zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Indústria e Comércio - 09/08/2012 - 16h53

Ação Fiems viabiliza contratação de costureiras por indústria da Capital




Por Daniel Pedra - Chefe de Redação do Núcleo de Comunicação do Sistema Fiems

Ao todo, 15 moradoras do Aero Rancho IV formadas em costura industrial pelo Senai foram aprovadas para trabalhar na Cativa Têxtil

Das 18 moradoras do Bairro Aero Rancho IV, de Campo Grande (MS), avaliadas nos períodos matutino e vespertino de ontem (08/08) pela indústria Cativa Têxtil, localizada no Polo Empresarial Oeste, na saída para Terenos (MS), 15 foram aprovadas e poderão integrar o quadro de funcionários da empresa. Elas foram capacitadas no curso gratuito de costura industrial oferecido pela FatecSenai no âmbito do Programa Ação Fiems, que leva formação profissional do Senai e inclusão digital do Sesi para os bairros da Capital.

Uma das 15 aprovadas no teste promovido pela Cativa Têxtil é a costureira industrial Penha Leal Rocha, 56 anos. Ela contou que está em Campo Grande há um ano e que neste período fez vários trabalhos informais. “Eu era trabalhadora rural, agora sou costureira. Isto porque o Senai me deu essa oportunidade. Eu não sabia nada de costura e agora tenho a chance de trabalhar numa fábrica. Com certeza a minha vida vai mudar”, declarou.

No mesma linha pensa a costureira industrial Dora Ilda Gomes de Campos, 57 anos, que traz no currículo anos trabalhados como copeira e nenhuma experiência com máquinas de costuras, apenas o interesse de conhecê-las. “O curso foi maravilhoso, principalmente porque foi de graça. Agora, com certeza, vai mudar muita coisa em minha vida. Vou arrumar minha casa e espero ficar na empresa por muitos anos”, disse.

Para a costureira industrial Ana Paula Silva Santos, 19 anos, a oportunidade é o primeiro passo para conseguir mudar de vida. “Este é o meu primeiro emprego com carteira assinada e isso representa tudo em minha vida. Quero aprender mais, adquirir mais experiência me tornar uma excelente profissional aqui nessa indústria”, disse. Da mesma forma pensa a costureira industrial Bernardina Saralegue de Souza, 62 anos, que trabalhava no campo depois de ficar desempregada. “Sempre gostei de costurar, mas nunca tinha me profissionalizado. Esta oportunidade de trabalhar na Cativa Têxtil está me possibilitando a chance de retornar ao mercado formal de trabalho”, garantiu.

Já a costureira industrial Adenilda Alves, 54 anos, que trabalhou há quatro anos no setor têxtil, resolveu se qualificar novamente e voltar para o mercado de trabalho. “Fiquei muito tempo parada, mas sempre gostei de costurar. Com o curso do Senai foi possível aprender muito mais e agora tenho a oportunidade de voltar a trabalhar nesse segmento”, disse. Para a costureira industrial Aparecida Silva de Oliveira, 22 anos, o encaminhamento promovido pelo Programa Ação Fiems é a oportunidade de realizar o sonho do primeiro emprego com carteira assinada. “É muito gratificante poder ter acesso a um curso gratuito, se formar e ainda ser contratada na área. Era tudo que eu precisava”, frisou.
Etapa vencida

Para o coordenador do Ação Fiems, Artur Quintella, a iniciativa de levar as formandas dos cursos gratuitos do Senai até as empresas é a consolidação da proposta do Programa. “De um lado oferecemos aos moradores dos bairros para se qualificarem gratuitamente em cursos alinhados às demandas dos diferentes setores. Do outro lado cumprimos a missão de atender as indústrias na questão de qualificar mão de obra de forma que permita às indústrias melhoria da produtividade, ampliação das operações e, por consequência, a própria competitividade”, declarou.

Artur Quintella, que também é gerente da FatecSenai Campo Grande, explica que, ao todo, o grupo levado até a Cativa Têxtil era composto por 26 formandas de costura industrial, mas 2 desistiram de procurar emprego na área e só 18 fizeram o teste ao longo do dia de ontem, sendo que nesta quinta-feira (09/08) mais 6 serão avaliadas pela indústria. “Do ano passado até agora já encaminhamos 170 formandas em costura industrial para o mercado de trabalho na Capital”, informou.

Ele acrescenta que esse trabalho vem sendo realizado em parceria com o Sindivest/MS (Sindicato Intermunicipal das Indústrias do Vestuário, Tecelagem e Fiação de Mato Grosso do Sul), que auxilia na prospecção dessa mão de obra para as indústrias que demonstram interesse em absorvê-la”. “No caso específico desse grupo, a empresa entrou em contato pela linha telefônica direta criada pelo CTV (Centro Tecnológico do Vestuário) para atender as indústrias do segmento do vestuário e têxtil de Campo Grande e região. No contato, a gerência da Cativa Têxtil solicitou indicações de pessoas para trabalhar na produção e, a partir daí, nós entramos em contato com os alunos formados, viabilizando a ida deles até a indústria”, detalhou.

A analista de recursos humanos da Cativa Têxtil, Patrícia Keitzke, lembrou que a fábrica teve uma ampliação no quadro de funcionários e que havia necessidade de mão de obra em torno de 25 a 30 profissionais para atingir sua capacidade máxima de produção até o fim deste ano, período em que será entregue o próximo galpão da fábrica. “Com a turma que o Senai trouxe estamos conseguindo preencher as vagas. Acredito que essa iniciativa foi muito importante, pois o Senai treinou as costureiras e ainda as trouxe aqui para a avaliação, a partir de agora a nossa instrutora vai acompanhar os trabalhos”, disse.

Serviço – Os empresários industriais do segmento do vestuário e têxtil interessados na contratação de mão de obra formada pelo Ação Fiems Campo Grande ou nos serviços disponibilizados pelo CTV da FatecSenai Campo Grande podem ligar para o telefone (67) 3325-9674

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
17/03/2017 - 09h40
Indústria sem Fronteiras é criado para aquecer economia em municípios
20/01/2016 - 09h43
Exportação de industrializados fecha 2015 com queda de 21,9% em MS
17/12/2015 - 08h30
Mesmo com crise, indústria de alimentos projeta crescer em MS
19/10/2015 - 07h05
Terminal de Porto Murtinho será reaberto nesta terça com embarque de 6 mil toneladas de açúcar
02/10/2015 - 06h54
MS vence disputa com 3 estados e garante industria de R$1,6 bilhão
 
Últimas notícias do site
17/10/2017 - 10h25
Conab assina oito novos contratos com agricultores familiares em MS
17/10/2017 - 10h24
Compostos extraídos da gravioleira têm potencial ação inseticida e antitumoral
17/10/2017 - 09h02
PMA prende homem que matou cachorro de vizinho com espingarda
17/10/2017 - 08h20
Cinco propostas devem ser analisadas na Ordem do Dia desta terça-feira
17/10/2017 - 07h52
Campeões brasileiros de Canoagem Descida são definidos no Mato Grosso do Sul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.