zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Pesquisa no Pantanal - 26/08/2013 - 08h03

Em MS, médicos de outros países fazem provas para revalidar diploma

Prova está sendo realizada na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Além de brasileiros, paraguaios e bolivianos também fazem as provas.




Por G1 MS/Redação Pantanal News

Médicos de várias cidades vieram fazer o exame em Campo Grande. (Foto: Gustavo Arakaki/ G1 MS)Médicos de várias cidades vieram fazer o exame em Campo Grande. (Foto: Gustavo Arakaki/ G1 MS)

Com o principal objetivo de revalidar o diploma profissional para atuar no Brasil, 1.772 médicos formados fora do país iniciaram na manhã deste domingo (25), a primeira fase da avaliação do Exame de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida). A prova é realizada em Brasília, Rio Branco, Manaus, Salvador, Fortaleza, Campo Grande, Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo.

O Revalida é uma avaliação organizada pelo Ministério da Educação destinada a candidatos formados em medicina no exterior que querem exercer a profissão no Brasil. Os aprovados passam a ter seus diplomas revalidados no Brasil e recebem a autorização para atuarem permanentemente no país. Quem participa do programa Mais Médicos não precisa fazer o Revalida. Mas, sem o exame, a autorização para atuar como médico no Brasil é limitada ao programa federal.

Em Campo Grande (MS), além de brasileiros que fizeram o curso em instituições de outros países, muitos estrangeiros, como paraguaios e bolivianos, também fazem as provas, que começaram às 7h (horário local). O exame está sendo aplicado no prédio da Faculdade de Medicina (Famed), na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul(UFMS).

Prestando a prova do Revalida pela primeira vez, o boliviano Percy Castillo, de 27 anos, se formou há seis anos em uma universidade do seu país e tenta hoje obter a pontuação necessária para revalidar o diploma e trabalhar no Brasil. Ciente da polêmica em volta do programa Mais Médicos do Governo Federal, ele diz que é contra a inicitiva e acha importante a avaliação para que os profissionais mostrem que também possuem conhecimento suficiente para atuar no país.

“Como alguém vai trabalhar corretamente no Brasil, se não conhece e não é avaliado sobre como é a medicina por aqui”, contestou Castillo.

Giuliano tenta o Revalida pela segunda vez. (Foto: Gustavo Arakaki/ G1 MS)Giuliano tenta o Revalida pela segunda vez.
(Foto: Gustavo Arakaki/ G1 MS)

Igualmente contra o Mais Médicos, o clínico geral paraguaio Giuliano Reichard Dorneles, de 32 anos, que tenta pelo segundo ano a revalidação do diploma. “Ano passado faltaram 18 pontos, mas esse ano estou confiante que irei passar”, afirmou Dorneles, que trabalha em Capitan Bado, no Paraguai.

Familiares e amigos que acompanhavam os participantes permaneceram no local para esperar o horário de encerramento da prova objetiva que terminará às 12h (horário local). A prova discursiva começa também neste domingo às 14h (horário local) e vai até às 17h (horário local).

Portões foram fechados às 7h10. (Foto: Gustavo Arakaki/ G1 MS)Fiscais fecharam os portões às 7h10 (de MS).
(Foto: Gustavo Arakaki/ G1 MS)

Com o horário para o fechamento dos portões marcado para às 8h de Brasília (com tolerância de 10 minutos), alguns participantes que não se atentaram para o fuso horário de Mato Grosso do Sul não conseguiram entrar para fazer a prova e foram embora irritados com a programação. Alguns tentaram insistir, mas não houve exceções.

Os aprovados da primeira fase de todos os estados do Brasil terão a segunda etapa da prova realizada em Brasília onde serão avaliadas habilidades clínicas dos inscritos, simulando situações reais de atendimento médico.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
14/10/2015 - 11h00
Expedição de barco pelo Pantanal de MS discute preservação ambiental
26/08/2013 - 08h03
Em MS, médicos de outros países fazem provas para revalidar diploma
30/01/2013 - 08h45
Embrapa Pantanal firma convênio para o fortalecimento da Apicultura em Mato Grosso do Sul
30/10/2012 - 16h45
PRF apreende veículo com CRLV falso
05/09/2012 - 13h45
Pesquisadores questionam alterações da Lei de Pesca do Mato Grosso
 
Últimas notícias do site
25/09/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
25/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
25/09/2017 - 16h38
Preço do botijão de gás terá reajuste de 6,9% a partir de amanhã
25/09/2017 - 15h47
Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e do diesel
25/09/2017 - 15h24
Governo decide manter o horário de verão a partir de outubro
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.