zap
GOV EMPREGO 22-06
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
O Estado do Pantanal - 16/09/2011 - 10h21

Estado garante turismo e desenvolvimento com construção de ponte de concreto na Estrada Parque




Por Redação Pantanal News/Karina Lima - Notícias.MS

Moisés Silva

 

 

Campo Grande (MS)  - Turistas e moradores que passam pela Estrada Parque - em especial no Passo do Lontra - localizada na divisa entre os municípios de Miranda e Corumbá, estão percebendo uma grande mudança na paisagem local que vai trazer mais desenvolvimento para a região pantaneira. O governo do Estado, por meio da Secretaria de Obras Públicas e de Transportes (Seop), está construindo sobre o Rio Miranda uma ponte de concreto armado com 240 metros de comprimento por 10,80 metros de largura, e ainda vão central de 100 metros.

 

         A mega estrutura construída em balanço sucessivo tem 7,40 metros de altura em relação à cheia máxima do Rio Miranda e vai substituir a antiga ponte de madeira de apenas 3 metros de altura. O balanço sucessivo é o método de execução de pontes e viadutos especialmente para vãos grandes deslocados sobre apoios deslizantes.

 

 

               A ponte está sendo construída em balanço sucessivo sobre apoios deslizantes

 

 

De acordo com o secretário de Estado de Obras Públicas, Wilson Cabral, a ponte segue as normas da Marinha do Brasil e vai possibilitar o escoamento da produção daquela região, assim como trazer mais segurança para o transporte de caminhões pesados.

 

 "Vai ser bom para os turistas e moradores porque a ponte de madeira precisa de reparos e era danificada com frequência, interditando a estrada. Por aqui vão poder passar com tranquilidade e segurança aqueles caminhões pesados de boiadas", explica.

 

 Uma ponte de concreto suporta pelo menos 45 toneladas, enquanto a de madeira aguenta apenas 15 toneladas. Além do problema do peso excessivo, as estruturas de madeira são constantemente danificadas principalmente em períodos chuvosos. Foi o que aconteceu no início deste ano, quando 37 pontes em Mato Grosso do Sul foram totalmente devastadas pelas enchentes. O governo do Estado está substituindo estas pontes afetadas por outras, de concreto armado. Os recursos ultrapassam os R$ 30 milhões obtidos do junto ao Ministério da Integração Nacional. 

 

No Passo do Lontra, as obras da ponte de concreto tiveram início no mês de abril do ano passado e já estão com 52,53% concluídas. "A ponte de concreto estará pronta em janeiro de 2012", informa Wilson Cabral. De acordo com o cronograma da obra, toda a fundação já foi feita. "Toda a parte de infra e mesoestruturas já está concluída. Está em execução a parte de superestrutura", completa Cabral. Diariamente, cerca de 140 homens e 20 máquinas estão trabalhando na obra.  

 

       Os investimentos para a construção da ponte de concreto na Estrada Parque somam R$ 16,4 milhões, por meio de uma parceria com o Ministério do Turismo e contrapartida de cerca de R$ 8 milhões do governo do Estado.

 

 

                       Toda a parte de infra e mesoestruturas já está concluída

 

        

Estrada Parque

 

       A Estrada Parque tem 121 quilômetros de chão batido iniciando no entroncamento com a BR-262, no sentido do município de Corumbá (km 646). Ela corta dois rios - o Miranda, no Passo do Lontra, a nove quilômetros da rodovia federal, e o rio Paraguai, onde a transposição é feita por balsa. Ao longo da estrada o turista encontra hotéis, pousadas, campings e pesqueiros, que oferecem diversas opções de lazer, além de restaurantes, postos de combustível e vilarejos onde se concentram famílias de pescadores.

 

      Em toda a estrada são mais de 70 pontes de madeira para dar vazão às águas das cheias que ocorrem no Pantanal. As equipes da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) realizam a manutenção permanente das pontes e inclusive estão nesta semana fazendo os serviços de patrolamento e cascalhamento ao longo do trecho.

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/06/2017 - 08h03
Queimadas no Pantanal são naturais mas consumiram 63 km² em 2016
05/06/2017 - 08h00
Onça-pintada é tema de exposição interativa no Pantanal
29/05/2017 - 13h12
Cheia no Pantanal deverá atingir cerca de quatro metros e meio na metade do ano
17/05/2017 - 09h41
Cientistas desenvolvem alimentos processados de pescado pantaneiro
16/05/2017 - 14h17
Sete famílias deixam suas casas com início da cheia no Pantanal de MS
 
Últimas notícias do site
22/06/2017 - 15h54
PIS/Pasep está disponível para saque até a próxima semana
22/06/2017 - 15h50
Cães para adoção serão vacinados gratuitamente nesta sexta
22/06/2017 - 15h35
Vazio sanitário, que segue até setembro, beneficia lavouras de soja de MS
22/06/2017 - 14h12
Teste da orelhinha: diagnóstico permite que bebês com deficiência auditiva desenvolvam a comunicação precocemente
22/06/2017 - 14h01
Professores de MS aderem à greve nacional no próximo dia 30
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.