zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 20/02/2012 - 08h45

Mercantilização de propriedade intelectual




Por Bruno Peron Loureiro

A questão dos direitos autorais ou da propriedade intelectual na era da comunicação massiva divide opiniões: por um lado, autores e patrocinadores queixam-se do descontrole sobre seus trabalhos devido ao descumprimento das leis de proteção autoral; por outro, alguns usuários temem que as conquistas de universalização da informação sofram retrocesso.

            Três modalidades de licenças protegem os direitos de autor sobre seus conteúdos culturais: "copyright", "copyleft" e "creative commons". Cada uma delas surgiu para atender demandas específicas do universo autoral. Varia o grau de controle sobre a obra intelectual.

            O Escritório de Propriedade Intelectual do Reino Unido (IPO, da sigla em inglês) esclarece que o "copyright" ("the right to copy" ou "o direito de copiar") aplica-se ao uso e reprodução, em quaisquer meios, de trabalhos literários (manuais de instrução, artigos em jornais, programas de computador), trabalhos dramáticos (dança, mímica), trabalhos musicais, trabalhos artísticos (pinturas, gravuras, fotografias, esculturas, arquitetura, diagramas, mapas), gravações de um trabalho (som e vídeo), transmissões de um trabalho, entre outros. O conteúdo cultural, neste caso, é para uso pessoal e nada pode ser feito sem o consentimento do autor.

            O termo "copyleft", por sua vez, surgiu em contraposição a "copyright" para tornar gratuito o uso e, nalguns casos, também a modificação de trabalhos intelectuais. O acesso ao conteúdo cultural, nesta modalidade, não está sujeito a limites. Em síntese, "copyleft" é o direito que prescreve o uso, enquanto "copyright" é o direito que o proíbe.

            A observância das leis de "copyright" no plano internacional tem sido um desafio, ainda que acordos internacionais estabeleçam-se entre os países.

Há os que se dizem afetados pelas restrições que se impõem à circulação livre das artes, as ciências e a criatividade. Mercantiliza-se o conhecimento e o pensamento. Um trabalho intelectual, desta forma, compara-se a outra mercadoria qualquer, como uma peça de roupas, uma comida rápida ou um aparelho eletrônico. Os patrocinadores dos bens culturais resguardam-nos contra uso indevido e furto porque estes passam a possuir valor de troca.

            Considerado uma variação do "copyleft", o "creative commons" provê licenças de "copyright" a usuários ao redor do mundo sob certas condições de uso, ou seja, há outros direitos que continuam resguardados. O administrador do "creative commons" define-se como uma "organização global sem fins lucrativos que oferece ferramentas gratuitas e legais para compartilhamento de criatividade e conhecimento" (http://www.creativecommons.org). Diferentemente do que sucede no "copyleft", o autor decide sobre a proteção que deseja dar a seu conteúdo cultural e seu nome deve creditar-se sempre.

            O movimento em defesa do controle do trabalho intelectual que circula na rede virtual ganha fôlego devido à preocupação dos patrocinadores - geralmente corporações privadas - com a redução de seus lucros, por um lado, e à insatisfação dos autores com o crescimento do plágio, por outro. Ambos buscam soluções para conter a apropriação indesejada e a pirataria de seus trabalhos pela internet, cujo meio dilui o controle sobre as rotas, ou seja, de quem baixa ou sobe o arquivo. O conteúdo cultural torna-se de domínio público uma vez que cai na internet.

            Soma-se mais uma dificuldade. Em países de carências educativas mais acentuadas, desconhecem-se os direitos de propriedade intelectual ou faz-se mal uso deles. Resulta que, muitas vezes, o usuário desta "propriedade" não sabe que incide numa falta por violar os direitos de uso ou exercer alguma prática que esteja proibida por lei.

            Geram-se, neste contexto em que se previne até o conhecimento e o pensamento de extravios, cisões que não estavam previstas, uma vez que o leigo poderá ser banido de sua tentativa de deixar de sê-lo. O autor de conteúdos culturais, todavia, nem sempre é ciente das exigências de seu patrocinador, que se perpetua na tentativa de mercantilização do espírito.

            A questão presente se desemaranhará mais pelo transcurso da ética e da sensatez que pela agonia de impulsos que tornam mais desiguais as oportunidades de acesso à cultura.


http://www.brunoperon.com.br


Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
04/09/2017 - 09h11
3ª Etapa da Expedição Centenária Roosevelt-Rondon (Parte III)
04/09/2017 - 09h06
3ª Etapa da Expedição Centenária Roosevelt-Rondon (Parte II)
04/09/2017 - 09h01
3ª Etapa da Expedição Centenária Roosevelt-Rondon (Parte I)
28/07/2017 - 16h47
Chapéu Bandeirante
24/07/2017 - 09h01
Atentado à Vida de Plácido de Castro
 
Últimas notícias do site
22/09/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
22/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
22/09/2017 - 15h58
Aquidauana sedia encontro para debater inclusão no IFMS
22/09/2017 - 14h39
Projeto Florestinha realizou Educação Ambiental para alunos em comemoração ao dia da árvore
22/09/2017 - 13h11
PMA apreende redes e liberta peixes dos petrechos ilegais
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.