especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Habitação - 12/08/2011 - 17h00

Secretário destaca importância de novas moradias para o desenvolvimento de Campo Grande




Por Redação Pantanal News/Brasiluza Neves - Notícias.MS

Andressa Lopes

          Campo Grande (MS) - Cerca de 400 famílias realizarão o sonho da casa própria no pacote de obras lançado pela prefeitura. Famílias que atualmente residem nas favelas Nossa Senhora Aparecida (Bairro Coophasul), na Vila Bordon e Cidade de Deus (Bairro Dom Antônio Barbosa), serão beneficiadas com moradias no Residencial Ronaldo Tenuta e na terceira etapa do Residencial José Teruel Filho.

          O secretário de Estado de Habitação e das Cidades, Carlos Marun, destacou a importância da construção de novas moradias para consolidar o desenvolvimento urbano da Capital e garantir vida digna para as famílias que vivem em condições insalubres, com sub-habitações erguidas precariamente em locais de risco. “Tratar essas famílias com prioridade é compromisso do governo do Estado, que trabalha em parceria com a União e a prefeitura e tem investido para eliminar todas as ocupações irregulares”.

          Marun lembrou que todos os parques lineares que embelezam e protegem os córregos de Campo Grande começam com a retirada e reassentamento das famílias. “Pessoas são mais importantes”, observa. “Temos essa meta conosco. De retirar as famílias das favelas. Pois vejo a favela como uma fratura exposta da sociedade. Temos obrigação de darmos moradia a quem precisa e depende do poder público para que o sonho da casa própria se torne realidade. Por isso, desde a época em que Puccinelli era prefeito temos trabalhado nesse intuito de extinguir as favelas de nossa Capital”, relembrou Marun.

          Essa meta foi conquistada, tanto que Campo Grande é a primeira capital sem favelas em área de risco no Brasil. “É uma conquista que muito nos orgulha. Saber que fizemos parte desse feito é para mim sem duvida uma grande satisfação. Agora estamos trabalhando para oferecer moradia a esses novos focos de ocupação irregular. Temos inaugurações previstas para agosto e setembro. Serão quase 400 famílias que sairão dos barracos para tetos dignos”.

            Favelas em área de risco

          Por falar em favelas em área de risco, o trabalho vem de longa data. Prova disto foi o projeto Integrado Mudando para Melhor – Buriti/Lagoa implantado por Marun enquanto era titular da Empresa Municipal de Habitação – Emha no ano de 2001 (período em que André Puccinelli era prefeito de Campo Grande).

          O projeto teve por objetivo a melhoria de habitabilidade, meio ambiente e qualidade de vida da população local. Foi oferecido atendimento a aproximadamente 3 mil pessoas morando sem o mínimo de condições de salubridade, sem rede de saneamento básico às margens dos Córregos Buriti e Lagoa.

          De acordo com Marun para a execução do projeto foram viabilizados recursos na ordem de R$ 10 milhões, frutos de parceria da União e da prefeitura de Campo Grande. Além do objetivo citado, foram desenvolvidas ações sociais (profissionalização e geração de emprego e renda); de infraestrutura e equipamentos comunitários.

          As famílias foram reassentadas em lotes dotados de infraestutura, localizados no Jardim São Conrado, adjacente à área do projeto. Foram construídas 350 unidades habitacionais, sendo duas delas destinadas aos portadores de necessidades especiais. Paralelamente foram realizadas melhorias nas moradias do loteamento Interpraia e construídas habitações para idosos por meio do Programa Meu Cantinho, além da realização de regularização fundiária. “O projeto Buriti Lagoa trouxe resultados que impactaram positivamente na vida da comunidade e na sociedade campo-grandense. A favela foi extinta, as famílias estão em moradias dignas; houve a eliminação das fontes de poluição dos córregos e recuperação destes. Fortalecimento da cidadania e melhoria na autoestima de cada cidadão beneficiado pelo projeto”.

          A prova que o Buriti/Lagoa é um sucesso é que ele foi premiado duas vezes e obteve reconhecimento internacional, premiado em Dubai. A experiência foi reaproveitada no Projeto Sóter em 2004 (atendendo a 108 famílias) e no Projeto Imbirussu/Serradinho, atualmente em desenvolvimento, abrangendo a 850 famílias.

            Inaugurações

            Ronaldo Tenuta
- A primeira etapa do Residencial Ronaldo Tenuta será inaugurada no dia 19 de agosto a partir das 9 horas. Na oportunidade serão entregues as chaves de 430 unidades habitacionais que representam a metade das casas que ali serão oferecidas às famílias com renda de até R$ 1.600,00 (aproximadamente o equivalente a três salários mínimos) conforme previsto no Programa Minha Casa Minha Vida. 

         O Residencial Ronaldo Tenuta será composto por 860 unidades habitacionais que representam um investimento aproximado a R$ 37 milhões, viabilizados pela União, Estado e Município. A segunda etapa será entregue em data posteriormente divulgada. Entre os beneficiários estarão famílias que atualmente residem nas Favelas Nossa Senhora Aparecida e na Vila Bordon.

          José Teruel Filho – Já a entrega da terceira etapa do Residencial José Teruel Filho está marcada para o dia 2 de setembro a partir das 8h30. Quando concluída a entrega serão removidas 362 famílias que residiam na conhecida favela Cidade de Deus localizada no Bairro Dom Antônio Barbosa. Governo do Estado, União e Prefeitura investiram mais de R$ 2,3 milhões para a garantia de teto digno as famílias.

      Inauguração da 1ª Etapa do Residencial José Teruel Filho


“Sempre digo que investir em habitação é mais que garantir moradia. Pois com ela vêm melhorias na infraestrutura, saúde, lazer, educação, segurança publica e geração de emprego e renda. A parceria sempre deu certo e continuaremos trabalhando juntos para que as ocupações irregulares façam parte do passado e que Campo Grande passe a ser também a primeira capital sem favelas, pois já somos a primeira sem favelas em área de risco”, finalizou Marun.

          No sábado (13) o secretário de Habitação estará nas favelas Nossa Senhora Aparecida e Vila Bordon para conversar sobre como se dará o processo de remoção das famílias para o Residencial Ronaldo Tenuta, localizado nas proximidades do Portal Caiobá.

Andressa Lopes

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
17/05/2017 - 07h35
Reinaldo Azambuja entrega 300 casas em Fátima do Sul nesta quarta
19/01/2017 - 12h31
Parceria para construção de casas deve sair até o fim do mês, diz Reinaldo
10/11/2016 - 05h55
MS é o primeiro estado a receber nova etapa do Minha Casa Minha Vida
17/10/2016 - 12h55
Com investimentos de R$ 35 mi, governador entrega 568 casas
27/09/2016 - 07h55
Reinaldo visita Dourados com o ministro das Cidades para entrega de casas
 
Últimas notícias do site
15/12/2017 - 16h34
Acumulada, Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 39 milhões neste sábado
15/12/2017 - 16h02
Veado e tatu são resgatados e devolvidos a natureza
15/12/2017 - 12h35
Comandante e Subcomandante da PMA de Corumbá são homenageados
15/12/2017 - 12h01
PMA autua proprietário rural por armazenamento ilegal de embalagens de agrotóxicos
15/12/2017 - 10h56
Fazendeiro é autuado por armazenamento ilegal de madeira
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.