TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Eventos - 20/11/2012 - 10h57

Alunos da Joaquim Murtinho homenageiam coordenadora da Cppir no Dia da Consciência Negra




Por Redação Pantanal News/Karina Lima-Notícias.MS

Edemir Rodrigues

Campo Grande (MS) - Em comemoração ao Mês da Consciência Negra – mês em que é celebrado no País o Dia da Consciência Negra, 20 de novembro - a população da Capital sul-mato-grossense terá a oportunidade de participar de diversas atividades, dentre elas, a realização do “Sarau Cultural” que acontece hoje (20), a partir das 17 horas, na Praça Ary Coelho, no Centro da cidade.

 

Durante o evento estudantes do segundo ano do ensino médio da Escola Estadual Joaquim Murtinho, da Capital, farão uma homenagem à coordenadora especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Cppir/MS) e também irão apresentar o projeto sobre a diversidade racial e cultural, que há cinco anos é desenvolvido na escola pelo professor da disciplina de História, Izadir Francisco de Oliveira. “Este ano nós resolvemos homenagear algumas pessoas, dentre elas a professora Raimunda de Brito”, disse o professor que esteve no prédio da Governadoria no dia 9 para comunicar o assunto à coordenadora da Igualdade Racial do Estado.

 

“Os alunos fizeram um resumo biográfico do trabalho da professora Raimunda no Estado. Eles vão apresentar esse trabalho no dia da Consciência Negra, durante a realização do Sarau Cultural”, disse o professor Izadir de Oliveira, ao informar que o principal objetivo do projeto é quebrar o mito racial individual. “E também quebrar alguns mitos que existem dentro da escola. Eu acho que na escola é o lugar mais preconceituoso”, afirmou o professor.

 

Segundo ele, o principal objetivo do projeto é fazer com que os alunos aprendam a respeitar uns aos outros, com suas diferenças e opções de gêneros. “Através do projeto percebi que os estudantes conseguem desenvolver o respeito um pelo outro e aprendem a identificar onde está tendo preconceito. Às vezes, até a gente, como professor, pode cometer algumas falhas. Eles vêem e dizem: 'professor isso é um estereótipo. Isto é uma discriminação!' Eles estão aprendendo identificar isso no dia a dia”, explicou Oliveira, ao informar que ainda ocorrem muito preconceito e discriminação racial.

 

De acordo com Izadir, seu trabalho com os alunos da Escola Joaquim Murtinho é realizado com base na Lei 10.639/2003 - que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação com a inclusão da obrigatoriedade do ensino da cultura e da história africana e afro-brasileira nas escolas públicas. “Porém, acho que a gente tem que realizar o trabalho na escolha, não porque a lei nos obriga, mas fazer porque acreditamos na pedagogia e no ser humano”.

 

Já a coordenadora da Igualdade Racial do Estado, Raimunda de Brito, disse que vê o trabalho realizado pelo professor com os estudantes da Escola Estadual do Joaquim Murtinho com muito orgulho. “Já acompanho o trabalho dele há algum tempo. Ser homenageada pelos estudantes para mim é uma honra muito grande”, destacou Brito.  

 

Na opinião da professora Raimunda, - que é militante do movimento negro no Estado e durante 29 anos lecionou no curso de Serviço Social da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB/MS), é advogada, mestre em Serviço Social e doutora em Ciência da Educação -, é muito importante que um professor de história se disponha a discutir a questão da igualdade racial com os alunos. “Ele não tem vergonha de discutir o assunto com seus alunos e faz com que eles levem essa discussão para suas casas. Isso é muito bom! São poucas as pessoas que realizam esse trabalho em escolas. É muito bom contar com esse grupo de jovens que ele está formando”, disse Raimunda. 

 

Tereza da Penha

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/06/2016 - 12h11
Quermesse e variedade gastronômica marcam último dia de festa santa
10/06/2016 - 10h30
Feriado prolongado na capital de MS tem arraiais com shows sertanejos
29/01/2016 - 07h17
Da contagem regressiva para Carnaval até "Bee Gees", fim de semana está agitado
08/01/2016 - 06h50
Cidade tem Curimba, choro, 4 esquentas de Carnaval e teatro infantil de graça
31/12/2015 - 06h21
Após cancelar Réveillon, prefeitura da capital de MS fará queima de fogos
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.