zap
ANIVERSÁRIO CORUMBÁ 2017
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 14/11/2011 - 09h45

Gonzo da educação




Por Bruno Peron Loureiro

Bruno Peron Loureiro

Por que não se dá a atenção devida à educação infantil? Famílias descuidam seu papel como educadores e incumbem proles insustentáveis ao Deus-dará ou o Estado-proverá.

As crianças desenvolvem-se em sociedades de comunicação e informação e adquirem destrezas distintas das que se requeriam nas gerações anteriores. Um jovem de dez anos maneja com facilidade a maioria das funções de um aparelho celular recém-lançado, enquanto um adulto de cinquenta engatinha no uso das novas tecnologias.

A juventude é a fase mais delicada e vulnerável de formação do caráter. É nela que os pais e outros entes envolvidos no processo educativo devem oferecer o melhor de si para a tarefa reprodutiva e evolutiva a que se sujeitaram.

Não por acaso sustento medidas radicais de controle de natalidade em países subdesenvolvidos a fim de que as famílias propiciem às crianças todo o carinho e os recursos necessários para a construção de seres dignos e cientes de seus direitos e deveres.

As políticas governamentais brasileiras por vezes desprezam a formação da criança como construtora de uma nação forte e exemplar. Em vez de buscar parcerias com gestores de outras políticas públicas sociais, acabam por tratar a criança tão pontualmente como o médico ocidental extirpa o efeito físico das doenças e despreza as causas emocionais.

Logo surgem políticas públicas de aprovação automática nas escolas de ensino fundamental, criação de cursos que preparam o jovem para ser mão-de-obra braçal e mal remunerada o resto da vida, e formação de laços estranhos com a iniciativa privada que têm transformado o prestígio dos estudantes de colégios públicos em vira-latas atrás de sucatas.

É preciso ser hábil, probo e responsável para lidar com políticas públicas educativas voltadas aos jovens, visto que recrudescem-se os interesses privados sobre a esfera pública e a tentativa de omitir também o idioma português através do ensino bilíngue desde muito cedo e em prol quase sempre do inglês.

A criança demora para ter consciência daquilo que lhe inculcam desde idades imaturas, destarte as mudanças de orientação religiosa e as rebeldias serem tão frequentes na adolescência. É uma temporalidade da formação que demanda ofertas benéficas e variadas para estimular a criatividade, e o acompanhamento dos responsáveis.

Não é raro que as crianças sugiram ideias e ações diferentes das de seus familiares e passem esporadicamente a educá-los como se houvesse inversão de papéis. Tenho acompanhado políticas municipais que visam a educar as crianças para o trânsito muito antes da habilitação a fim de que se gere um "efeito multiplicador".

A consideração das crianças como esperança de um mundo melhor não subtrai a importância que atribuo às outras faixas etárias, que culminam no heroísmo dos idosos em superar as vicissitudes e os desafios da vida. Estes fenecem e levam consigo enciclopédias biográficas e experiências profundas da existência, raramente captadas pelas gerações subsequentes e entranhadamente embebidas nas fontes modernas de informação.

As trilhas do processo educativo são amplas nalguns trechos mas sinuosas noutros porque os gestores nem sempre se dispõem a acompanhar a conjuntura cultural e os desafios emergentes que tornam o giz um monitor em preto e branco.

É comum escutar que os jovens leem pouco e a falta deste hábito os tem emburrado, porém nunca se leu tanto como na era atual transpassada pelos meios de comunicação e informação, como mensagens de texto em celular, legendas de filmes, bate-papos virtuais, e publicações de amigos em redes sociais.

Este diagnóstico, porém, poderia situar-se melhor nos tempos atuais desde que se critique o conteúdo das leituras e como elas contribuem (ou não) para a formação cívica num período tão vulnerável desta geração.

Crianças devem crescer com oportunidades variadas e instruções para fazer a escolha menos passível de arrependimento, assim se evita a fatalidade de ter que seguir um ofício e não outro de seu interesse e se lhes reserva a responsabilidade sobre seus pensamentos e atos.

Há que fazer uma aposta na dignidade das crianças através de atenção especial, que ignore laços sanguíneos e a presunção de que o problema da educação no Brasil resume-se nos salários baixos dos professores do sistema público de ensino.

Muitas vezes é viável inverter os papéis de quem ensina e quem aprende.

A finalidade desta inversão é o intercâmbio de carências e demandas.

O gonzo da educação articula as crianças com a sublimação do ser humano.



http://www.brunoperon.com.br

 

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

 

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

area
Comentários
 
Últimas notícias do canal
04/09/2017 - 09h11
3ª Etapa da Expedição Centenária Roosevelt-Rondon (Parte III)
04/09/2017 - 09h06
3ª Etapa da Expedição Centenária Roosevelt-Rondon (Parte II)
04/09/2017 - 09h01
3ª Etapa da Expedição Centenária Roosevelt-Rondon (Parte I)
28/07/2017 - 16h47
Chapéu Bandeirante
24/07/2017 - 09h01
Atentado à Vida de Plácido de Castro
 
Últimas notícias do site
21/09/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
21/09/2017 - 16h11
Frigorífico de jacarés leva qualidade do Pantanal ao mundo, diz Reinaldo
21/09/2017 - 16h02
Exército Brasileiro dá a largada para a Operação Dínamo V
21/09/2017 - 14h50
Polícia Militar prende homem que agrediu namorada
21/09/2017 - 14h31
UFPA e Iphan lançam mapa etno-histórico sobre línguas indígenas do Brasil
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.