especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Indústria e Comércio - 20/07/2012 - 10h21

Empresários de MS aproveitam Congresso de Laticínios para fechar e prospectar negócios






Por Daniel Pedra - Chefe de Redação do Núcleo de Comunicação do Sistema Fiems

Durante 4 dias, a missão empresarial do Silems também participou de cursos e palestras, além de fazer visitas técnicas e ir à exposição de produtos e máquinas

O 29º Congresso Nacional de Laticínios, realizado em Juiz de Fora (MG), serviu para a prospecção e fechamento de negócios para o grupo de empresários da indústria de laticínios de Mato Grosso do Sul que integrou a missão organizada pelo Silems (Sindicato das Indústrias de Laticínios do Estado) com apoio da Fiems e Sebrae/MS. Além disso, o evento, promovido de 16 a 19 de julho, possibilitou aos empresários a participação em palestras voltadas para o segmento e cursos, bem como visitas técnicas e exposição de produtos e máquinas durante a 40ª Expomaq (Exposição de Máquinas, Equipamentos, Embalagens e Insumos para a Indústria Laticinista) e a 39ª Expolac (Exposição de Produtos Lácteos), realizadas paralelamente ao Congresso.

Para o empresário José Miguel Nantes, do Laticínio Tradicional, de Campo Grande (MS), a iniciativa do Silems resultou na concretização de bons negócios. “Essa foi a primeira vez que eu vim e considerei a viagem muito proveitosa, pois consegui adquirir uma seladora de mussarela, um tanque salga e uma prateleira para secagem. O investimento feito ficou com um valor 20% menor que o preço que eu pagaria fora da feira. Penso que com iniciativas assim, o Silems está no caminho certo”, avaliou.

Pedro Guerbas Filho, da Alvorada Laticínios, de Camapuã (MS), considerou a viagem fundamental. “Foi um evento indispensável para o segmento, principalmente, com relação aos contatos, pois, até mesmo quem não fechou negócios, conseguiu fazer esses contatos. Tivemos oportunidade de conversar com empresários de outros Estados e até mesmo da Argentina. Além disso, vimos as novidades em maquinários. Realmente valeu a pena”, reforçou.

O empresário José Oliveira, do Laticínio Yolac, de Campo Grande (MS), aproveitou a visita à 40ª Expomaq para adquirir uma seladora para contribuir com a sua produção diária de 300 peças, incluindo mussarela e ricota. “Com a aquisição da máquina, pretendemos ampliar em pelo menos 30% a nossa produção”, informou, completando que conseguiu adquirir a seladora com um valor 20% menor. “Valeu muito a pena ter vindo participar desse evento”, reforçou, explicando que o equipamento adquirido fecha as embalagens a vácuo e tem capacidade para fechar 160 pacotes por hora.

Já Djonni Gonçalves, do Laticínios Alvorada, de Nova Alvorada do Sul (MS), disse que levantou os preços de vários equipamentos, como o monobloco, embaladeira para mussarela, além de produtos e equipamentos para laboratório. “Nós produzimos diariamente 100 peças, incluindo mussarela e provolone e precisamos adquirir algumas máquinas. Os preços estão bem em conta, mas vamos analisar a viabilidade. É importante estarmos atentos às novidades do mercado”, pontuou.

Avaliação

Segundo a presidente do Silems, Milene Nantes, a viagem proporcionou aos empresários um conhecimento mais aprofundado sobre a atividade. “Além disso, muitos fecharam negócios e adquiriram máquinas e equipamentos, com certeza a parceria valeu muito a pena”, declarou. Já o empresário Edgar Pereira, da Imbaúba, de Campo Grande (MS), destacou o entrosamento do grupo e o leque de oportunidades para conhecimento e aquisição de equipamentos.

“A participação dos empresários foi importante por conta de oportunizar a participação nos cursos de atualização e o acesso aos equipamentos modernos. Sem contar a exposição de lácteos, na qual pudemos ver a diversidade dos produtos e outros aspectos importantes como as embalagens mais atraentes”, disse. Evando Nunes Santos, do Laticínio Flor de Leite, de Dourados (MS), ressaltou a importância do Sindicato na organização de viagens como essa. “Por meio do sindicato a viagem fica mais facilitada. Vale a pena participar, principalmente, porque o contato com outros empresários nos ajuda a resolver problemas que são comuns às fábricas”, avaliou.

O grupo também fez uma visita técnica à Gemacom Tech, uma das principais indústrias brasileiras na área de produção de ingredientes lácteos, e ainda participou do curso sobre qualidade na indústria de laticínios, oferecido pela Hexis Científica, empresa de produtos para laboratório, pesquisa e desenvolvimento na indústria. A Gemacom Tech oferece para as indústrias do segmento alimentício produtos como amidos modificados, corantes, proteínas lácteas concentradas associadas a amidos modificados, estabilizantes e espessantes, geleias, coberturas e recheios, misturas em pó aromatizadas, pastas de queijos e condimentos e preparações de frutas.

Na avaliação da presidente do Silems, Milene Nantes, a visita ao local foi fundamental, pois muitos laticinistas adquirem esse tipo de produtos e não tinham a menor noção de como eles eram fabricados. “Levar o empresário até a fábrica oportuniza um conhecimento mais detalhado sobre os produtos, dando ainda mais segurança”, declarou. Já o empresário Evando Nunes Santos, do laticínio Flor de Leite, de Dourados (MS), contou que essa é a 3ª vez que visita a fábrica. “Já vim aqui antes e toda que vez que venho vejo novidades, algumas vou, aos poucos, implantando no laticínio. Uma delas foi o espaço de descanso para os funcionários”, disse.

O também empresário José Antônio Arantes Gonçalves, do Laticínio Alvorada, de Nova Alvorada do Sul (MS), destacou que a visita despertou a atenção em todos os aspectos, principalmente, por ter cada setor muito bem organizado. “Eu acho que a visita foi muito satisfatória, pois conhecemos a linha de produção de uma indústria de renome nacional”, pontuou. A médica-veterinária Juliana Moraes de Oliveira, do Laticínio Coopavil, de Nova Andradina (MS), também aprovou a iniciativa. “É uma realidade muito diferente da nossa, pois no Estado produzimos mussarela, mas ainda assim valeu a pena vir até aqui”, disse Juliana de Oliveira.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

 

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
17/03/2017 - 09h40
Indústria sem Fronteiras é criado para aquecer economia em municípios
20/01/2016 - 09h43
Exportação de industrializados fecha 2015 com queda de 21,9% em MS
17/12/2015 - 08h30
Mesmo com crise, indústria de alimentos projeta crescer em MS
19/10/2015 - 07h05
Terminal de Porto Murtinho será reaberto nesta terça com embarque de 6 mil toneladas de açúcar
02/10/2015 - 06h54
MS vence disputa com 3 estados e garante industria de R$1,6 bilhão
 
Últimas notícias do site
12/12/2017 - 08h51
Governo divulga resultado dos recursos do concurso da Polícia Civil
12/12/2017 - 08h42
Calor predomina e meteorologistas alertam para baixa umidade do ar
12/12/2017 - 08h16
Governador participa de reunião do Codesul em Porto Alegre
11/12/2017 - 14h35
Homens ameaçam policias com faca e são presos
11/12/2017 - 07h05
PMA de Aquidauana realiza Educação Ambiental para alunos e professores indígenas
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.