especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Internacional - 10/12/2012 - 10h21

“O Brasil tornou-se referência para muitos países no tema da transparência”




Por Redação Pantanal News/Governo Federal

CONVERSA COM A PRESIDENTA

Como anda a democracia transparente (cartão corporativo, concorrência pública)?

Sebastião Avila de Lima, 81 anos, arquiteto do Rio de Janeiro (RJ) 

Presidenta Dilma - Sebastião, o Brasil tornou-se referência para muitos países no tema da transparência. O Portal da Transparência do Governo Federal, por exemplo, mostra os gastos diretos com obras, compras governamentais, remuneração de servidores e diárias recebidas, e as despesas com cartões de pagamentos. Mostra ainda a transferência de recursos da União para estados, municípios, instituições privadas e para os cidadãos que recebem benefícios, como Bolsa Família e Seguro-Defeso. O cartão de pagamentos, Sebastião, também fortaleceu a transparência e o controle sobre pequenas despesas e gastos eventuais dos órgãos públicos, pois sua fatura é lançada automaticamente na internet, no Portal da Transparência, e qualquer pessoa pode fiscalizá-la. Essa política de transparência foi aprofundada com a Lei de Acesso à Informação, de 2011, que ampliou o acesso de todos os cidadãos a documentos produzidos ou sob a guarda da Administração Pública. Nos seis meses de vigência da lei terminados em novembro, foram recebidos 49,4 mil pedidos pelo Poder Executivo Federal, dos quais 94,8% foram respondidos, 85,3% dos quais positivamente. O tempo médio de resposta foi de 10,2 dias, enquanto a lei prevê até 30 dias.

O que está acontecendo em nossa Paraíba, em especial em João Pessoa? Em uma semana, foram assassinadas cruelmente seis mulheres. Meu Deus! Precisamos de uma lei mais severa, para os covardes e impostores em nosso Brasil.

Rita Eliane Nunes de Mascena, 50 anos, corretora de imóveis de João Pessoa (PB) 

Presidenta Dilma - Rita, temos de lutar contra toda forma de violência contra a mulher e, para isto, temos a Lei Maria da Penha, reconhecida pela ONU como uma das mais importantes do mundo. Esta lei permite que o Estado processe o agressor mesmo que a mulher não apresente denúncia. Desde a sanção da Lei, já foram presos em flagrante 4.146 agressores e instaurados 685.905 procedimentos para coibir a violência doméstica. A Lei também permitiu consolidar uma rede de proteção à mulher, com 216 centros de referência de atendimento à mulher, 72 casas abrigos, 379 delegacias especializadas de atendimento à mulher e 120 núcleos de atendimento à mulher nas delegacias civis. Além disso, a campanha "Compromisso e Atitude pela Lei Maria da Penha - A Lei é mais forte", lançada em agosto deste ano, tem mobilizado a sociedade para, em parceria com o Judiciário, tornar os processos mais ágeis. Outra ação importante é a indenização regressiva, que obriga os agressores a ressarcir o INSS pelas indenizações pagas às vítimas ou aos seus filhos. Todas as mulheres ameaçadas podem procurar ajuda na Central de Atendimento à Mulher - ligue 180, que já recebeu mais de 2,7 milhões de ligações.

O governo vai agir para diminuir esses números trágicos de acidentes de trânsito nas nossas estradas? O final do ano se aproxima e se algo não for feito teremos muitas mortes.

José Amâncio Vieira de Abreu, 44 anos, funcionário público de Quixadá (CE)

Presidenta Dilma - José, temos feito campanhas e ampliado a fiscalização e, em setembro, lançamos uma campanha permanente para redução de acidentes no trânsito, com participação de artistas, esportistas, empresários, governadores, prefeitos e todos os brasileiros. A campanha faz parte do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes, o Parada pela Vida, assinado em 2011 pelo Brasil em consonância com a resolução da ONU que instituiu de 2011 a 2020 como a Década de Ações de Segurança no Trânsito. Com o pacto, queremos reduzir à metade as 42,8 mil mortes que ocorrem no trânsito todo ano. Não há receita única para esse problema, mas a conscientização de todos os cidadãos é o melhor caminho. As campanhas publicitárias e de promoção e as ações de fiscalização nas estradas, inclusive para o cumprimento da Lei Seca, já dão resultados. No feriado da Proclamação da República, por exemplo, houve redução de 26% no número de acidentes e de 19% no de mortes. Outro bom exemplo é a Lei da Cadeirinha que, no primeiro ano de vigência, ajudou a reduzir em 23% as mortes de crianças de até oito anos. Estas ações mostram que é possível reduzir os acidentes, e o governo federal continuará com todos os esforços para diminuí-los.

A coluna “Conversa com a Presidenta” é o espaço onde a presidenta Dilma Rousseff responde perguntas enviadas por leitores de todo o País

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 07h50
Cachorrinha reencontra donos após ser capturada por águia nos EUA
24/10/2017 - 11h16
Em Assunção, Ruiter expõe desafios e oportunidades para viabilidade de hidrovia
14/09/2017 - 10h45
Raras girafas brancas são observadas em parque no Quênia
11/09/2017 - 14h23
Distantes, moradores de MS vivem angústia com parentes nos EUA
08/09/2017 - 07h10
Aquidauanense que mora no Texas relata desespero com furacão
 
Últimas notícias do site
19/01/2018 - 07h35
Carnaval de Corumbá terá Axé Blond, Revelação e baterias da Mangueira e Gaviões da Fiel
19/01/2018 - 07h10
Carnaval de Corumbá: atrações tem até hoje para realizar cadastro
19/01/2018 - 07h05
Carnaval de Corumbá: blocos oficiais iniciam ensaios e enredos falam de temas atuais
18/01/2018 - 10h35
Carnaval de Corumbá: inscrições para concurso de fantasias seguem até 31 de janeiro
18/01/2018 - 09h13
Após Exército, Marinha também entra na luta contra o Aedes aegypti em Corumbá
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.