TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cinema - 19/12/2011 - 14h05

MIS exibe mostra de filmes do Vídeo Índio Brasil 2011




Por Redação Pantanal News/Karina Lima-Notícias.MS

 
 

 

          Campo Grande (MS) - O governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio do Museu da Imagem e do Som, Unidade da Fundação de Cultura, promove, em parceria com o Mercado Cultural e a Associação Amigos do Cinema e da Cultura, o projeto Vídeo Índio Brasil 2011 que acontece de 19 a 23 de dezembro, sempre a partir das 14 horas, no MIS. A entrada é franca.

 

          A edição de 2011, seguindo o formato já consolidado em anos anteriores, prevê a exibição de filmes - que tenham a questão do índio como tema principal - produzidos por realizadores indígenas e não-indígenas. As atividades são gratuitas com a finalidade de garantir o amplo acesso da população em geral à rica produção audiovisual relativa às populações tradicionais existentes no Brasil.

 

          O Vídeo Índio Brasil é uma iniciativa que objetiva valorizar e promover as culturas brasileiras, contemplando a questão indígena. O projeto se consolidou como a maior vitrine de promoção da diversidade étnica do País. Serão realizados debates com participação das comunidades indígenas, intelectuais, pesquisadores e diretores de filmes, sempre após as exibições diárias.

 

          A Fundação Nacional do Índio (Funai) registra atualmente cerca de 460 mil índios aldeados, distribuídos entre 232 comunidades indígenas, que perfazem cerca de 0,25% da população brasileira distribuída por quase todos os Estados brasileiros. Os povos indígenas apresentam as maiores concentrações populacionais nas regiões Norte e Centro-Oeste. Mato Grosso do Sul apresenta o segundo maior contingente de população indígena por Estado brasileiro.  São mais de 230 povos que vivem em suas terras originais e mantém viva aproximadamente 180 línguas.

 

          As novas tecnologias da comunicação utilizadas em veículos como televisão, rádio e internet e no uso das linguagens artísticas visuais e audiovisuais são ferramentas de destaque na vida da sociedade atual. Embora muitos brasileiros tenham dificuldades de acesso a esses serviços, o projeto constitucional de democratização das artes, do conhecimento e da informação ganha destaque no cenário nacional.

 

          Serviço

 

          O Museu da Imagem e do Som de Mato Grosso do Sul fica no 3º Andar do Memorial da Cultura e da Cidadania, na avenida Fernando Correa da Costa, 559. Centro. Mais informações: (67) 3316-9179.

 

          Programação

 

19/12

1 - O difusor da sua Cultura

Edição Juanahu Karajá (Karajá) / Caroline Arnulfo (Terena)- Produção : Edson Escobar (Kaiowa) C- Iluminação : Vanusa Lipú (Terena) - Ator: Ismael Morel (Kaiowa).

Oficina de Produção Audiovisual Vídeo Índio Brasil / 2010 / 5min/MS/ Livre

 

Sinopse: O professor Kaiowa, Ismael Morel de Amambai-MS está em Campo Grande, e passeia pela cidade observando as novidades, com objetivo de participar do evento Vídeo Índio Brasil palestrando sua vivência durante o Ava Marandú- Os Guarani convidam.

 

2 - Já me transformei em imagem

Direção: Zezinho Yube / Vídeo nas Aldeias / 2008 / 32 min. / AC - Hunikui (Kaxinawá) / Livre

Sinopse: Comentários sobre a história de um povo, feito pelos realizadores dos filmes e por seus personagens. Do tempo do contato, passando pelo cativeiro nos seringais, até o trabalho atual com o vídeo, os depoimentos dão sentido ao processo de dispersão, perda e reencontro vividos pelos Huni kui.

 

3  - De volta à terra boa

Direção: Vincent Carelli / Vídeo nas Aldeias / 2008 / 21min. / MT - Panará / Livre

Sinopse: Homens e mulheres Panará narram a trajetória de desterro e reencontro de seu povo com seu território original, desde o primeiro contato com o homem branco, em 1973, passando pelo exílio no Parque do Xingu, até a luta e reconquista da posse de suas terras.

