TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Aldeias do Pantanal - 25/10/2012 - 09h57

Após carta, temor de suicídio de índios em MS provoca comoção




Wilson Dias/Agência Brasil

Cinco mil cruzes foram expostas em protesto na Esplanada.
Por Redação Pantanal News/Campo Grande News

Recurso novo para tentar resolver uma questão histórica, um abaixo-assinado recolhe assinaturas na internet em nome de um apelo: “Salvemos os índios guarani kaiowá”.  A mobilização teve início após a divulgação de uma carta, em que índios de Mato Grosso do Sul, prometem resistir até a morte contra a liminar da Justiça Federal determinando a reintegração de posse de uma área em Iguatemi.

“Já aguardamos esta decisão da Justiça Federal, Assim, é para decretar a nossa morte coletiva Guarani e Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay e para enterrar-nos todos aqui”, afirma o documento que repercutiu nacionalmente e, via internet, se espalhou pelo mundo.

“Nada parece comover a ‘civilização brasileira’ de que o extermínio desse povo é um crime imperdoável e o sangue de suas crianças recai sobre todos nós. Dói na alma ler a carta da comunidade Pyelito kue-Mbarakay, de Iguatemi (MS)”, escreveu a ex-senadora Marina Silva, que assina coluna na Folha de São Paulo. Na sexta-feira, cinco mil cruzes cobriram o gramado da Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A ação foi de protesto pela morte de indígenas.

A liminar para que os índios deixem a fazenda Cambará foi concedida em 17 de setembro pelo juiz federal Sérgio Henrique Bonachela. De acordo com Armando Albuquerque, advogado do proprietário da fazenda, um rio divide a aldeia e a propriedade rural.

“Os índios passaram para a terra do meu cliente, invadiram. Eles querem ampliar a aldeia”, afirma o advogado. A invasão foi em novembro de 2011. De acordo com ele, os índios permanecem na área, porém, a decisão será cumprida.  Em caso de descumprimento, a Funai (Fundação Nacional do Índio) terá que pagar multa diária de R$ 500. A Funai e o MPF (Ministério Público Federal) recorreram ao TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região) para derrubar a liminar.

Resitência - Segundo o coordenador da Funai em Ponta Porã, Silvio Raimundo da Silva, os índios reafirmam que vão resistir e permanecerão na terra.  Ele afirma que o acesso as 40 famílias, sendo 70 crianças, é difícil e que a comunicação por celular é precária.  À Justiça, a fundação informou que o proprietário impede o acesso de técnicos ao acampamento, que só podem prestar assistência social, como atendimentos médicos e distribuição de cestas básicas, na estrada, do lado de fora da fazenda.

Em nota oficial, a Funai nacional esclarece que não há intenção de suicídio, mas determinação de não se deixar o local.

“A situação é complexa”, salienta o coordenador regional do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), Flávio Machado. Para ele, a carta dos índios demonstra a intenção de resistir, de permanecer na terra até o fim. “Mas o suicídio não é estranho para eles, que em função da situação territorial é um dos grupos que mais se suicida no mundo”, salienta.

Conforme o coordenador do Cimi, os índios já sofreram três ataques. A área em disputa é objeto de estudo antropológico desde 2008, mas ainda sem resultado.  “O principal culpado é o próprio governo federal. Falta vontade política em resolver a situação”.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
26/10/2017 - 07h05
MS: Cestas de alimentos beneficiam 2.855 mil famílias indígenas
05/05/2017 - 16h18
Campanha de vacinação dos povos indígenas 2017 começa nesta sábado
23/03/2017 - 10h58
Mato Grosso do Sul: Indígenas recebem cestas de alimentos da Conab
09/02/2017 - 10h14
Presidente nacional da Funai visita Dourados e áreas de conflito em MS
23/01/2017 - 07h27
Mitologia dos índios Guaranis vai representar o Brasil no Festival de Berlim
 
Últimas notícias do site
14/12/2017 - 06h35
Após trégua, 5ª-feira terá pancadas de chuva em várias cidades de MS
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
13/12/2017 - 06h38
Dia amanhece com sol entre nuvens, mas previsão é de temperatura alta
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.