zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Energia - 06/08/2011 - 09h05

Luz Para Todos atende 13,5 milhões de brasileiros




Por Redação Pantanal News/Governo Federal

Nova fase do programa fará 813 mil ligações nos próximos quatro anos

O programa Luz Para Todos entra numa nova fase com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) e tem como meta realizar mais 813 mil ligações nos próximos quatro anos. Deste total, cerca de 31% ou 257 mil ligações atenderão ao programa Brasil Sem Miséria, beneficiando pessoas em situação de extrema pobreza. O Luz Para Todos já atendeu 13,5 milhões de pessoas, que passaram a contar com o conforto de equipamentos domésticos e também puderam incrementar a produção em seus sítios.

É o caso de Romis Fernandes de Souza, morador do município Aparecida do Taboado, no Mato Grosso do Sul. "Agora tenho bomba d´água, televisão, geladeira, ventilador", afirma. A limitação de água era o maior entrave no desenvolvimento do seu trabalho. A horta não podia ser ampliada sem irrigação e boa parte do tempo de trabalho era gasto levando baldes de água aos animais. 

Com a chegada da energia elétrica ele pode adquirir bomba d´água e, com isso, ampliar a plantação de hortaliças. Ele ainda conta que a criação de porcos melhorou muito. "Era difícil alimentar os porcos, dar água para eles”. 

Mapa 

O Luz Para Todos foi lançado em novembro de 2003 para acabar com a exclusão elétrica no País, com a meta inicial de atender mais de dez milhões de pessoas do meio rural até o ano de 2008. Coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, o programa partiu da constatação de que o mapa da exclusão elétrica na época revelava que as famílias sem acesso à energia estão majoritariamente nas localidades de menor Índice de Desenvolvimento Humano e nas famílias de baixa renda. 

Por isso, o objetivo é utilizar a energia como vetor de desenvolvimento social e econômico destas comunidades, contribuindo para a redução da pobreza e aumento da renda familiar. A chegada da energia elétrica facilitará a integração dos programas sociais do governo federal, além do acesso a serviços de saúde, educação, abastecimento de água e saneamento.

Reservatórios cheios podem resultar em conta mais baixa em 2012

Após um período chuvoso extremamente favorável no verão, o nível médio dos reservatórios atingiu a melhor situação já registrada em 10 anos em todo o Brasil. Segundo o Operador Nacional do Sistema, os altos estoques de energia hidrelétrica permitem que o despacho de energia proveniente das térmicas será muito menos elevado neste ano. Essa despesa, que custou no ano passado ao consumidor R$ 500 milhões, este ano deverá ficar em torno de R$ 250 milhões ou ainda abaixo deste valor. Essa situação pode significar uma redução do custo para os consumidores em 2012, pois é o resultado do ano anterior que influencia o preço. 

Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, os reservatórios em 31 de julho deste ano estavam com 80,7% de sua capacidade, o melhor percentual dos últimos dez anos; na região Nordeste, com 79,6%, o quinto melhor resultado; na região Norte com 89%, também o melhor resultado, e na região Sul com 95,4%, o segundo melhor já registrado.

Leilões de energia nova e de transmissão 

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) fará os leilões de geração de energia elétrica, de números 2 e 3 deste ano, em 17 e 18 de agosto. O objetivo é garantir a continuidade do crescimento da oferta de energia com a política de dar preferência a fontes de eletricidade limpas. O primeiro selecionará novos empreendimentos de geração de fontes hidrelétrica, eólica e termelétrica a biomassa ou a gás natural, que devem estar em operação a partir de 1º de março de 2014. E o segundo será de fontes eólica e biomassa, com início de suprimento a partir de julho de 2014.

E, no dia 2 de setembro, em São Paulo, na BM&Fbovespa, será feito um leilão de transmissão de energia, no qual serão ofertados 12 lotes de linhas, com 2051 quilômetros (km), e subestações, com 6900 MVA, que vão demandar investimentos da ordem de R$ 2,8 bilhões em 13 estados.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
09/12/2013 - 09h57
Agência inicia em MS fiscalização de brinquedos e luminárias de Natal
17/10/2013 - 17h30
Horário de verão vai gerar economia de R$ 400 milhões, diz ONS
23/03/2013 - 08h05
No dia mundial da água jovens conhecem eletrodomésticos que preservam mananciais no consumo de energia
21/03/2013 - 15h37
Versão atualizada da cartilha Por Dentro da Conta de Luz
21/03/2013 - 14h05
Energia mensal de duas casas usa 1,5 milhões de litros de água
 
Últimas notícias do site
22/11/2017 - 11h35
PMA autua fazendeiro por erosão e assoreamento de córrego
22/11/2017 - 09h39
Projetos do IFMS conquistam principais prêmios de feira científica estadual
22/11/2017 - 09h23
Projeto Florestinha completa 25 anos formando cidadãos responsáveis
22/11/2017 - 07h26
Acumulada, Mega-Sena pode pagar R$ 50 milhões nesta quarta-feira
22/11/2017 - 06h13
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.