CARNAVAL CORUMBÁ 2018 II
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Aldeias do Pantanal - 10/10/2013 - 06h23

'Aldeia está pequena para nós', diz cacique em fazenda ocupada em MS

ndios da etnia terena entraram em duas fazendas em Miranda. Fazendeiro diz que foi à polícia civil registrar boletim de ocorrência.




Por G1 MS, em Miranda/Redação Pantanal News

Índios (Foto: Tatiane Queiroz/G1 MS)Índios que ocupam fazenda em Mato Grosso do Sul. (Foto: Tatiane Queiroz/G1 MS

Indígenas da etnia terena ocuparam duas fazendas em Miranda, a 203 km de Campo Grande, nesta quarta-feira (9). O cacique Edilberto Antônio, da aldeia Moreira, em que vivem os índios, afirmou que a ocupação está relacionada ao sofrimento da comunidade. “Nosso povo sofre muito. A aldeia está pequena para nós. Não temos estrutura e só queremos o que é nosso, as terras”, disse.

Os terena estão no local armados com arcos, flechas e pedaços de paus. Há mulheres, crianças, idosos e guerreiros no grupo. Eles pedem a presença de um grupo técnico da Fundação Nacional do Índio (Funai) no local para o trabalho de demarcação da área, que faz parte da Terra Indígena Pillad Rebuá, identificada pelo órgão com 10,4 mil hectares..

“A vinda do grupo técnico para a fazenda vai ser benéfica tanto para os índios quanto para os produtores rurais porque o que eles querem é uma definição. Eles têm documentos de antepassados que provam que as terras pertencem aos índios. Se a Funai determinar que as terras são nossas, vamos lutar por elas. Se ela determinar que não são nossas, vamos deixar o local. Queremos uma definição”, disse o líder Paulino Terena.

Por meio da assessoria, a Funai, em Brasília, informou que a área em questão não possui relatório antropológico e confirmou que encontra-se em estudo de identificação e delimitação da terra, mas falta complementação ao levantamento como análises de natureza antropológica, ambiental e cartográfica . Segundo a Funai, providências para estas ações estão sendo adotadas.

Insatisfação
“Estamos cansados de esperar, vamos permanecer até termos uma resposta da Funai. Queremos as nossas terras, queremos a demarcação já”, disse Paulino.

Uma das áreas ocupadas é a chácara Boa Esperança, onde está instalada a empresa Trator Mil. A segunda propriedade, segundo Terena, não possui nome e é arrendada para criação de gado. Conforme ele, as terras são reivindicadas pelos índios desde 1950.

Terena ainda afirmou que esta é a primeira ocupação que os índios da aldeia Moreira fazem. Os indígenas dizem que vão agir de forma pacífica e permitirão que equipamentos e gado sejam retirados das propriedades por produtores rurais. Eles também afirmam que deixarão as áreas em caso de decisão judicial por meio de reintegração de posse.

De acordo com a liderança indígena, na aldeia Moreira vivem aproximadamente 2,2 mil índios terena em uma área de 94 hectares.

Ocupação
De acordo com o dono da chácara, Ernesto Melani, cerca de 50 índios chegaram ao local, onde estavam um caseiro com a esposa, que moram na fazenda com mais um funcionário. Os três foram retirados da fazenda pelos índios pacificamente por volta das 6h (de MS).

Melani disse ao G1 que sua propriedade, com 11 hectares, foi ocupada pela primeira vez. Ele afirmou que esteve na Polícia Civil de Miranda e registrou boletim de ocorrência, além de pedir a presença policial na área para dialogar com os indígenas.

Conforme Paulino Terena, cerca de 300 índios ocupam as duas fazendas nesta quarta.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
26/10/2017 - 07h05
MS: Cestas de alimentos beneficiam 2.855 mil famílias indígenas
05/05/2017 - 16h18
Campanha de vacinação dos povos indígenas 2017 começa nesta sábado
23/03/2017 - 10h58
Mato Grosso do Sul: Indígenas recebem cestas de alimentos da Conab
09/02/2017 - 10h14
Presidente nacional da Funai visita Dourados e áreas de conflito em MS
23/01/2017 - 07h27
Mitologia dos índios Guaranis vai representar o Brasil no Festival de Berlim
 
Últimas notícias do site
19/01/2018 - 15h00
Agenda Cultural: fim de semana está repleto de opções com samba, rock, pop e funk
19/01/2018 - 13h00
Inmet alerta para chuvas intensas e ventos de até 100 km por hora em MS
19/01/2018 - 08h32
Fazendeiro é autuado em R$ 159 mil por desmatamento ilegal
19/01/2018 - 07h35
Carnaval de Corumbá terá Axé Blond, Revelação e baterias da Mangueira e Gaviões da Fiel
19/01/2018 - 07h10
Carnaval de Corumbá: atrações tem até hoje para realizar cadastro
 

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.