CARNAVAL CORUMBÁ 2018
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Internacional - 28/09/2011 - 08h53

Síria pode sofrer sanções mais brandas se proposta de europeus for adiante na ONU




Por Redação Pantanal News/Agência Brasil

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Os representantes dos países europeus propuseram nessa terça-feira (27) à noite uma nova resolução à Síria na Organização das Nações Unidas (ONU). A proposta é mais amena do que as apresentadas anteriormente. Pela proposta, a ameaça de restrições ao governo do presidente sírio, Bashar Al Assad, só ocorrerá se o país não encerrar a repressão aos protestos populares.

A nova resolução põe fim à exigência de adotar sanções imediatas contra o governo sírio. Com a proposta, os europeus esperam o apoio da China e da Rússia, tradicionais aliadas da Síria, que se opõem à adoção de novas restrições. Diplomatas ocidentais informam que pretendem votar a resolução até o fim desta semana.

A decisão dos europeus ocorre no mesmo momento em que o ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Al Moualem, responsabiliza os países ocidentais pelo agravamento da crise. Segundo ele, há ações externas que tentam manipular líderes populares em atos contra o governo.

Desde o começo deste ano, Assad enfrenta manifestações diárias que contestam seu governo. Em reação, o presidente determinou a repressão aos manifestantes. Moualem disse ainda que a onda de violência na Síria acompanha as decisões sobre sanções ao país lideradas pelos Estados Unidos e pela União Europeia. De acordo com ele, as restrições impostas pela comunidade internacional ameaçam “a subsistência do povo sírio”.

De acordo com dados de organizações não governamentais, cerca de 2,6 mil pessoas morreram na Síria em decorrência dos confrontos. Jornalistas estrangeiros não têm autorização para entrar na região.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 07h50
Cachorrinha reencontra donos após ser capturada por águia nos EUA
24/10/2017 - 11h16
Em Assunção, Ruiter expõe desafios e oportunidades para viabilidade de hidrovia
14/09/2017 - 10h45
Raras girafas brancas são observadas em parque no Quênia
11/09/2017 - 14h23
Distantes, moradores de MS vivem angústia com parentes nos EUA
08/09/2017 - 07h10
Aquidauanense que mora no Texas relata desespero com furacão
 
Últimas notícias do site
17/01/2018 - 13h28
Inmet coloca Capital e 31 municípios em alerta devido a risco de tempestade
17/01/2018 - 08h01
Fazendeiro é autuado em R$ 15 mil por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
17/01/2018 - 07h52
Carnaval de Corumbá: continuam abertas inscrições para ambulantes e praça de alimentação
17/01/2018 - 07h49
Reinaldo participa da Showtec e Rose visita cidade atingida por chuva
17/01/2018 - 07h05
Carnaval de Corumbá: atrações tem até sexta-feira para realizar cadastro
 

zap

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.