zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 09/04/2012 - 15h41

Conferência de Bandung e o neo-desconforto




Por Bruno Peron Loureiro

Bruno Peron Loureiro

 

As desigualdades e as relações de poder entre países "centrais" e "periféricos", "ricos" e "pobres", "desenvolvidos" e "subdesenvolvidos" convidam-nos a avaliar passagens históricas que estruturaram o mundo do jeito que é. O primeiro alerta é de que não se concebe a "centralidade" se não houver "periferia", não há "riqueza" sem "pobreza", tampouco o "desenvolvimento" é inteligível sem o "subdesenvolvimento".

Para este raciocínio, utilizemos a dialética. Para não perder o costume de enfoque dos meus ensaios, apresento um dos eventos que compõem o "outro lado" dos poderes e das hegemonias que se estabeleceram depois de décadas e séculos de sangue, subjugação e supressão cultural. Menciono a importância histórica da Conferência de Bandung, celebrada em abril de 1955.

Líderes de 29 países asiáticos e africanos reuniram-se, durante alguns dias (entre 18 e 24 de abril daquele ano) numa cidade da Indonésia, a fim de discutir aflições em comum e formas de cooperação contra o colonialismo, o imperialismo e o racismo de nações europeias, Estados Unidos e União Soviética. Houve denúncias, por exemplo, contra o sistema de apartheid na África do Sul.

Estiveram presentes na Conferência: Sukarno, presidente da Indonésia; Nehru, primeiro-ministro da Índia que resistiu à dominação inglesa; Nasser, presidente do Egito; Haile Salassié, imperador da Etiópia; e outros estadistas. Apesar do número elevado de países que enviaram seus representantes, os patrocinadores do evento foram: Indonésia, Birmânia, Índia, Sri Lanka e Paquistão.

Por um lado, a Conferência realizou-se no marco da "Guerra Fria" e expansão das áreas de influência de Estados Unidos e União Soviética, que disputavam espaços ideológicos e avanços técnicos (aeroespacial, militar, etc) como se o mundo fosse um tabuleiro de "War", o jogo da fabricante Grow; por outro, a "guerra" do "Sul" era contra o lugar que os conferencistas de Bandung ocupavam na escala do "desenvolvimento".

O divisor de águas da Conferência de Bandung refere-se, em parte, à inauguração das noções de "Terceiro Mundo", "Países Não-Alinhados" e relações "Norte-Sul" (em substituição a Leste-Oeste). Tanto a terminologia como a consciência do lugar destes países no mundo indispuseram os Estados Unidos, que se ausentaram completamente do evento a ponto de não enviar nem um observador.

O poder enreda enquanto ninguém o contesta.

A Conferência, assim, foi uma grande tentativa de reunir as insatisfações dos países do "Sul" a favor do diálogo com os do "Norte", a despeito da ausência da América Latina, cuja região também esteve vulnerável às investidas do "Norte". Foi, ainda, um prelúdio à independência de 17 destes países ao longo da década de 1960.

Logo, alguns dos princípios que se decidiram na Conferência apelam à observância da Carta da Organização das Nações Unidas, como o respeito ao direito de defesa de cada nação e a solução de conflitos internacionais por meios pacíficos. Os países "não-alinhados", portanto, tentaram legitimar suas demandas através de um organismo internacional coroado pelos próprios países do "Norte".

A estratégia dos conferencistas de Bandung constituiu uma fuga do colonialismo, o imperialismo e o racismo através da rede institucional que os países dominantes estenderam para pescar no lago dos mais débeis. Os países do "Norte" atuam em função de seu poder bélico, enquanto a lição de Ghandi discorda da solução violenta aos conflitos internacionais.

Bandung é a cidade da Indonésia de onde cintilou a necessidade de ventilar propostas que levem respeito ao encontro de culturas distintas e o princípio de auto-determinação dos povos, que ainda custa ser aceite no entendimento moral de estadistas norte-americanos e europeus. Vide o massacre cinicamente chamado "Primavera Árabe".

O mundo continua sendo partilhado, embora mais pela força das palavras que das armas. Este neo-desconforto não exime os países mais vulneráveis do compromisso de elaborar posturas conjuntas contra a ganância neo-colonial que não se pulveriza nos desejos incontidos de outros países.

A Inglaterra poderá começar deixando as Malvinas.



http://www.brunoperon.com.br

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/05/2017 - 09h01
Heraldo Pereira e Bosco Martins: um breve reencontro entre amigos
04/05/2017 - 14h30
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte VI
02/05/2017 - 11h08
O poeta de Sobral
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 
Últimas notícias do site
23/06/2017 - 16h02
TVE em Maracaju: governador Reinaldo e prefeito Maurílio Azambuja reativam sinal neste sábado
23/06/2017 - 14h16
Projeto de Moka quer acabar com distorção na disputa por vaga a pessoa com deficiência
23/06/2017 - 14h06
Fim de semana será de clima seco, com noites frias e tardes ensolaradas
23/06/2017 - 12h41
PMA autua pecuarista em degradar nascentes e dois córregos e áreas protegidas de matas ciliares
23/06/2017 - 10h35
Deputado Dr. Paulo Siufi solicita recolhimento de livro infantil que aborda incesto
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.