TRANSPARENCIA GOV DEZ
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Cinema - 02/08/2008 - 09h19

Livro inédito sobre o cinema da Capital será lançado dia 6 no Octávio Guizzo




Por Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul

Campo Grande(MS) - Acontecerá na quarta-feira (6), às 19h30, no Teatro Aracy Balabanian do Centro Cultural José Octávio Guizzo, o lançamento do livro "Salas de Sonhos – História dos Cinemas de Campo Grande", das jornalistas Marinete Pinheiro eNeide Fischer. O livro tem o apoio do Governo do Estado, através da Fundação de Cultura e da Prefeitura Municipal de Campo Grande e lançado pela editora da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

O lançamento faz parte das comemorações dos 109 anos do aniversário da capital, e na ocasião haverá também a exibição do curta-metragem "O Guarany" – sobre a história de um cinema homônimo em Salvador, apresentação do Sexteto Instrumental de Campo Grande, tocando Jazz e a exposição das fotos que compõem a obra.

"Reunindo cinema, literatura, teatro, música e fotografia, queremos proporcionar ao público uma volta aos tempos áureos dos cinemas em Campo Grande", conta Marinete.

Fruto da ânsia de valorizar e preservar a história cinematográfica de Mato Grosso do Sul, a primeira versão da pesquisa foi apresentada por Marinete Pinheiro e Neide Fischer como trabalho de conclusão do curso de jornalismo em 2005, e no decorrer de dois anos este trabalho foi ampliado.  Ainda estudante, Marinete, não acreditava que existia história de cinema em Campo Grande. "As pessoas mais jovens não imaginam a importância que as salas de cinema tinham para a sociedade campo-grandense porque, hoje, a tecnologia antecede a alfabetização, e os mais velhos com certeza vão encontrar nesta obra lembranças nostálgicas de quem trocou muitos gibis, paquerou e deu muitas gargalhadas nos cinemas da cidade", comenta.

Para reunir o material as autoras tiveram dificuldades com as salas mais antigas porque as informações estavam fragmentadas. "A solução foi recorrer aos arquivos pessoais, por isso tivemos que estabelecer um painel detalhado, de forma a deixar registrado a existência temporária de algumas salas que abriam e fechavam com rapidez. Neste contato com as pessoas que tiveram uma passagem marcante pelas salas de cinema, nós encontramos imagens riquíssimas, com isso a ilustração é um atrativo a parte que trará a tona boas recordações as pessoas que freqüentaram os cinemas da cidade", afirma Marinete.

Durante várias décadas as salas de cinema foram os principais espaços de lazer dos campo-grandenses, com isso diversos fatos interessantes que aconteceram e marcaram não só a vida das pessoas como da sociedade. O livro "Salas de Sonhos – História dos cinemas de Campo Grande" é um recorte histórico do fim das salas de cinema de rua, da substituição dos "espaços dos sonhos" pelas "modernas multiplexes".

O livro que começa com a primeira exibição realizada em 1910, faz um apanhando das aberturas e fechamentos das salas de cinema com relatos bem curiosos, entre eles a existência de cinemas nos bairros Nova Campo Grande e Santo Amaro. "Além de contar a forma improvisada que marcou a primeira exibição realizada em Campo Grande há quase cem anos, onde cada um tinha que levar seu banquinho, e os filmes eram pequenas esquetes projetadas num lençol, o livro ainda possibilita ao leitor penetrar nas "subversivas" reuniões do Cineclube e se deparar com a  avassaladora chegada da televisão, do videocassete e do DVD", comenta ajornalista.

O livro que teve pré-lançamento no 15º Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá, realizado em maio, mostra que a história deixada na memória das pessoas que viveram a lúdicada sétima arte, nos leva a refletir sobre importância do cinema como espaço de convivência numa sociedade que a cada dia consome mais filme e cada dia vai menos ao cinema. "É um livro que mostra a mudança na forma de se consumir filmes provocada pelo avanço tecnológico, com o despertar intrigante de que este avanço está longe de substituir o escurinho do cinema, território inigualável da imaginação", afirma Marinete.

Da autora: Marinete Pinheiro é jornalista e produtora cultural, trabalhou em OrganizaçõesNão Governamentais (ONGs), emissora de rádio em Campo Grande, televisão (RedeTV) em Mato Grosso. Produziu documentários e atualmente é correspondente do"Renacer - El periódico de la colectividad boliviana en Argentina"


Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
Reginaldo Giles Perez, em 12/01/2010 - 18h20

Otimo.Como colecionador de fotos de cinemas antigos,gostaria de adquirir um exemplar.Saudades do Akhambra

 
Últimas notícias do canal
13/03/2013 - 15h09
Gênero, Corpo e Sexualidade da Mulher Contemporânea serão discutidos no Cineclube
12/03/2013 - 17h00
UEMS em Campo Grande promove mostra de cinema e literatura portuguesa
08/03/2013 - 17h00
Rota Cine MS inicia suas atividades em 2013 com sete anos de existência
01/03/2013 - 15h45
Festival de Cinema CurtAmazônia abre inscrições
22/02/2013 - 07h57
Nova temporada do projeto Cine Clube aborda obesidade infantil
 
Últimas notícias do site
13/12/2017 - 06h38
Dia amanhece com sol entre nuvens, mas previsão é de temperatura alta
12/12/2017 - 14h30
Produção de grãos em MS cresce 40%, alta acima da média nacional
12/12/2017 - 12h51
Emoção, luzes e alegria marcam a noite de abertura da Vila do Natal em Aquidauana
12/12/2017 - 08h51
Governo divulga resultado dos recursos do concurso da Polícia Civil
12/12/2017 - 08h42
Calor predomina e meteorologistas alertam para baixa umidade do ar
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.