zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 20/06/2011 - 16h05

Ode a um Apóstolo de Fé




Por Hiram Reis e Silva

O homem contemporâneo reconhece-se muito melhor na parábola budista do elefante e dos cegos: uma vez, um rei da Índia do Norte reuniu num lugar todos os habitantes cegos da cidade. Em seguida fez passar um elefante diante deles. Deixou que uns tocassem na cabeça, e disse: “Um elefante é assim”. Outros puderam tocar na orelha ou na presa, na tromba, nas costas, na perna, no traseiro, nos pelos da cauda. Depois disso, o rei perguntou a cada um deles: “Como é um elefante?”. E, conforme a parte que tivessem tocado, respondiam: “É como uma cesta trançada...”, “é como um vaso...”, “é como o cabo de um arado...”, “é como um depósito..., “é como uma coluna...”, “é como um morteiro...”, “é como uma escova...”. Então - continua a parábola – começaram a discutir, aos berros: “O elefante é assim”, “não, é assim”, se atiraram uns sobre os outros e trocaram pancadas, para grande divertimento do rei. A disputa entre as religiões parece aos homens de hoje como essa disputa entre cegos de nascença. Porque diante do mistério de Deus nascemos cegos, ao que parece. Para o pensamento contemporâneo, o cristianismo não se acha absolutamente numa situação mais favorável em relação às outras religiões, pelo contrário: com a sua pretensão à verdade, parece ser particularmente cego diante do limite de todo nosso conhecimento do divino, caracterizado por um fanatismo particularmente insensato, que incorrigivelmente toma pelo todo a parte tocada na sua própria experiência. (Joseph Ratzinger - 27 de novembro de 1999)
 
- Padre Paulo Ricardo de Azevedo Júnior
 
O Padre Paulo Ricardo pertence ao clero da Arquidiocese de Cuiabá (Mato Grosso – Brasil) e, desde 1996, é reitor do Seminário Cristo Rei, de Cuiabá. Nasceu no dia 7 de novembro de 1967 e foi ordenado sacerdote no dia 14 de junho de 1992, pelo Papa João Paulo II. É bacharel em teologia e mestre em direito canônico pela Pontifícia Universidade Gregoriana (Roma). Atualmente, leciona nos cursos de Filosofia e Teologia. Desde 2002, a Santa Sé o nomeou membro do Conselho Internacional de Catequese (Coincat), da Congregação para o Clero.
 
- Igreja, Carisma e Poder
 
O Padre Paulo Ricardo, um verdadeiro cristão, tão raro de se encontrar nestes tempos atuais fez uma declaração contundente ao lembrar do aniversário de 30 anos, em julho 1981, da famigerada obra “Igreja, carisma e poder”, de autoria do senhor Leonardo Boff, recuso-me a dar-lhe outro tipo de tratamento. O Padre Paulo denuncia a existência de um poder paralelo dentro da Igreja, poder este exercido por revolucionários marxista infiltrados na Igreja para destruí-la. O pronunciamento é profético, fundamentado na realidade e mostra que seus agentes utilizando-se de arengas democráticas, socializadoras e anti-hierárquicas, são na verdade opressores, ditadores sedentos de poder.
 
- O Poder Paralelo dentro da Igreja
Fonte: Christo Nihil Praeponere
 
Leonardo Boff lançava a idéia de uma “igreja nova”, a igreja do carisma, e da que deve morrer (a igreja do poder). Trata-se, porém, de uma grande falácia onde a pretensão aparente não é ter poder, mas desbancar a “hierarquia opressora” que oprime o povo e os leigos. Mentira.
 
Na época, era feita uma análise da situação da Igreja. De um lado a igreja docente e do outro a discente. O professor (docente) oprime o que aprende (discente). O catolicismo que pretende ensinar a fé ortodoxa seria, na verdade, uma forma patológica de viver o cristianismo. Mentira.
 
Padres de batina prestam um desserviço ao cristianismo porque pertencem à igreja do poder, que deve morrer. A nova igreja tem que ser “democrática”.
 
Esse livro foi analisado na época pelo Cardeal Ratzinger e foi imposto ao Frei Boff um ano de silêncio e penitência. Porém, a tese defendida por Boff é na verdade tão velha quanto à tese marxista. Para esta, no mundo utópico não haveria mais governantes e governados, seria sem classes e igualitária.
 
Frei Boff quer fazer o mesmo na Igreja e usa linguagem claramente marxista. Por que só os Padres podem perdoar pecados? Por que os leigos não? O que para ele é uma utopia, para os católicos é um filme de terror.
 
A ironia é que essa utopia já existe há 500 anos, que é o protestantismo. Ali, não há hierarquia, não há magistério, todos interpretam a Bíblia, todos celebram a ceia, não há perdão dos pecados, etc. Por que se disfarçar de católico para inocular esse veneno dentro da Igreja?
 
O discurso igualitário e bondoso de Boff é na verdade um discurso opressor. É sarcástico e cruel. Ele chama as pessoas que defendem a Tradição e a hierarquia da Igreja de cínicos, ignorantes e opressores em seu livro. Estamos diante de um homem que com um discurso de veludo e de bondade, de libertar os pobres, usa de extremo poder para impor sua agenda à Igreja.
 
Trinta anos depois, infelizmente, é uma triste realidade na mente de muitos padres e alguns poucos bispos radicais que ainda seguem essa eclesiologia de Leonardo Boff. O fato é que parte da hierarquia da Igreja no Brasil foi formada com essa mentalidade.
 
O livro tenta incutir nas pessoas o medo de ter poder, definido como ruim. Quer assustar um padre? Diga-lhe que ele está abusando do poder. Ele vai se sentir um membro da Gestapo...
 
