CARNAVAL CORUMBÁ 2018
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Ciência e Tecnologia - 05/11/2011 - 11h21

Nosso cérebro chegou ao limite, diz neurocientista




Por Redação Pantanal News/Portal Educação

Nossa espécie passou os últimos 150 mil anos melhorando o cérebro. Foi o que garantiu que fossem criadas as pirâmides, ônibus espaciais, tratados de filosofia, computadores. Mas uma pesquisa recém-publicada por uma equipe da Universidade de Cambridge, com base em um mapeamento de centenas de pessoas, reforçou uma tese recorrente na neurociência: a de que nossa inteligência chegou a seu limite. Os estudos ainda devem prosseguir para confirmá-la, mas este trabalho, somado aos que vinham sendo realizados nos últimos anos, não deixa margem para muitas dúvidas.

Se evoluísse ainda mais, nosso sistema nervoso passaria a consumir energia e oxigênio a tal ponto que atrapalharia o funcionamento do resto do organismo — e isso nunca vai acontecer porque nos inviabilizaria como espécie. Depois de uma longa evolução, que faz de nós mais inteligentes do que os seres humanos da Antiguidade, nos últimos 200 anos chegamos ao limite da inteligência.

O cérebro humano tem a capacidade de nos tornar altamente adaptáveis a situações e ambientes. Ele nos ajuda a sobreviver em lugares hostis e de mudanças bruscas. Também nos permite fazer planos, resolver problemas e pensar estrategicamente. Para dar conta dessas tarefas, ele mantém uma vasta rede de neurônios. A sintonia deste sistema é mantida por centenas de células, que ficam localizadas em diferentes lugares do cérebro e oscilam de forma sincronizada. Ao longo do tempo, essas células responsáveis pela sincronia da rede cerebral foram surgindo em nódulos intermediários, que garantem que a informação chegue a todos os pontos do corpo sem distorções. Tal evolução nos permitiu aumentar a velocidade das conexões, pensar mais rápido ou lembrar mais coisas sem fazer crescer demais o consumo energético. Mas até isso tem um limite.

Depois de uma tarefa escolar muito difícil, uma leitura árdua ou um jogo de memória complexo, você não se sente cansado? É natural. Este processo cerebral demanda uma grande quantidade de energia e oxigênio. É impossível otimizá-lo a ponto de zerar o consumo energético. E existe um nível em que não é mais funcional alimentar o cérebro. Afinal, o organismo também precisa realizar outras tarefas vitais, como digestão e respiração.

Existe no nosso corpo uma espécie de balança comercial de energia. O custo mínimo não nos deixa muito inteligentes, enquanto que o investimento máximo custa caro demais para o organismo. Em nossa história evolutiva, caminhamos para melhorar nossas conexões cerebrais, mas há um momento em que o custo para manter o sistema nervoso causaria uma pane nos outros órgãos.

Ou seja: chegamos a um ponto em que ser ainda mais esperto significa ter um organismo que vai funcionar mal. A evolução de nossa inteligência tinha um preço que, até agora, valia a pena pagar. Essa situação mudou. Vamos nos manter no nível atual, que já é bastante alto.

 

Fonte: http://revistagalileu.globo.com/Revista/Common/0,,EMI269886-17774,00-NOSSO+CEREBRO+CHEGOU+AO+LIMITE+

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
22/11/2017 - 09h39
Projetos do IFMS conquistam principais prêmios de feira científica estadual
08/11/2017 - 15h17
Estudantes do IFMS vencem competição nacional de foguetes
25/10/2017 - 07h46
Reinaldo participa da abertura da Semana de Tecnologia nesta quarta-feira
21/08/2017 - 11h51
IFMS prorroga inscrições em Feiras de Ciência para setembro
22/06/2017 - 10h05
IFMS promove evento de tecnologia aberto à comunidade em Aquidauna
 
Últimas notícias do site
18/01/2018 - 10h35
Carnaval de Corumbá: inscrições para concurso de fantasias seguem até 31 de janeiro
18/01/2018 - 09h13
Após Exército, Marinha também entra na luta contra o Aedes aegypti em Corumbá
18/01/2018 - 08h35
PMA prender caçador com armas e munições
18/01/2018 - 08h05
CCZ faz no domingo ação para adoção de gatos e cães resgatados na Capital
18/01/2018 - 07h52
PMA captura tamanduá-mirim em rua de bairro da Capital
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.