zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 13/03/2012 - 11h21

Cúpula dos Povos quer manter atividades paralelas no Aterro do Flamengo




Por Redação Pantanal News/Agência Brasil

Alana Gandra
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O grupo de articulação do Comitê Facilitador da Sociedade Civil para a Rio+20 promete pressionar os organizadores da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável para que o Aterro do Flamengo seja utilizado para a realização de atividades da Cúpula dos Povos. O encontro ocorrerá paralelamente à conferência oficial da ONU, em junho próximo, no Rio.

Em entrevista à Agência Brasil, o diretor da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong), Ivo Lesbaupin, definiu como “disputa política” a retirada  das ONGs e dos movimentos sociais do Aterro.

“Vamos pressionar para ser no mesmo lugar em que houve o Fórum Global, com atividades paralelas, na Rio 92”, disse Lesbaupin, referindo-se à Conferência da ONU sobre o Meio Ambiente, realizada em 1992 também no Rio. A Abong é uma das 34 redes e organizações que participam do grupo de articulação do Comitê Facilitador da Sociedade Civil para a Rio+20.

O assunto foi objeto de debate na última semana. A reunião com os organizadores da Rio+20 sinalizou a transferência da Cúpula dos Povos para a Quinta da Boa Vista, contrariando decisão tomada  no ano passado de realizar o evento paralelo no Aterro do Flamengo.

O presidente do grupo de trabalho da prefeitura do Rio para a Rio+20, Sergio Besserman, esclareceu à Agência Brasil que da Marina da Glória até o Aeroporto Santos Dumont, “se eles tiverem interesse, há espaço suficiente”. O que não poderá haver no local são acampamentos. “Se houver necessidade de algum acampamento, como existiu na Rio 92, tem que ser na Quinta”, disse. Já as tendas poderão ser montadas no Aterro do Flamengo, declarou Besserman.

A Quinta da Boa Vista é um parque público localizado no bairro São Cristóvão, na zona norte do Rio, em cujas dependências estão situados o Jardim Zoológico e o Museu Nacional, que funciona no local do antigo Palácio Imperial.

O coordenador de Relações com a Sociedade Civil da Rio+20, João André Rocha, consultor contratado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), disse que uma nova reunião será realizada esta semana entre o Comitê Facilitador e a prefeitura do Rio. Ele acredita que até sexta-feira (16) sairá uma definição sobre as atividades que serão baseadas no Flamengo e o que terá de ir para a Quinta da Boa Vista.

Rocha informou que até o momento, o que está desenhado para a área do Flamengo é que no Museu de Arte Moderna (MAM) e na casa de eventos Vivo Rio haverá atividades da programação oficial. O Comitê Nacional de Organização da Rio+20 está preparando o espaço para receber atividades de todos os grupos, brasileiros e estrangeiros.

“De qualquer maneira, a Cúpula  dos Povos está com atividades no Parque do Flamengo, no mínimo nessa área do MAM e do Vivo Rio”. O resto do parque  está em negociação entre  o Comitê Facilitador e a prefeitura, para evitar ocupação de maneira que danifique o parque. Rocha reconheceu que o comitê está ansioso por definir as atividades, para encaminhar a execução das obras.

Na próxima semana, o grupo de articulação nacional do Comitê Facilitador da Cúpula dos Povos terá a primeira reunião com representantes de entidades estrangeiras. A meta é que todas as ONGs do mundo enviem críticas, além de práticas sustentáveis que vêm sendo desenvolvidas com sucesso em seus países e que permitam enfrentar melhor as mudanças climáticas e o aquecimento global, informou Ivo Lesbaupin. “Para mostrar que elas são viáveis, que já estão dando resultado”, acrescentou.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
19/04/2017 - 13h18
Entidades do setor florestal de MS promovem campanha de combate a incêndios
18/04/2017 - 15h15
Fenômeno natural, decoada começa no rio Paraguai causando morte de peixes
10/04/2017 - 09h19
Anastácio: Sucuri de 3 metros é encontrada em terreno onde crianças soltavam pipa
05/04/2017 - 09h08
Corumbá: Exposição mostra impactos do lixo na natureza
05/04/2017 - 08h35
Jacaré é encontrado em varanda de residência durante a madrugada
 
Últimas notícias do site
27/04/2017 - 15h06
Rádio Independente de Aquidauana recebe "Moção de Congratulação" do deputado estadual Paulo Siufi por processo de migração para FM
27/04/2017 - 15h03
Em MS, 27% dos contribuintes ainda não entregaram declaração do IR 2017
27/04/2017 - 07h10
Chuva em municípios de MS passou dos 50 mm e derrubou temperaturas
27/04/2017 - 06h31
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
27/04/2017 - 06h24
No primeiro frio do ano, quinta-feira amanhece com mínima de 9°C em MS
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.