do dia 20 de fevereiro.

Durante o período da Piracema, a pesca continua permitida em alguns casos. Com autorização prévia do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) ou Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), pesca de subsistência, despesca, industrialização e armazenamento e outras modalidades, que podem ser conferidas no site do governo do estado.

A pesca amadora volta a ser liberada em fevereiro na calha do rio Paraguai na modalidade pesque e solte e fica estabelecida a cota diária de três quilos  ou um exemplar de qualquer peso, desde que respeite os tamanhos mínimos de captura para a espécie.

Enquanto durar a proibição, todo o pescado de outros estados e países deverá possuir comprovante de origem sob pena de multa, apreensão do pescado e equipamentos de pesca, conforme prevê a Lei nº 3.886 de 28 de abril de 2010 e o Decreto Federal nº 6.514, de 22 de julho de 2008.

O descumprimento da legislação pode acarretar em prisão em flagrante e pessoa detida pode sair da delegacia sob pagamento de fiança. Além disso, barcos, motores e veículos podem ser apreendidos.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/06/2017 - 15h50
Cães para adoção serão vacinados gratuitamente nesta sexta
21/06/2017 - 13h32
Coordenador ambiental alerta sobre incêndios florestais no inverno em MS
21/06/2017 - 11h16
Monumento natural que funciona como balneário ganha plano de manejo em Bonito, MS
09/06/2017 - 08h40
Moradores transformam terreno baldio em horta comunitária em MS
08/06/2017 - 15h42
Dourado está para os rios como onça para o Pantanal, compara pesquisador
 
Últimas notícias do site
26/06/2017 - 14h16
Outro foragido da Justiça é capturado pela Getam em Aquidauana
26/06/2017 - 12h41
Policiamento Montado garante a segurança nas escolas de Aquidauana
26/06/2017 - 10h15
Rotai captura mais dois foragidos da justiça em Aquidauana
26/06/2017 - 09h40
Concursos em MS reúnem quase 300 vagas e salários de até R$ 14,9 mil
25/06/2017 - 15h13
Em Furnas do Dionísio, governador entrega obra de R$ 315 mil e anuncia novos investimentos
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.