zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Religião - 13/06/2013 - 10h03

Depois do Dia do Namorados, é hora de apelar ao santo para desencalhar




Por Jéssica Benitez, do Campo Grande News/Redação Pantanal News

Ontem foi dia dos comprometidos celebrarem o amor. Hoje é a vez de quem está à procura de uma “cara metade” entrar em ação. Se a fé move montanhas, a graça de arranjar um companheiro não deve ser tão difícil de ser concedida, não é mesmo Santo Antônio?

Uma ajudazinha, porém, nunca é demais e, por isso, os devotos acordaram bem cedinho para comer o bolo feito em homenagem ao santo casamenteiro e, de quebra, tentar achar o único par de alianças de ouro em meio aos outros 201 fictícios misturados ao longo dos 13 metros de bolo, preparado com 700 kg de trigo e 2.800 ovos na Paróquia Santo Antônio.

Aos incrédulos, o exemplo da auxiliar de administração, Mayara Teodoro Vargas, 26 anos, pode ser prova de que basta ter fé. Há um ano ela foi a sortuda que conseguiu achar o par de alianças de ouro. Inicialmente a jovem não entendeu a intenção do santo porque tudo começou do final, já que ela tinha a joia, mas não tinha namorado. “Aí eu continuei orando e no dia 2 de janeiro deste ano comecei a namorar”, contou.

Segundo a auxiliar, Santo Antônio caprichou ao atender suas preces. “Ele é do jeitinho que pedi. Este ano vamos ficar noivos e no ano que vem nos casamos. As alianças estão guardadas e vamos usá-las porque são realmente abençoadas”, comemorou. Sem a mesma sorte que Mayara, dona Ana Maria Ribeiro, 51 anos, come o bolo há 11 anos e não encontrou um namorado até hoje.

Talvez seja porque ela nunca foi agraciada com o par de alianças. Mesmo assim, Ana não se cansa de ficar no pé do casamenteiro. Este ano chegou à Paróquia de Santo Antônio às 5h45 e, só para garantir, comprou quatro fichas na terça-feira. “Sou devota, tenho fé e espero alcançar esse milagre”, disse. Em relação à longa espera ela explica, “é que hoje em dia não tem mais homem bom. Quero um que seja sincero e só encontro os que querem ter 15 mulheres, mas não dão conta nem deles mesmos”, avaliou.

Até quem já mora debaixo do mesmo teto recorre ao bolo para ver se a união se oficializa. A técnica de enfermagem Josiane Nunes, 44 anos, tem relação estável com o agente de recepção, José Maria Marques, 46 anos, há mais de uma década e não perdeu a esperança de amarrar o amado com laços civis.
“Entrar na igreja de véu e grinalda eu não posso mais porque já fui casada, mas tenho vontade de usar aliança novamente”, contou. Diante do pedido da mulher, José não se fez de rogado. “Nós vamos nos casar sim e vai ser ainda este ano”, garantiu.

Fotos: Cleber Gellio

Equipe ora antes de começar a entrega dos pedaços de bolo (Foto: Cleber Gellio)

Equipe ora antes de começar a entrega dos pedaços de bolo (Foto: Cleber Gellio)

Tradição – Este ano o consumo do bolo está um pouco diferente. A organização do evento, composta por 30 integrantes devidamente uniformizados, permite que as pessoas entrem no local de distribuição de pouco em pouco e há uma fila onde cada um é atendido por vez.

Ao todo são 3,5 mil pedaços cortados pelos próprios voluntários e entregue diretamente ao devoto. Aquela tradição de todos revirarem o bolo em busca das alianças verdadeiras foi extinta, desta forma muitas pessoas preferem levar os pedaços para casa ao invés de comer por lá mesmo.

Fila desde cedo na Paróquia Santo Antônio, com gente que também aparece só para comer o bolo, sem esperar nada de Santo Antônio.

Fila desde cedo na Paróquia Santo Antônio, com gente que também aparece só para comer o bolo, sem esperar nada de Santo Antônio.

A benção do bolo continua seguindo o mesmo rito. Antes de começar a entrega dos pedaços, o padre Paulo Vital rezou um Pai Nosso e uma Ave Maria. Hoje às 18h ocorre missa na Paróquia e, em seguida, procissão.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/09/2017 - 16h01
Com clássicos da MPB, Padre Fabio de Melo faz show acústico em MS
07/08/2017 - 08h56
Catedral de Nossa Senhora da Candelária é tombada pelo Conselho de Cultura
03/08/2017 - 11h45
Igreja da novena mais famosa da cidade completa 76 anos com festa
14/06/2017 - 12h30
Celebração de Corpus Christi deve reunir 20 mil fiéis amanhã na Capital
13/06/2017 - 14h35
Em MS, oração e fila para bolo com alianças no dia do santo casamenteiro
 
Últimas notícias do site
22/09/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
22/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
22/09/2017 - 15h58
Aquidauana sedia encontro para debater inclusão no IFMS
22/09/2017 - 14h39
Projeto Florestinha realizou Educação Ambiental para alunos em comemoração ao dia da árvore
22/09/2017 - 13h11
PMA apreende redes e liberta peixes dos petrechos ilegais
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.