especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 02/08/2008 - 10h28

ONGs indicam 76 áreas ameaçadas de desmatamento





Greenpeace

Por 24 Horas News/Rodrigo Vargas, da Folha de S. Paulo


     Estimativa produzida pelas ONGs ICV e Imazon, a partir de dados do SAD (Sistema de Alerta de Desmatamentos), indica que 76 áreas de floresta de Mato Grosso estarão seriamente ameaçadas pelo desmatamento até agosto de 2009.
     
     O mapa de "risco futuro", entregue em julho ao governo Blairo Maggi (PR), aponta um total de 10 milhões de hectares que estariam, segundo o levantamento, prestes a sofrer a ação de novas derrubadas.
     
     Segundo as ONGs, a metodologia de previsão foi testada e validada em três períodos anteriores (2005-06, 2006-07 e 2007-08). Entre agosto de 2007 e julho de 2008, por exemplo, 51% do total de desmates ocorreu em áreas identificadas no mapa como sendo de risco alto e muito alto.
     
     "Como essas áreas representavam cerca de 20% do total, uma ação efetiva do Estado focada nessas áreas poderia ter evitado uma boa parte desse desmatamento", diz o ambientalista Sérgio Guimarães, coordenador do ICV.
     
     A estimativa leva em conta a taxa de desmatamento nos últimos quatro anos com um peso maior para os anos mais recentes e a área de remanescentes florestais existentes na data da previsão.
     
     As variáveis de risco --baixo, médio, alto e muito alto-- são calculadas sobre células de cinco por cinco quilômetros (25 quilômetros quadrados) da área de floresta original do Estado, sem contar as unidades de conservação e terras indígenas.
     
     Teste
     
     O secretário-adjunto de Qualidade Ambiental da Sema (Secretaria Estadual do Meio Ambiente), Salatiel Araújo, disse que o mapa é um instrumento "mais preciso" que o métodos anteriores --que se valiam de estatísticas municipais.
     
     Segundo ele, a eficácia do mapa será colocada neste ano à prova, com uma campanha de notificação dos proprietários de terras nas áreas consideradas de alto risco.
     

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
24/11/2017 - 07h52
Pecuarista é multado por exploração e uso ilegal de madeira
16/11/2017 - 13h00
PMA, entidades, prefeituras e comunidade realizam limpeza do rio Amambai
13/11/2017 - 11h23
PMA autua fazendeiro por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
10/11/2017 - 15h20
PMA recolhe filhote de cervo-do-pantanal em fazenda
08/11/2017 - 12h42
Fruta típica do Cerrado, guavira agora é símbolo de Mato Grosso do Sul
 
Últimas notícias do site
24/11/2017 - 14h27
Fase preliminar é o primeiro desafio do Corumbaense na Copa Verde
24/11/2017 - 10h02
Tá na lista? Detran-MS cadastra mais 13 mil novas multas em novembro
24/11/2017 - 09h13
VI Fegasa abre inscrições com programação recheada de novidades
24/11/2017 - 09h00
Parada Gay, Baile do Hawai e show "Melanina Sound" animam o fim de semana
24/11/2017 - 08h03
Fiéis, Thor e Trovão viram xodós ao levar e buscar irmãos todo dia na escola
 

88

ZAP NOVO
Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.