especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cinema - 21/11/2008 - 12h05

“Diferenças” é o tema do Cine Brasil de novembro




Por Moema Vilela, do Notícias MS

Na próxima semana, de terça a sexta-feira (25 a 28), a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul exibe a Mostra “Diferenças” na programação do mês de novembro do "Cine Brasil – Curtas e Longas no Centro". O projeto disponibiliza filmes e vídeos em formato de curta e longa-metragem, gratuitamente. As exibições acontecem no Centro Cultural José Octávio Guizzo, toda última semana do mês, em duas sessões: às 12h30 e às 18h30. A classificação é de 16 anos.

Os filmes da mostra relatam histórias contemporâneas bem próximas geograficamente, que buscam oferecer visões de mundo através das perspectivas diferenciadas: de portadores de necessidades especiais (visual e auditivo), daqueles que a sociedade considera como loucos, daqueles que partilham hábitos ou crenças bastante particulares. Ao final, vemos que estes “outros”, mesmo que a principio distante, são de fato bastante parecidos com todos e com cada um de nós. 

Na terça-feira (25), será exibido o filme “Labirinto” (CE/2002/DOC/19min/16anos), com direção de Margarida Hernández e Tibico Brasil. O filme aborda visões de discos voadores e aparições de Nossa Senhora no sertão do Ceará. Um labirinto de mistérios que gira em torno das palavras “ver” e “acreditar”.  Em seguida, o filme “Reminiscência” (RJ/2001/FIC-EXP/12min/16anos), com direção e roteiro de Eduardo Nunes, relata a lembrança do que a alma contemplou em uma vida anterior, quando, ao lado dos deuses, tinha a visão direta das idéias.

Na quarta-feira (26), é a vez de “Patuá” (RJ/2002/FIC/14min/16anos), com direção de Snir Wein, relata uma história de amor que ultrapassa os limites da sanidade. E o filme “O Resto é Silêncio” (RJ/2003/FIC/23min/16anos), com direção e roteiro de Paulo Halm. Relata a vida de Lucas, um adolescente surdo, que vive isolado, voltado para livros e poesia. Até o dia em que conhece Clara, também surda. A partir desse encontro, a vida de Lucas mudará completamente. O filme é todo falado em libras, a língua brasileira de sinais, e interpretado por atores.

Na quinta-feira (27), será exibido o filme “Profeta das Cores” (SP/1995/DOC/28min/16anos), com direção e roteiro de Leopoldo Nunes. Conta a história de Antônio Nascimento Silva, cujo destino é complicado: 20 anos, entre orfanato, juizado, casas de detenção, manicômios. Até ser livre e encontrar na pintura a sua forma de expressar o absurdo da condição humana que sofreu. E, seguida, o filme “Príncipe do Fogo” (RJ/1984/DOC/11min/16anos), com direção e roteiro de Silvio Da-Rin, relata a história de Febrônio, Índio do Brasil, “inimigo público número um” para a crônica policial dos anos 20, que foi o primeiro brasileiro a ser recolhido a um manicômio judiciário, onde permaneceu preso por 58 anos. O filme registra a lenda de um dos personagens que marcou as relações entre Psiquiatria e Direito no Brasil.

Na sexta-feira (28) é a vez de “Criaturas que nasciam em segredo” (SP/1995/DOC/28min/16anos), com direção e roteiro de Chico Teixeira. Partindo do universo dos bufões, pessoas marcadas desde a Antiguidade pelo estigma de garantir a diversão dos outros, o documentários retrata a vida de cinco anões que moram na cidade de São Paulo. Em seguida, “Meninas” (RJ/1997/FIC/17min/16anos), com direção e roteiro de Paula Alves, mostra duas amigas que sofrem com o preconceito e a opressão da sociedade católica e conservadora de uma típica cidade do interior brasileiro. Diante das pressões da Igreja e da Família, uma delas resolve deixar a cidade.

Mais informações podem ser obtidas no Centro Cultural José Octávio Guizzo, na rua 26 de Agosto, 453 ou pelo telefone 3317-1792 de terça a sábado das 8h às 22h e domingo das 13h às 18h.

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
13/03/2013 - 15h09
Gênero, Corpo e Sexualidade da Mulher Contemporânea serão discutidos no Cineclube
12/03/2013 - 17h00
UEMS em Campo Grande promove mostra de cinema e literatura portuguesa
08/03/2013 - 17h00
Rota Cine MS inicia suas atividades em 2013 com sete anos de existência
01/03/2013 - 15h45
Festival de Cinema CurtAmazônia abre inscrições
22/02/2013 - 07h57
Nova temporada do projeto Cine Clube aborda obesidade infantil
 
Últimas notícias do site
18/12/2017 - 10h35
Hortaliças ficam mais baratas no atacado
18/12/2017 - 08h37
MS tem 7 concursos com inscrições abertas e salários de até R$ 19 mil
18/12/2017 - 06h44
Tempo instável e risco de temporais em todo o MS nesta segunda-feira
17/12/2017 - 12h10
IPVA 2018: entenda como é calculado o tributo e com base em que valores
16/12/2017 - 10h35
Com 13º em mãos, famílias vão às compras e movimentam comércio
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.