zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cinema - 22/08/2012 - 15h53

FCMS exibe "A Pele que Habito" pelo Cinema d(e) Horror com entrada franca




Por Redação Pantanal News/Karina Lima-Notícias.MS

Campo Grande (MS) – A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul exibe nesta quarta-feira (22), às 18h30, na sala Rubens Corrêa, do Centro Cultural José Octávio Guizzo, o filme "A Pele que Habito". A exibição faz parte do projeto Cinema (d)e Horror, uma parceria entre a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e a FCMS. A entrada é gratuita.

 

         Dirigido por Pedro Almodóvar, A Pele que Habito (2011/Espanha/117min16anos) conta a história de Roberto Ledgard (Antonio Banderas), um conceituado cirurgião plástico que vive com a filha Norma (Bianca Suárez). Ela possui problemas psicológicos causados pela morte da mãe, que teve o corpo inteiramente queimado após um acidente de carro e, ao ver sua imagem refletida na janela, se suicidou.

 

O médico de Norma acredita que esteja na hora dela tentar a socialização com outras pessoas e, com isso, incentiva que Roberto a leve para sair. Pai e filha vão juntos a um casamento, onde ela conhece Vicente (Jan Cornet). Eles vão até o jardim da mansão, onde Vicente a estupra. A situação gera um grande trauma em Norma, que passa a acreditar que seu pai a violentou, já que foi ele quem a encontrou desacordada. A partir de então Roberto elabora um plano para se vingar do estuprador.

 

         “Em A Pele que Habito, Almodóvar vale-se de uma linguagem caótica e sombria para apresentar, por meio de um mosaico narrativo, uma releitura polêmica e assustadora de Frankenstein. Num tom alucinatório e dramático de horror, o filme retrata essa criatura monstruosa na bela figura da atriz Elena Anaya”, explica Carol Sartomen, coordenadora do projeto e mediadora do debate.

 

         Inserida em meio às agruras do cenário do mundo contemporâneo, Vera, uma mulher criada (ou transformada) pelo apaixonado, vingativo e revolucionário médico Robert Ledgard (Antonio Bandeiras), é uma personagem que carrega consigo (e propõe ao espectador) uma série de questionamentos acerca de problemas que assombram a nossa realidade, tais como a violência de gênero, relações de poder, doença, loucura, ódio, medo e traição.

 

         “A violenta trama de Almodóvar, formada por um caleidoscópio de histórias que se entrecruzam, é capaz de suscitar sobre seu espectador um tremendo efeito catártico de angústia, pavor e tensão ao lhe apresentar, por meio de uma estética do grotesco, muitas discussões de questões ainda vistas como tabus pela nossa sociedade”, acrescenta Carol Sartomen.

 

         O Cinema d(e) Horror está em seu 5º ano, sendo administrado pela Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPP) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, através da professora doutora Rosana Cristina Zanelatto Santos.

 

         Geralmente tem duas exibições mensais e conta com a participação de graduandos e mestrandos da área de Letras da UFMS ou convidados especiais para as exibições e debates de filmes que tratam da categoria "Horror" no plano das artes, contando também com a participação da sociedade campo-grandense.

 

         Serviço: Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3317-1795 ou no Centro Cultural José Octávio Guizzo, que fica localizado na Rua 26 de Agosto, 453, entre as ruas Calógeras e a 14 de Julho.

 

 Fonte: FCMS/ Marcio Breda

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/03/2013 - 15h09
Gênero, Corpo e Sexualidade da Mulher Contemporânea serão discutidos no Cineclube
12/03/2013 - 17h00
UEMS em Campo Grande promove mostra de cinema e literatura portuguesa
08/03/2013 - 17h00
Rota Cine MS inicia suas atividades em 2013 com sete anos de existência
01/03/2013 - 15h45
Festival de Cinema CurtAmazônia abre inscrições
22/02/2013 - 07h57
Nova temporada do projeto Cine Clube aborda obesidade infantil
 
Últimas notícias do site
16/10/2017 - 16h36
MS terá sistema de aviso de alagamentos por celular a partir de 2018
16/10/2017 - 13h02
Após denúncia, Polícia Militar captura foragido da justiça
16/10/2017 - 11h25
Restituição do IR já está disponível para 31,5 mil contribuintes de MS
16/10/2017 - 10h57
Semana começa com mais de 400 vagas em concursos e salários de até R$ 14 mil
16/10/2017 - 10h55
Ruiter aciona primeiro trecho de iluminação pública com LED
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.