TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Aldeias do Pantanal - 24/10/2013 - 06h08

MPF-MS entra com ação para que aldeia indígena tenha acesso a água

Abastecimento foi prejudicado após queda de energia danificar gerador. Sesai não deu retorno sobre o assunto até a publicação da reportagem.




Por G1 MS/Redação Pantanal News

O Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul (MPF-MS) entrou com ação judicial pedindo que seja providenciado, dentro de quarenta e oito horas, abastecimento de água na aldeia Uberada, da comunidade indígena Guató, perto de Corumbá. Segundo a assessoria do MPF-MS, o órgão responsável pela demanda é a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai). O G1 entrou em contato com a assessoria do órgão em Brasília, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Conforme a assessoria do MPF, os indígenas estão há mais de três meses sem água. Uma queda de energia elétrica danificou o gerador que retira o líquido do rio Paraguai e movimenta uma estação de tratamento. Com o problema, os guató têm consumido água imprópria e sofrido com vômitos e diarreias.

O MPF afirma que uma recomendação foi feita à Sesai para resolver a situação. O órgão teria então encaminhado um equipamento novo para a comunidade, mas nenhuma equipe técnica foi deslocada para instalá-lo.

A Sesai argumentou ao MPF que o técnico não foi enviado ao local devido à ocupação do prédio do Distrito Sanitário Especial Indígena em Campo Grande, que impossibilitou o trabalho. O MPF não aceitou a justificativa alegando que o protesto ocorre de forma pacífica e entendeu não “haver argumentos para o descumprimento do recomendado”.

O órgão pede ainda a fixação de multa diária de R$ 5 mil em caso o problema não seja resolvido.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
26/10/2017 - 07h05
MS: Cestas de alimentos beneficiam 2.855 mil famílias indígenas
05/05/2017 - 16h18
Campanha de vacinação dos povos indígenas 2017 começa nesta sábado
23/03/2017 - 10h58
Mato Grosso do Sul: Indígenas recebem cestas de alimentos da Conab
09/02/2017 - 10h14
Presidente nacional da Funai visita Dourados e áreas de conflito em MS
23/01/2017 - 07h27
Mitologia dos índios Guaranis vai representar o Brasil no Festival de Berlim
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 06h39
Com poucas chances de chuva, 6ª-feira será de sol e altas temperaturas
14/12/2017 - 06h35
Após trégua, 5ª-feira terá pancadas de chuva em várias cidades de MS
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.