 

20/12

4 – Uma Aldeia na Cidade 

Edição Edivânio Almeida Aquino ( Kadiweu ) / Sidney de Albuquerque (Terena) – Produção: Dylean Gabriel Vitorino (Terena) Camera – Pascoalino Tseremadzawe Riwi’a (Xavante) – Audio – Etelvino Almeida (Kadweu) – Iluminação – Edivânio Almeida Aquino (Kadweu) Oficina de Produção Audiovisual Vídeo Índio Brasil / 2010 / 10 min /MS/ Livre

Sinopse: A cacique Enir da Silva Bezerra, da aldeia Marçal de Souza, Campo Grande – MS, conta um pouco das conquistas e da historia do surgimento de sua comunidade.

 

5 -  Puíty vai ao cinema

Edição: Jackson Lennon Rondon (Bororo)/Agostinho Ebajiwu (Bororo)- Produção: Daiane Lopes Bakarae Eimejerago (Bororo)- Câmera) Jackson Lennon Rondon (Bororo)-Áudio: Daiane Lopes Bakarae Eimejerago (Bororo)- Iluminação: Laerte Pereira Albuquerque (Terena)-Ator: Alessandro Candelário (Terena) ) Oficina de Produção Audiovisual Vídeo Índio Brasil / 2010 / 5 min /MS/ Livre

Sinopse : Alessandro Candelário, Terena da aldeia Argola de Miranda- MS, chamado pelos amigos da oficina Puíty, vai pela primeira vez ao cinema. Assiste um clássico e gosta da iniciativa do Cinecultura, em abrir espaço para seu primeiro contato com a sétima arte.

 

6 - Kiarãsâ Yõ Sâty, O amendoim da cutia

Direção: Paturi Panará  e Komoi Panará | Vídeo nas Aldeias (PE) | 51 min | Panará | 2005 |Livre 

Sinopse: O cotidiano da aldeia Panará. Na colheita do amendoim, apresentado por um jovem professor, uma mulher pajé e o chefe da aldeia, numa mescla de tradição e modernidade

Prêmios

- Tatu de Ouro de melhor documentário em vídeo na XXXII Jornada Internacional de Cinema da Bahia, 2005

- Melhor documentário da Competitiva Nacional para O amendoim da cutia no Forumdoc.2005, Belo Horizonte

- Menção Honrosa na 10ª Mostra Internacional do Filme Etnográfico no Rio de Janeiro, 2005

- Melhor documentário Média metragem, VIII FICA , Goiás, 2006

 

21/12

7 - Kré

Direção: Francele Cocco / 2009 / 8 min / RS – Kaigang / Livre

Sinopse: Dona Natália, índia moradora da reserva da Serrinha, explica a confecção de cestos e balaios kaigang, desde a extração da matéria prima, até a comercialização nas cidades do RS e SC.

 

8 - Kene Yuxi, As voltas do kene

Direção: Zezinho Yube / 2010 / 48min. / AC -  Hunikui (Kaxinawá)

Sinopse: Ao tentar reverter o abandono das tradições do seu povo e seguindo as pesquisas do seu pai, o professor e escritor Joaquim Maná, Zezinho Yube corre atrás dos conhecimentos dos grafismos tradicionais das mulheres Huni Kui auxiliado por sua mãe.

 

22/12

9 - Ipuné Kopenóti Terenoe - Cerâmica do Povo Terena

Edição: Sidivaldo Julio (Terena)/Eliane Juca da Silva (Kaiowa) – Produção: Eliane Juca da Silva (Kaiowa)- Câmera: Rangú E. Kapalo (Kapalo)- Aúdio: Marlinho Vilhalva (Kaiowa)-Iluminação: Eliane Juca da Silva (Kaiowa). Oficina de Produção Audiovisual Vídeo Índio Brasil / 2010 / 25 min /MS/ Livre

 

Sinopse: A realidade por traz da enigmática cerâmica Terena, o documentário retrata um dia na vida de Sebastiana Polidório, ceramista tradicional da aldeia Cachoeirinha situada em Miranda-MS, ressaltando a resistência cultural do povo Terena em manter suas tradições.

 

10 - A gente luta, mas come fruta.  Direção: Valdete Pinhanta e Issac Pinhanta / Vídeo nas Aldeias (PE) / 2006 / 40min. / AC - Ashaninka / Livre.

