zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Forças Armadas - 10/08/2012 - 15h05

Ágata 5 apreende 11,7 toneladas de explosivos






Por Redação Pantanal News/Governo Federal

Operação foi deflagrada no começo da semana numa área de 3,9 mil km de fronteiras com o Uruguai, Argentina, Paraguai e Bolívia

A mobilização de tropas militares nas regiões de fronteira sul e oeste do Brasil resultou na apreensão de 11,764 toneladas de explosivos no Rio Grande do Sul e Mato Grosso. A maior carga foi localizada em Itiquira, região de Rondonópolis (MT), estocada num caminhão que transportava o produto para pedreiras da região, sem autorização. Somente no veículo, os militares encontraram 11,614 toneladas. Na última segunda-feira (6), soldados do Exército com apoio de agentes da Polícia Federal apreenderam 150 kg de dinamite nos municípios gaúchos de Ametista do Sul e Frederico Westphalen. Esses são os primeiros resultados da Operação Ágata 5, deflagrada no começo da semana numa área de 3,9 mil km de fronteiras com o Uruguai, Argentina, Paraguai e Bolívia. As informações foram divulgadas pelo Ministério da Defesa na quarta-feira (8). 

A participação de tropas no patrulhamento do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul já chega a 17 mil militares. Isso representa aumento de 70% do contingente militar e civil na fronteira. 

Levantamento - A explosão de caixas eletrônicos no interior do Rio Grande do Sul levou o setor de inteligência do Exército a promover levantamento de pontos de armazenagem e comércio de dinamites. Nas últimas semanas, quadrilhas implodiram equipamentos em quatro municípios gaúchos. A última ação ocorreu na madrugada de terça-feira (7), em São Francisco de Paula, na região da Serra. Em 2012, já são 12 os ataques aos caixas eletrônicos.

Além da dinamite, as tropas encontraram 9 mil metros de cordões, 315 espoletas, 300 kg de maconha, seis armas e 86 volumes com materiais considerados irregulares. O balanço das últimas 48 horas de operação indica 8.966 inspeções, vistorias e revistas. Onze aeródromos, aeronaves e pilotos passaram por vistorias da Força Aérea Brasileira (FAB) e Agência de Aviação Civil (Anac).

Plano - A Operação Ágata faz parte do Plano Estratégico de Fronteiras, lançado pelo governo federal em junho de 2011. A quinta edição da Operação retoma a série de ações de caráter pontual que as Forças Armadas têm empreendido ao longo dos 16.880 Km de fronteira com os 10 países sul-americanos. 

Moradores da região de fronteira recebem atendimento médico e odontológico 

A Operação Ágata também leva serviços médicos e odontológicos, distribui medicamentos e realiza benfeitorias nas cidades carentes na região de fronteira. O município de Pedras Altas, situado a 140 km de Bagé, no sul gaúcho, recebeu 39 militares do 3º Batalhão de Logística (Belog) e 25º Grupamento de Artilharia de Campanha (GAC). Numa das barracas montadas no local, os funcionários públicos Leonardo dos Santos, 27 anos, e Cláudio Ruchiel, 39 anos, aferiram a pressão arterial e passaram pela consulta odontológica.

“Nunca tinha ido ao médico. Estou contente porque a minha pressão está normal. Acho que essa ação é importante para os moradores da região”, disse Leonardo.

Cláudio explicou que os moradores de Pedras Altas contam com poucos recursos médicos. Os casos mais graves são atendidos em Pelotas, distante cerca de 120 km. Além dos atendimentos médicos, os militares fizeram palestras sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e entorpecentes.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
25/05/2017 - 11h43
Forças Armadas começam a deixar Esplanada dos Ministérios
15/05/2017 - 13h40
Marinha abre inscrições para oficiais e prova poderá ser feita em MS
26/04/2017 - 16h02
Marinheiros realizam curso de manejo rural
19/04/2017 - 13h23
Marinha está com 239 vagas para nível superior
12/04/2017 - 10h43
MS: Exército apreende caminhão com meia tonelada de maconha e armas
 
Últimas notícias do site
26/05/2017 - 12h16
Projeto prevê salas de amamentação em shoppings, aeroporto e igrejas
26/05/2017 - 11h48
Polícia Militar capturou quatro foragidos da justiça nos últimos dias
26/05/2017 - 10h59
PMA apreende meia tonelada de pescado e aplica R$ 33 mil em multas
26/05/2017 - 10h20
Fim de semana em MS tem eventos gratuitos na capital e no interior
26/05/2017 - 09h25
7º Batalhão da PM fecho o cerco contra assaltos à bancos
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.