zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Energia - 04/12/2008 - 12h02

André assegura agilidade no licenciamento de instalações de transmissão elétrica




Rachid Waqued

Por Gizele Cruz de Oliveira, do Notícias MS

            O governador André Puccinelli assegurou hoje (4) que o Estado vai trabalhar com agilidade nos processos de licenciamento para as obras de construção de linhas de transmissão e subestações, a serem feitas por duas empresas que venceram o leilão de concessões realizado no dia 24 de novembro pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em reunião com representantes das empresas Cobra Instalaciones Y Sevicios e Elecnor Transmissão de Energia, que arremataram os lotes A e B do leilão, Puccinelli conheceu detalhes dos projetos e discutiu o encaminhamento que cabe ao Estado para que as obras sejam executadas no prazo estabelecido pela Aneel – 18 meses após a assinatura do contrato, previsto para acontecer em janeiro de 2009.

          As concessões leiloadas destinam-se à construção, operação e manutenção de aproximadamente dois mil quilômetros de novas linhas de transmissão e 22 subestações. As instalações de transmissão irão conectar usinas de biomassa e pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) dos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul ao Sistema Interligado Nacional.

           O lote A, arrematado pelo Grupo Cobra, abrange conexões no leste do Estado, desde a usina hidrelétrica de Ilha Solteira ate Chapadão do Sul.  No lote B, que teve como vencedora a Elecnor, compreende instalações de ligação de usinas e subestações na região abrangida por Sidrolândia, Rio Brilhante, Ivinhema, Anastácio. Um terceiro lote só inclui o estado de Goiás.

          Cada um dos projetos em Mato Grosso do Sul abrange a interligação de nove usinas (sendo três instaladas no estado vizinho e o restante em território sul-mato-grossense), e há o interesse de novas usinas em se integrar, segundo Antonio Vila Calvo, da Elecnor. São Pequenas Centrais Hidrelétricas (de geração hidráulica) uma grande maioria de usinas de biomassa - indústrias de açúcar e álcool que aproveitam o bagaço da cana-de-açúcar como matéria-prima para a geração de energia a partir da produção de vapor. Parte dessa geração abastece a própria empresa, e o restante pode ser exportado, garantindo renda ao produtor e aumentando o potencial de energia no sistema elétrico nacional. O leilão para construir obras de instalação e operar essas unidades garante que essa energia limpa e renovável seja disponibilizada na Rede Básica.

           Segundo o representante do Grupo Cobra, José Carlos Herranz Yague, diversos procedimentos iniciais já estão sendo tomados simultaneamente, porque o prazo para a entrada em operação comercial é de 18 meses a contar da assinatura do contrato com a Aneel. “Estamos tratando da compra de equipamentos e materiais, da contratação de empresa de licenciamento, e também do projeto básico, que precisa ser apresentado 45 dias após a assinatura do contrato, em janeiro”, explicou Yague.

        A Elecnor e a Cobra atuam em parceria desde 2000 em projetos de transmissão de energia. Em muitos desses projetos, estão juntas com a Plena Transmissora, que funciona como uma holding e também poderá atuar nos investimentos arrematados em Mato Grosso do Sul. O gerente de Meio Ambiente da Plena, Sebastião Pinheiro, manifestou otimismo após a reunião por ouvir do governador André Puccinelli o interesse em acompanhar pessoalmente a tramitação do licenciamento.

           Os empresários estimam que cada um dos empreendimentos irá gerar em torno de 1.500 empregos diretos, entre uso de mão-de-obra especializada (em implantação e operação de transmissão) e não-especializada (como nas obras civis).

 

           A reunião na Governadoria contou com as presenças dos secretários estaduais Tereza Cristina Correia da Costa Dias (Produção), Carlos Alberto Menezes (Planejamento e Meio Ambiente) e Edson Giroto (Obras Publicas e Transportes).

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/12/2013 - 09h57
Agência inicia em MS fiscalização de brinquedos e luminárias de Natal
17/10/2013 - 17h30
Horário de verão vai gerar economia de R$ 400 milhões, diz ONS
23/03/2013 - 08h05
No dia mundial da água jovens conhecem eletrodomésticos que preservam mananciais no consumo de energia
21/03/2013 - 15h37
Versão atualizada da cartilha Por Dentro da Conta de Luz
21/03/2013 - 14h05
Energia mensal de duas casas usa 1,5 milhões de litros de água
 
Últimas notícias do site
17/11/2017 - 16h03
Viralizou: cachorrinho 'penetra' na balada é a imagem mais fofa que você vai ver hoje
17/11/2017 - 10h18
Fim de semana tem sertanejo, funk, comédia e teatro
17/11/2017 - 07h53
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
17/11/2017 - 07h44
Proprietários rurais são autuados por manterem carvoarias ilegais
17/11/2017 - 06h14
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.