Sinopse: O manejo agroflorestal realizado pelos Ashaninka da aldeia APIWTXA no rio Amônia, Acre. No filme eles registram, por um lado, seu trabalho para recuperar os recursos da sua reserva e repovoar seus rios e suas matas com espécies nativas, e por outro, sua luta contra os madeireiros que invadem sua área na fronteira com o Peru.

Prêmios: - Prêmio Panamazônia 2007 de Melhor produção áudiovisual da Action Aid Americas, março 2007.  - Melhor Documentário no Cine Gaia, 2008, Rio de Janeiro, Brasil.

 

23/12

 11 Te’Yikue Mbarete Guarani Kaiowa-

Edição:Devanildo Ramires (Kaiowa)/ Daniele Alcântara (Terena)-Produção : Daniele Alcântara(Terena)-Câmera: Fábio Concianza ( kaiowa)- Áudio: Ivanuza Silva Pedro (Kaiowa) –Iluminação: Benilda Vergílio (Kadiweu). Oficina de Produção Audiovisual Vídeo Índio Brasil / 2010 / 10 min /MS/ Livre

Sinopse: Os Guarani Kaiowa da aldeia Te’yikue-Caarapó –MS, apresentam seu método educacional, onde, a interação entre o o jovem e o mais velho respeitada é respeitada, resultando em uma cultura.

 

12 - Corumbiara

Direção: Vincent Carelli / Vídeo nas Aldeias / 2009 / 117 min. / RO -  Akuntsu e Kanoê / Livre

Sinopse: Em 1985, o indigenista Marcelo Santos denuncia um massacre de índios na Gleba Corumbiara (RO) e Vincent Carelli filma o que resta das evidências. Bárbaro demais, o caso passa por fantasia e cai no esquecimento. Marcelo e sua equipe levam anos para encontrar os sobreviventes. Duas décadas depois, “Corumbiara” revela essa busca e a versão dos índios.

 

Prêmios:

- Menção Honrosa no É tudo verdade – 14º Festival Internacional de Documentário (São Paulo, 29, 29 e 31 de março – Rio, 30, 31de março e 01 de abril – BSB – 22 e 23 de abril);

- Prêmio de Melhor Filme pelo Júri Popuar no IV Festival de Cinema Latino Americano de São Paulo (07/07 - MUSEU DA IMAGEM E DO SOM; 09/07 - TEATRO CACILDA BECKER (S. Bernardo Do Campo); 11/07 - CINEMATECA BRASILEIRA);

- Prêmio de Melhor Documentário no 19º Festival Présence autochtone - Muestra de cine y video indígena de Montréal (11 a 21 de junho de 2009 - Montreal/Canadá);

- Grande Prêmio Cora Coralina no XI FICA - Festiva Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (16 a 21 de junho de 2009);

- Prêmio de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Montagem, Melhor Filme do Júri popular, Melhor Filme do Júri de Estudantes de Cinema no 37º Festival de Cinema de Gramado (09 a 15 de agosto de 2009);

- Prêmio Manuel Diegues Jr. pela importância do tema, Prêmio Aquisição de longa-metragem - da TV Brasil e o Prêmio OCIC (Office Catholique International du Cinéma), na 14ª Mostra Internacional do Filme Etnográfico);

- Prêmio Anaconda 2010, categoria Documental.

Rodrigo Ostemberg

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/03/2013 - 15h09
Gênero, Corpo e Sexualidade da Mulher Contemporânea serão discutidos no Cineclube
12/03/2013 - 17h00
UEMS em Campo Grande promove mostra de cinema e literatura portuguesa
08/03/2013 - 17h00
Rota Cine MS inicia suas atividades em 2013 com sete anos de existência
01/03/2013 - 15h45
Festival de Cinema CurtAmazônia abre inscrições
22/02/2013 - 07h57
Nova temporada do projeto Cine Clube aborda obesidade infantil
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 06h39
Com poucas chances de chuva, 6ª-feira será de sol e altas temperaturas
14/12/2017 - 06h35
Após trégua, 5ª-feira terá pancadas de chuva em várias cidades de MS
13/12/2017 - 08h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
13/12/2017 - 07h58
Azambuja se reúne com empresa e dá posse ao novo secretário de Saúde
13/12/2017 - 06h54
'Dog itinerante': Este cachorrinho já visitou mais cidades que muita gente
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.