zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Aldeias do Pantanal - 06/06/2013 - 10h35

Força Nacional ocupará acessos a aldeias e fazendas em Sidrolândia




Por Paula Maciulevicius e Evelyn Souza, do Campo Grande News


Planejamento da ação foi apresentada pela Força Nacional e PM para Iagro, Funai e Seprotur. (Foto: Marcos Ermínio)

Planejamento da ação foi apresentada pela Força Nacional e PM para Iagro, Funai e Seprotur (Foto: Marcos Ermínio)

Por tempo indeterminado e nos pontos de acesso às aldeias e fazendas da região de Sidrolândia. É assim que a partir de hoje a Força Nacional vai atuar para garantir a segurança de terena e produtores rurais.

A decisão foi apresentada nesta manhã para Funai (Fundação Nacional do Índio), Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) e Seprotur (Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Produção, Indústria, Comércio e Turismo) e Polícia Federal pelo Comando Geral da Polícia Militar e da Força Nacional. Ainda agora os pontos serão passados para a Famasul e durante a tarde, a estrutura do trabalho será esclarecida para lideranças indígenas na Secretaria de Assistência Social de Sidrolândia.

Serão 110 homens da tropa nacional trabalhando na área. Metade deles chegou ontem a Campo Grande, a pedido do governador André Puccinelli (PMDB) e o restante já estava atuando na região de fronteira, em Dourados e Ponta Porã.

Segundo o comandante geral da PM, coronel Carlos Alberto David dos Santos, o que as autoridades querem é evitar conflito. “Eles não vão trabalhar com reintegração, a nossa maior intenção é levar tranquilidade para a região e reestabelecer a cordialidade entre indígenas e produtores”, ressaltou.

Ontem, durante visita do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi suspensa a reintegração de posse na fazenda Buriti, em Sidrolândia. O acerto foi mediado pela Advocacia Geral da União. A contrapartida solicitada aos índios é a pacificação da área.

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:

www.twitter.com/PantanalNews


Tropa desembarcou ontem em Campo Grande.

Tropa desembarcou ontem em Campo Grande (Foto: Campo Grande News)

Há mais de duas semanas Mato Grosso do Sul enfrenta uma onda de invasões de terra e tensão. Cansados de esperar por uma posição do governo federal, os terena decidiram pela "retomada" de áreas que já foram consideradas indígenas em 2001, mas não avançam no processo de demarcação por conta de recursos judiciais dos fazendeiros que contestam laudos antropológicos da Funai.

Hoje, o maior conflito ocorre em Sidrolândia, onde na quinta-feira passada Oziel Gabriel, de 35 anos, foi morto. As famílias entraram pela primeira vez na área em 2003. No dia 15 de maio deste ano voltaram à fazenda, mas foram retirados na base da força na quinta-feira, quando incendiaram a sede da propriedade do ex-deputado Ricardo Bacha. Um dia depois, ainda revoltados com a morte de Oziel Gabriel durante a desocupação, grupo retornou à area.

Nesta semana, outras duas fazendas da região foram invadidas e hoje a São Sebastião. Os fazendeiros dizem que estão se organizando para retirar o gado das fazendas de Sidrolândia, para evitar maiores prejuízos.

Curta o nosso perfil no Facebook: www.facebook.com/PantanalNews

Atualmente, nas contas dos terena, além da São Sebastião e Buriti, a etnia já está acampada nas fazendas Água Doce, Lindoia, São José, Querência, 3R, Flórida, Santa Clara e Bom Jesus - que também pertence à família Curado.
Comunidade indígena e produtores rurais brigam pela posse de 17 mil hectares na região de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti, a maioria terras administradas pela família Bacha.

Nesta terça-feira, a trama ganhou mais um capítulo, com o índio Joziel Gabriel, 34 anos, baleado no ombro. O tiro atingiu a coluna da vítima que permanece internada na Santa Casa. Segundo relatos indígenas, ele foi atingido por um segurança da fazenda São Sebastião, quando já chegava à sede. O disparo foi dado pelo ocupante de uma caminhonete prata.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
05/05/2017 - 16h18
Campanha de vacinação dos povos indígenas 2017 começa nesta sábado
23/03/2017 - 10h58
Mato Grosso do Sul: Indígenas recebem cestas de alimentos da Conab
09/02/2017 - 10h14
Presidente nacional da Funai visita Dourados e áreas de conflito em MS
23/01/2017 - 07h27
Mitologia dos índios Guaranis vai representar o Brasil no Festival de Berlim
03/01/2017 - 10h01
Indígenas de Mato Grosso do Sul recebem cestas de alimentos
 
Últimas notícias do site
23/10/2017 - 09h54
Prefeito de Corumbá representa o Brasil em seminário internacional do FONPLATA sobre hidrovia
23/10/2017 - 08h55
Semana em MS começa com 169 vagas em concursos públicos
23/10/2017 - 07h41
PMA e parceiros realizam Educação Ambiental para alunos em escolas ribeirinhas e indígenas
23/10/2017 - 07h40
Em oito dias, Mato Grosso do Sul registra queda de 55 mil raios
23/10/2017 - 07h02
Medidas anunciadas por Temer farão ressurgir o rio Taquari, diz Ruiter
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.