zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Turismo - 19/04/2012 - 09h37

Pousada usa práticas sustentáveis para atrair turistas




Por Redação Pantanal News/Agência Sebrae de Notícias

Com medidas simples, empresária em Fernando de Noronha recicla lixo, reaproveita água e economiza energia

Brasília - Um dos destinos turísticos mais procurados do Brasil, Fernando de Noronha, no litoral de Pernambuco, foi o cenário escolhido pela paulista Silvana Montenegro Rondelli para montar seu primeiro negócio. Aos 39 anos e encantada com a beleza do local, ela abandonou a carreira de nutricionista para abrir uma pousada. Com o tempo, a Beco de Noronha passou a se diferenciar dos demais estabelecimentos da ilha pela sustentabilidade, que está presente em cada canto do empreendimento e que já faz parte da rotina dos hóspedes e dos sete funcionários. A preocupação com o meio ambiente vai desde o uso racional da energia até o manejo do lixo.

A proposta de um negócio sustentável em uma região de extrema beleza natural é um atrativo para os turistas, que não param de chegar desde que a pousada abriu as portas, em outubro de 2003. Na época, só havia três quartos disponíveis. Hoje, são seis suítes disputadas por brasileiros e estrangeiros que querem desfrutar do famoso arquipélago e, ao mesmo tempo, preservar o frágil equilíbrio ecológico do lugar.

A pousada foi construída aproveitando a luz e a ventilação naturais da ilha, com paredes vazadas, feitas a partir de madeira de demolição ou de reflorestamento. Já a água utilizada no estabelecimento é aquecida com energia solar.

Mesmo com tantas inovações, Silvana conta que ainda faltavam algumas medidas para aumentar a eficiência energética, que só foram adotadas depois que ela participou do curso Programa de Redução de Desperdício do Sebrae, realizado em 2006. “Sempre estive em sintonia com a preservação do meio ambiente. Eu, os hóspedes e o planeta saímos ganhando”, enfatiza.

O uso racional da água e da energia começou com a adoção de medidas simples. Silvana instalou placas informativas em todas as torneiras e chuveiros sobre a importância de economizar água. Além disso, claraboias no teto da cozinha e do escritório garantem a ventilação e a entrada de luz natural. Na área social, foram colocadas telhas de vidro. Resultado: a conta de luz baixou e os lucros subiram.

Parecem medidas de pouco impacto, mas em um ecossistema como o de Fernando de Noronha, onde a presença do homem vem provocando forte interferência ambiental, elas são fundamentais para diminuir a pressão sobre os recursos naturais. “Vou continuar nessa linha de melhorar o desempenho econômico e ambiental do meu negócio, porque minha diferença está aí”, diz.

Medidas

Silvana relata que as medidas mais recentes foram a instalação de um chaveiro economizador de energia, com sensores nos quartos; substituição dos vasos sanitários comuns por mais modernos, de dupla função, que acionam diferentes volumes de água; instalação de equipamentos de ar-condicionado de alta eficiência energética; e uso de sensores de presença em toda a pousada. A empresária destaca ainda que instalou lâmpadas mais econômicas em todos ambientes. A água usada na lavanderia também é tratada para ser reaproveitada nos vasos sanitários.

Quando, recentemente, teve que construir duas passarelas para facilitar o trânsito dos hóspedes, a proprietária utilizou restos de garrafas de vidro misturadas a uma massa feita de solo argiloso na pavimentação. Na cozinha foi instalado um novo exaustor eólico. “Em breve, a Beco de Noronha será totalmente sustentável”, garante.

A preocupação com o lixo é constante, já que o sistema de coleta da ilha é ineficiente. Os resíduos deveriam ser transportados para o continente, o que, na prática, nem sempre acontece. Por isso, a ordem é produzir a menor quantidade de lixo possível. Assim, a empresária substituiu o adoçante em sachê pelo líquido e o açúcar, só em açucareiros.

O mesmo princípio vale para todos os produtos consumidos na pousada: quanto menos embalagens, menos lixo. A coleta é seletiva e o material reciclável se transforma em peças de artesanato nas mãos da empresária. Silvana reaproveita recipientes usados para confeccionar bonecas e outros adornos feitos de vários materiais, como garrafas pet e papel machê. “O sucesso é grande entre os hóspedes, quase todos levam uma peça de recordação ou para dar de presente”, comemora. As peças artesanais também são utilizadas na decoração da pousada.

A taxa média de ocupação da Beco de Noronha fica em torno de 85%, mas a pousada costuma ficar lotada nos meses de verão. O faturamento anual chega a R$ 500 mil, um aumento considerável se comparado ao registrado no início da empresa, R$ 96 mil. “Sinto que estou no caminho certo. Sustentabilidade e preservação do meio ambiente não são modismos, são ferramentas para bons negócios”, conclui.


Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/07/2017 - 14h34
Bonito é eleito o melhor destino de ecoturismo do Brasil pela 14ª vez
17/07/2017 - 15h30
Bonito vence pela 14ª vez prêmio de melhor destino de ecoturismo
20/05/2017 - 11h35
Eventos e negócios impulsionam turismo em Mato Grosso do Sul
12/01/2017 - 11h16
Feriados vão movimentar R$ 21 bilhões no turismo
18/11/2016 - 08h00
Turismo entrega 22 obras de infraestrutura em Mato Grosso do Sul em 2016
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 15h38
Asfalto entre Piraputanga e Camisão vai impulsioncar ecoturismo na região
20/10/2017 - 15h06
Alerta prevê tempestades em 43 municípios de Mato Grosso do Sul
20/10/2017 - 14h13
PMA autua proprietária rural por exploração ilegal de madeira
20/10/2017 - 12h30
PMA autua jovem por manter ave silvestre em cativeiro
20/10/2017 - 11h33
Incêndio em parque estadual de MS é controlado após uma semana com ajuda de chuva, diz Imasul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.