especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Ciência e Tecnologia - 18/11/2011 - 14h21

Porque músicas pegajosas grudam na nossa mente




Por Redação Pantanal News/Portal Educação

Às vezes, basta alguém cantar uma vez algum refrão, para ele ficar na sua cabeça pelo resto do dia – e da noite – e talvez do próximo dia.

Conhecidos como “vermes de ouvido”, esses trechos aleatórios de músicas ou melodias que grudam em nossas mentes e se repetem como um disco quebrado podem ser um pouco irritantes.

Então é bom saber que eles são uma experiência incrivelmente comum: estudos sugerem que 90% das pessoas passam por isso pelo menos uma vez por semana.

Durante a última década, os pesquisadores passaram algum tempo coletando dados para saber quem fica com vermes de ouvido, quantas vezes isso ocorre, quanto tempo eles duram e quais músicas não grudam em nossos cérebros.

Agora, um novo estudo britânico tentou compreender suas origens. Eles observaram como os vermes de ouvido, que os psicólogos chamam de imaginário musical involuntário, começam.

Os pesquisadores coletaram dados de 604 pessoas que completaram um questionário online. Depois de analisar as respostas, eles identificaram quatro principais causas de vermes de ouvido.

A mais comum foi a exposição à música, seja ter ouvido uma música recentemente ou repetidamente ouvi-la. A segunda razão é que desencadeia a memória, o que significa que ver uma determinada pessoa ou palavra, ouvir uma batida específica, ou estar em uma determinada situação o lembra de uma canção.

A terceira razão para vermes de ouvido é o quadro emocional da sua mente, ou “estado afetivo”. Sentir-se estressado, surpreso ou feliz quando você ouve uma música pode fazê-la ficar em sua cabeça.

E uma quarta causa foi um estado de atenção baixa. Uma mente dispersa, seja por devaneios ou sonhos, pode ser um gatilho para esse imaginário involuntário musical.
Inicialmente, os pesquisadores estavam surpresos com a frequência dos vermes de ouvido. Depois, acharam que faz sentido, uma vez que essas músicas espontâneas na mente parecem ser uma consequência típica e diária do caminho que nosso cérebro processa música.

E tem como controlar os vermes de ouvido? Por enquanto, ninguém sabe como. E você, o que faz quando tem uma música grudada em sua cabeça?

 

Fonte: http://hypescience.com/porque-musicas-pegajosas-grudam-na-nossa-mente/

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/11/2017 - 09h39
Projetos do IFMS conquistam principais prêmios de feira científica estadual
08/11/2017 - 15h17
Estudantes do IFMS vencem competição nacional de foguetes
25/10/2017 - 07h46
Reinaldo participa da abertura da Semana de Tecnologia nesta quarta-feira
21/08/2017 - 11h51
IFMS prorroga inscrições em Feiras de Ciência para setembro
22/06/2017 - 10h05
IFMS promove evento de tecnologia aberto à comunidade em Aquidauna
 
Últimas notícias do site
15/01/2018 - 15h28
Inmet emite alerta de perigo potencial em algumas cidades de MS
15/01/2018 - 13h25
Com uso de drone, PMA autua em R$ 43 mil fazendeiro por desmatamento
15/01/2018 - 10h28
Corumbá retoma serviço de pavimentação de alamedas com recursos próprios
15/01/2018 - 08h30
Rose sanciona lei que prevê punições em casos de indisciplina nas escolas
15/01/2018 - 08h15
Quibe de forno recheado vai trazer sabor e praticidade à sua segunda
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.