zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Emprego - 22/10/2012 - 15h57

Indústria tem maior índice de geração de empregos de MS em 7 anos




Por Daniel Pedra - Chefe de Redação do Núcleo de Comunicação do Sistema Fiems

O setor teve crescimento de 93% sobre estoque do ano base de 2005, saltando de 68.269 trabalhadores para 131.736 industriários

Com saldo de 375 empregos formais criados no mês de setembro deste ano, o setor industrial, composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, alcançou um estoque total de 131.736 postos de emprego em Mato Grosso do Sul, segundo levantamento do Radar Industrial da Fiems com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho e Emprego. Na prática, esse montante é 93% maior que o estoque do setor no ano base de 2005, quando as indústrias tinham empregados 68.269 pessoas. 

Segundo o presidente da Fiems, Sérgio Longen, o resultado faz com que as indústrias já sejam responsáveis por 21% do total de 627.350 empregos formais existentes em Mato Grosso do Sul, ficando atrás apenas do setor de serviços, com 172.654 postos ou 27,5% do total, e da administração pública, com 135.843 ou 21,7%. No entanto, quando comparado com o desempenho dos demais setores, o Índice de Evolução do Emprego Formal nas atividades industriais acumula o maior crescimento do Estado na comparação de 2005 com 2012.

Ritmo de expansão

Para se ter ideia, na mesma comparação, o setor de serviços apresenta um índice de 173,1 pontos e crescimento de 73%, enquanto o comércio tem 147,2 pontos e aumento de 47%, a agropecuária atingiu 126,1 pontos e elevação de 26% e a administração pública com 116,9 pontos e atingiu alta de 17%. No caso do emprego formal total em Mato Grosso do Sul, o índice de evolução alcançou a marca 149,7 pontos ou crescimento de 50%. Na avaliação do Radar da Fiems, deste modo, que no período compreendido entre 2005 e 2012, até o mês de setembro, o ritmo de expansão do emprego formal na indústria em Mato Grosso do Sul foi 29% maior que àquele apresentado pelo conjunto da economia estadual.

Na mesma comparação, em relação aos segmentos de serviços, comércio, agropecuária e administração pública, o ritmo de expansão da indústria foi maior em 11%, 31%, 53% e 65%, respectivamente. Por fim, quando comparado com mês imediatamente anterior, o índice de evolução do emprego formal apresentou o seguinte desempenho: emprego total teve alta de 0,3%, o setor de serviços apresentou crescimento de 0,5%, o comércio teve elevação de 0,4%, a indústria alcançou aumento de +0,4%, a administração pública não teve alteração e agropecuária registrou melhora de 0,2%.

No ano

Por fim, vale ressaltar que no ano de 2012 a indústria vem registrando sucessivos recordes em relação ao emprego formal, aumentando a cada mês o contingente de trabalhadores empregados. Obtendo, deste modo, um crescimento ininterrupto de janeiro a setembro, mantendo elevada participação sobre o saldo total de empregos formais criados em Mato Grosso do Sul, com a geração de 9.824 postos formais de trabalho, correspondendo a 33,4% do total de novos empregos criados no Estado no período. Ficando atrás, somente, do segmento de serviços que, no mesmo período, registrou a abertura de 13.140 vagas, respondendo por 44,7% do total.

No período, o destaque foi para o segmento da indústria da transformação, com a abertura de 5.246 vagas, enquanto a indústria da construção civil criou 3.963 vagas. “Mês a mês o setor industrial no Estado tem registrado crescimento na criação de novos postos de trabalho. Proporcionalmente, Mato Grosso do Sul é o 5º maior gerador de empregos no País, ficando à frente de Estados como Minas Gerais, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. Essa posição no ranking nacional do Estado foi alavancada, em grande parte, pelo setor industrial”, avaliou Sérgio Longen.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/09/2017 - 07h47
UFMS abre inscrição para selecionar professores substitutos em 8 cidades
02/08/2017 - 07h44
Confira as vagas de emprego disponíveis na Casa do Trabalhador de Aquidauana
09/06/2017 - 07h38
Ministério Público abre vagas de estágio para alunos de nível médio e superior
19/04/2017 - 16h55
Nota Oficial- Superintendência Regional do Trabalho em Campo Grande
11/04/2017 - 09h41
Tribunal Regional Eleitoral continua com inscrições para 24 vagas de estágio
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.