especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Trânsito - 30/08/2013 - 15h46

Sem-terra liberam rodovias federais em Mato Grosso do Sul, diz PRF

Estavam bloqueadas desde às 8h as BRs 163 e 267. MST pede celeridade no processo de reforma agrária.




Por G1 MS/Redação Pantanal News

MST bloqueia duas rodovias federais em Mato Grosso do Sul (Foto: Reprodução/TV Morena)MST bloqueou duas rodovias federais em Mato
Grosso do Sul (Foto: Reprodução/TV Morena)

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) desbloquearam as duas rodovias federais de Mato Grosso do Sul que  tinham sido fechadas por eles, no início da manhã desta sexta-feira (30), em protesto. A informação é da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O grupo pedia celeridade no processo de reforma agrária. Os bloqueios, que começaram às 8h (de MS), foram montados na BR-267, no distrito de Casa Verde em Nova Andradinae na BR-163, entre Nova Alvorada do Sul e o distrito de Anhanduí.

De acordo com a PRF, a BR-267 foi a primeira a ser liberada, às 10h45 (de MS). Às 11h20 (de MS), os sem-terra desbloquearam a BR-163. Houve congestionamento nos dois locais.

Causas
Segundo Atiliana Bruneto, integrante da direção nacional do MST no estado, o protesto faz parte da mobilização nacional dos movimentos sociais que ocorre nesta sexta que tem como uma das principais críticas o projeto de lei, em tramitação na Câmara Federal, que prevê a regulamentação de serviços terceirizados em “atividades fim”.

No entanto, segundo ela, a principal reinvindicação dos sem-terra é com relação à política de reforma agrária no país. Atiliana afirma que o processo está parado. “A pauta da reforma agrária não tem saído do papel. O Incra [Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária] continua inoperante e não se tem conquistas”, disse ao G1.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
03/01/2018 - 09h44
Tráfego é totalmente interrompido na MS-386 após estragos da chuva
02/01/2018 - 13h40
No fim de ano, 2,1 mil são flagrados em alta velocidade nas estradas federais
02/01/2018 - 08h02
Chuva provoca estragos e rodovia MS-338 é parcialmente interditada
29/12/2017 - 15h30
Com viagens de fim de ano, 262 mil veículos devem passar pela BR-163
26/12/2017 - 14h31
No feriado de Natal, 1,1 mil veículos são flagrados em alta velocidade em MS
 
Últimas notícias do site
22/02/2018 - 14h02
Marinha divulga edital do concurso para Fuzileiro Naval
22/02/2018 - 10h15
De cão a periquito: animais salvos da cheia dão cara de lar a abrigo
22/02/2018 - 08h50
Prefeitura de Aquidauana arrecada doações para ajudar atingidos por cheia
22/02/2018 - 08h27
Sem chuva, rio baixa 3 metros e tráfego começa a ser liberado em pontes
22/02/2018 - 06h51
Reinaldo se reúne com prefeitos de cidades afetadas por chuvas e cheias
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.