zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cinema - 26/11/2008 - 10h55

Público critica grande número de documentários exibidos no Festival de Cinema de Brasília




Por Morillo Carvalho, da Agência Brasil

O número excessivo de documentários prejudicou a programação da 41ª edição do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que terminou ontem (25) à noite. “Nada contra documentários, pelo contrário. Mas faltou equilíbrio na programação. Queria ver mais ficção”, disse o estudante de cinema Carlos Taimbé. Morando em São Paulo há três anos, esse brasiliense não deixou de vir aos três últimos festivais.

“A programação ficou enfraquecida”, opinou a atriz Luciana Mendes, ao reforçar as críticas quase unânimes ao excessivo número de documentários exibidos durante o festival.  Dos seis longas-metragens concorrentes, quatro eram documentários. Apenas Siri-Ará, do cearense Rosemberg Cariry, era só ficção. O outro, o Filmefobia, do diretor Kiko Goifman, fica entre os dois gêneros: é meio realidade e meio ficção. Talvez  por isso tenha levado o prêmio de melhor filme do festival.
Uma das juradas, Sandra Corveloni, acredita que talvez seja necessário chegar a um equilíbrio entre ficção e realidade no  festival para favorecer escolhas como os prêmios de melhor ator e melhor atriz. Mas não criticou a organização pela seleção: “Quem sou eu para julgar uma questão com essa magnitude? Isso pode ser mesmo reflexo da produção brasileira”.

É nisso que o diretor do festival, Fernando Adolfo, acredita. Além de estar convencido de que o que ocorre é uma maior produção de filmes do gênero, ele também acha que as escolhas “mantém o conceito” do Festival de Brasília. “Hoje, o Brasil tem 132 ou mais festivais de cinema. Todos são muito parecidos, predomina o glamour e o sentido mais comercial. Brasília nunca se preocupou com isso”, avalia.

“A ficção sempre foi maioria no festival e isso ocorre porque o documentário é discriminado. E este ano nós temos uma excelente produção de documentários. E eles levam de três a cinco anos para serem concluídos. E isso se dá pela dificuldade de se captar recursos”, completa.

O filme que mais premiado entretanto, não é documentário. Filmefobia, que ganhou o prêmio de melhor filme do festival e outros quatro, usa elementos documentais e ficcionais na obra. Sob uma platéia dividida – metade aplaudia e metade vaiava, na entrega do primeiro prêmio –, Goifman disse que não tem problemas em receber manifestações contrárias à sua obra.

“As vaias significam que, felizmente, eu não tenho a menor pretensão de unanimidade com esse filme. As vaias são bem-vindas também, a gente vive num país democrático”, afirma. O Filmefobia retrata o cotidiano de pessoas com os mais diversos tipos de medo e despertou variadas reações no público durante a exibição, já que mostra cenas que parecem de tortura.

Outro longa que se destacou entre os premiados foi o documentário À Margem do Lixo, de Evaldo Mocarzel. Com três prêmios - entre eles, o de melhor filme pelo júri popular -, o filme mostra, de forma objetiva, as histórias e o cotidiano de quem vive da reciclagem de papel, plástico e metais na cidade de São Paulo. A proposta do filme é mostrar que essa é uma das poucas formas de tirar pessoas das ruas e dar um pouco de dignidade a elas.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/03/2013 - 15h09
Gênero, Corpo e Sexualidade da Mulher Contemporânea serão discutidos no Cineclube
12/03/2013 - 17h00
UEMS em Campo Grande promove mostra de cinema e literatura portuguesa
08/03/2013 - 17h00
Rota Cine MS inicia suas atividades em 2013 com sete anos de existência
01/03/2013 - 15h45
Festival de Cinema CurtAmazônia abre inscrições
22/02/2013 - 07h57
Nova temporada do projeto Cine Clube aborda obesidade infantil
 
Últimas notícias do site
20/10/2017 - 09h09
PMA prende jovem com rifles e munições ilegais
20/10/2017 - 08h07
PMA autua fazendeiro por degradação de matas ciliares
20/10/2017 - 06h23
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
19/10/2017 - 15h13
Em 2016, caiu o percentual de pessoas que trabalhavam em empreendimentos de grande porte
19/10/2017 - 14h22
Tamanduá-mirim é capturado dentro de residência
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.