Na Igreja do Brasil estamos diante de uma realidade em que temos uma nova classe no poder. E não é o povo de Deus. Na eclesiologia da Teologia da Libertação (TL) acontece o mesmo o que acontece na política: ceder para atingir seus objetivos a longo prazo. Só há um remédio: que alguém que não pertença a essa esquerda liberal de valores anti-cristãos, alguém que tenha valores cristãos tradicionais queira o poder.
 
Pode-se lutar contra pontos sintomáticos, mas é como assustar uma barata: ela volta. Só tem um modo: matar a barata, ou tirar o poder da barata. Mas qual o cristão tradicional que deseja entrar nessa confusão, querer o poder neste país? Ninguém. Essa é minha opinião com relação à política no Brasil.
 
O que ocorre dentro da igreja católica no Brasil é um esquema de poder paralelo que impede o Papa de exercer o poder da Igreja dentro de nosso país. O que fazem aqui é “adaptar” o que Roma ensina para a América Latina, transmitindo a fé católica de forma pervertida, aguada, transformada.
 
Esse é o primeiro front onde agem: fazer com que os bispos percam sua ligação com o Papa, o poder verdadeiro. Os padres não vão mais ler as homilias do Papa ou suas encíclicas ou suas entrevistas, o que queremos é algo que valha para o Brasil.
 
Segundo: por em ação o Poder Paralelo através da chantagem, patrulhamento ideológico e desobediência em massa. Um bispo para ter vez nessa igreja paralela precisa de coragem para enfrentar essa situação.
 
A maioria católica no Brasil quer seguir o Papa. Mas é uma maioria muda. Há uma pequena minoria que faz barulho, caluniando e intimidando os que se lhe opõem até fritá-lo. Cada padre destruído cala a boca de outros cem, ficando retraídos e na surdina. Essa é a situação da igreja no Brasil. Eles querem controle total, hegemonia total.
 
Pode haver 1.000 padres de camisa, mas não descansarão enquanto não acabarem com aquele de batina. Eles podem ter mil adeptos pregando heresias, mas não descansarão enquanto houver um padre pregando e repetindo o que o Papa ensina e não a TL desvairada e marxista.
 
Mas nós podemos contar com a promessa de NSJC: as portas do inferno não prevalecerão contra a santa Igreja de Deus. Querem criminalizar a fé católica em nosso país. Esse poder subsiste com uma única arma: a mentira, repetida e alardeada para dar a impressão de verdade.
 
Os hierarcas da Igreja precisam reatar seus laços com o Papa Bento XVI sem diminuir ou adaptar ou aguar o que o Papa ensina. Precisamos levar o Papa a sério. E esta é a intenção do site do Padre Paulo Ricardo (e colaboradores): acordar a maioria silenciosa.
 
Também é preciso ter coragem e dar a cara aos tapas que virão. Conheço padres que recebem ameaças e cartas anônimas, assediados continuamente, por obedecerem ao código de direito canônico da Igreja e obedecer ao Papa.
O que essa gente quer é o poder!
 
Oremos pelos padres e bispos de nosso país, para que sejam fiéis ao Papa e à palavra de Deus. Para que não tenham medo do poder. E como ter poder dentro da Igreja? Reinar, ter autoridade, tem aquele que é obediente, que é profundamente fiel ao Papa. Não basta ter poder dentro da Igreja, é preciso ter autoridade, conquistada quando obedecemos ao Papa e à palavra de Deus.
 
Assistam o vídeo no link: http://padrepauloricardo.org
 
– Blog e Livro
 
Os artigos relativos ao “Projeto–Aventura Desafiando o Rio–Mar”, Descendo o Solimões (2008/2009), Descendo o Rio Negro (2009/2010), Descendo o Amazonas I (2010/2011), e da “Travessia da Laguna dos Patos I (2011), estão reproduzidos, na íntegra, ricamente ilustrados, no Blog http://desafiandooriomar.blogspot.com.
 
O livro “Desafiando o Rio–Mar – Descendo o Solimões” está sendo comercializado, em Porto Alegre, na Livraria EDIPUCRS – PUCRS, na rede da Livraria Cultura (http://www.livrariacultura.com.br) e na Livraria Dinamic – Colégio Militar de Porto Alegre. Pode ainda ser adquirido através do e–mail: hiramrsilva@gmail.com.
 
Para visualizar, parcialmente, o livro acesse o link:
http://books.google.com.br/books?id=6UV4DpCy_VYC&printsec=frontcover#v=onepage&q&f=false.

Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva
Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA)
Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS)
Presidente do Instituto dos Docentes do Magistério Militar (IDMM)
Vice Presidente da Academia de História Militar Terrestre do Brasil - RS (AHIMTB)
Acadêmico da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB)
Membro do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (IHTRGS)
Colaborador Emérito da Liga de Defesa Nacional
Site: http://www.amazoniaenossaselva.com.br
Blog: http://desafiandooriomar.blogspot.com/
E–mail: hiramrs@terra.com.br

Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
18/04/2017 - 15h00
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte IV
18/04/2017 - 14h55
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte III
18/04/2017 - 14h50
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte II
18/04/2017 - 14h45
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte I
 
Últimas notícias do site
20/04/2017 - 16h22
Deputado Dr. Paulo Siufi recebe Medalha Tiradentes da PM de MS
20/04/2017 - 16h15
Dr. Paulo Siufi cobra cumprimento de lei que monitora eletronicamente os exames de direção veicular
20/04/2017 - 16h02
Ação humana coloca em xeque a conservação de aves do Pantanal
20/04/2017 - 15h48
Conab enviará mais 59,45 mil t de milho para municípios do Norte e Nordeste
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.