zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Indústria e Comércio - 03/05/2012 - 09h37

Fronteira da região Norte será patrulhada pela operação Ágata 4




Por Redação Pantanal News/Governo Federal

Objetivo é coibir crimes ambientais e o tráfico de drogas e de pessoas

A fronteira brasileira com Venezuela, Suriname, Guiana Francesa e Guiana terão o policiamento intensificado por meio da Operação Ágata 4, lançada na quarta-feira (2). Nas próximas semanas, 8,5 mil militares e uma centena de agentes da Polícia Federal e da Força Nacional de Segurança Pública estarão patrulhando uma área de cinco mil quilômetros entre a foz do Rio Oiapoque ao município de Cucuí, no Amazonas. As equipes buscarão coibir garimpos irregulares, pistas clandestinas, ações de madeireiros, tráficos de drogas e pessoas, bem como crimes contra o ambiente.

A Ágata será executada a partir do Comando Militar da Amazônia (CMA) e terá ações sociais. De acordo com o general-de-brigada Franklimberg Ribeiro de Freitas, chefe do Centro de Operações do CMA, no desenrolar da operação, oficiais da França, da Venezuela e dos demais países da região de fronteira atuarão como observadores das missões. “Atuaremos de forma integrada com as demais forças e entidades participantes”, anunciou Franklimberg. 

Sob a coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), a Operação Ágata integra o Plano Estratégico de Fronteiras (PEF), lançado em junho. No âmbito do PEF, existem duas mobilizações de patrulhamento da fronteira: a Ágata, de caráter pontual, com data marcada para começo e término; e a Operação Sentinela, comandada pelo Ministério da Justiça, que constitui uma ação de caráter permanente nas divisas do Brasil com os países sul-americanos.

O chefe do Comando Militar da Amazônia, general-de-exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, disse que haverá transparência da operação. Além da divulgação das ações e seus resultados na mídia nacional e local, haverá encontros com entidades representativas da sociedade da região amazônica, governos locais, parlamentares, empresários e dirigentes sindicais.

Hospital - Além da presença militar nas fronteiras, a Operação Ágata 4 tem previstas ações sociais. Na última terça-feira (1º), o hospital de campanha da Força Aérea Brasileira (FAB) deixou o píer do 7º Comando Aéreo Regional (Comar) e se deslocou para o município de Barcelos, a 490 quilômetros de Manaus. Até 9 de maio, uma equipe de 38 profissionais do serviço médico atenderá moradores nas especialidades de clínica médica, ginecologia, geriatria, pediatria, odontologia, ortopedia e dermatologia. 

O hospital tem capacidade de atender entre 350 e 400 pacientes por dia e condições de realizar exames de raio-X, ultrassonografia e hemogramas. Caso sejam comprovadas doenças mais graves, os pacientes serão encaminhados a centros médicos de Manaus”, afirmou o tenente-coronel médico Roberto Thury, comandante do hospital de campanha. Ele informou que os equipamentos já foram usados em tragédias no Haiti e México, além das enchentes no Paraná e no Rio de Janeiro.

Além do hospital, a Força Aérea Brasileira (FAB) irá empregar aviões de alerta aéreo antecipado E-99 para localizar voos clandestinos, em conjunto com caças A-29 Super Tucano para interceptar e fazer com que as aeronaves pousem em locais determinados pela FAB. O papel dos aviões de sensoriamento remoto R-99 será localizar pistas clandestinas utilizadas pelo narcotráfico. Os helicópteros H-60 Black Hawk podem decolar com equipe de medidas de controle de solo, especialmente treinada para deter tripulantes de voos ilícitos e preservar provas até a chegada da Polícia Federal. 

Enchente no Amazonas desabriga ribeirinhos

A Ágata 4 acontece no instante em que as cheias do rio Negro desalojam moradores na região metropolitana de Manaus e mais 24 cidades do Amazonas. Ontem, no bairro Educandos, na capital amazonense, moradores reclamavam da falta de atendimento. Numa das vielas, a doméstica Ângela Maria Magalhães Moreira contou que teve que abandonar um barraco de madeira com o marido e sete filhos porque a água invadiu a moradia. O rio atingiu a cota de 29,20 metros.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
Daniel Nascimento, em 03/05/2012 - 12h10

Muito boa matéria, parabéns ao site.

 
Últimas notícias do canal
17/03/2017 - 09h40
Indústria sem Fronteiras é criado para aquecer economia em municípios
20/01/2016 - 09h43
Exportação de industrializados fecha 2015 com queda de 21,9% em MS
17/12/2015 - 08h30
Mesmo com crise, indústria de alimentos projeta crescer em MS
19/10/2015 - 07h05
Terminal de Porto Murtinho será reaberto nesta terça com embarque de 6 mil toneladas de açúcar
02/10/2015 - 06h54
MS vence disputa com 3 estados e garante industria de R$1,6 bilhão
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.