zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 10/12/2008 - 07h55

MS terá plano de preservação dos recursos hídricos




Divulgação/PMA

Por Nadjanara Morbeck, do Notícias MS

Preocupado em preservar os recursos hídricos de Mato Grosso do Sul e alçar diretrizes que contribuam com este objetivo, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, das Cidades, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia (Semac) e o Instituto de Meio Ambiente (Imasul), com recursos do Ministério do Meio Ambiente do governo Federal, desenvolveu o Plano Estadual de Recursos Hídricos (PERH) que está em discussão desde segunda-feira (8) até hoje (10) no auditório do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea,MS), na Capital, para a oficina Construindo o PRH/MS – Na busca por alternativas para o uso sustentável das águas.

No local estão reunidos representantes dos governos municipal, estadual e federal, além da sociedade civil e usuários dos recursos hídricos. Os participantes formam o GT 40, grupo que vai avaliar o programa apresentado e fazer apontamentos que visam a melhoria das propostas trazidas pelo plano. Segundo a coordenadora interina do PRH, Eliane Crisóstomo Ribeiro, da Semac, a reunião é importante porque cada entidade participante do encontro irá trazer suas propostas de como podem atuar na aplicação do novo plano. “Nesta reunião serão apresentadas outras propostas e feitos os devidos ajustes o plano deverá ser aprovado pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos para entrar em fase de aplicação”, explica Eliane.

Marco José Melo Neves, coordenador de Planejamento dos Recursos Hídricos da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente (MMA), afirmou que o Plano Nacional, elaborado em 2006 e em fase de aplicação, é uma ferramenta de apoio para a elaboração dos planos estaduais e municipais, que é de interesse do Ministério, uma vez que prevêem bases para a preservação das águas no Estado - por isso o apoio federal. “Nos interessa que os Estados elaborem seus planos e que estes conversem com o plano nacional, para que seja feito o que tem que ser feito para a preservação”, salienta Marco Neves.

“Mato Grosso do Sul tinha já tinha um conjunto de estudos já feitos. Tinha conhecimento sobre seus recursos, com uma situação particular na bacia do alto Paraguai. O que faltava era o pacto sócio-político e o governo do Estado deu a contrapartida com o apoio político”, comenta o coordenador. Ele ainda ressalta a exemplar participação dos atores das representações, que formam o GT 40, que abraçaram o processo e mostrou-se um grupo consolidado para defender a causa. De acordo com Marco Neves, um dos fatores importantes para o  desenvolvimento do plano no Estado é que a dinâmica dos recursos hídricos que passam por aqui influenciam também no estado do Paraná e ainda no Paraguai. “A atenção desse plano deve ser também voltada principalmente para a área da bacia do Rio Paraná, onde verificamos um grande crescimento econômico na área do agronegócio, daí a preocupação com a regulação da água naquela região”, explica.

Para atuar principalmente na fiscalização da aplicação do novo plano a Polícia Militar Ambiental também participa da elaboração do PERH representando a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). Segundo o capitão Edmilson Queiroz, a PMA vai atuar na fiscalização em conjunto com comitês que serão formados. “Todo planejamento envolve fiscalização, por isso é importante participar deste plano e conhecer sua elaboração. Conhecendo o plano e participando do processo decisório poderemos atuar melhor na fiscalização”, observa o capitão. Até hoje (10) serão construídas as finalizações das propostas para a conclusão desta etapa de proposição.

 

Produção Rogério Valdez

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/09/2017 - 14h39
Projeto Florestinha realizou Educação Ambiental para alunos em comemoração ao dia da árvore
21/09/2017 - 12h44
Dia da Árvore tem plantio e coral do Rede Solidária na Sedhast
21/09/2017 - 08h23
Campo Grande recebe primavera colorida pelos tarumãs e jacarandás
14/09/2017 - 05h50
Incêndio florestal que durou 10h consumiu pelo menos mil hectares
08/09/2017 - 07h45
Em uma semana, setembro já é o 3º mês com mais queimadas no ano
 
Últimas notícias do site
25/09/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
25/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
25/09/2017 - 16h38
Preço do botijão de gás terá reajuste de 6,9% a partir de amanhã
25/09/2017 - 15h47
Petrobras anuncia redução nos preços da gasolina e do diesel
25/09/2017 - 15h24
Governo decide manter o horário de verão a partir de outubro
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.