GOVERNO PRESENTE
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 20/06/2011 - 09h53

Ativismo exige cautela




Por Dirceu Cardoso Gonçalves

  Venho de um tempo em que homem era homem e mulher, mulher. Sabía-se da existência dos “homo”, mas eram tão discriminados e, por isso, se escondiam ao máximo. Maconha era a desgraça das desgraças e o álcool, embora permitido, era reprovado quando em excesso. O cigarro, esse pestilento vilão de hoje, era sinônimo de virilidade, sucesso e integração social. As figuras de sucesso – com raríssimas exceções – sempre apareciam fumando e conquistando o mundo, vencendo no amor e nos esportes. desfrutando de barcos, automóveis e outras benesses instituídas e promovidas pela sociedade de consumo.

            Para quem viveu naqueles tempos, por vezes discordando dos rigores de então, é difícil assistir com tranquilidade as manifestações que hoje se apresentam. Os homossexuais, além de aceitos, conquistaram a união estável, mas exigem o casamento. Poderiam se contentar com não serem discriminados ou perseguidos como antigamente. Os consumidores de maconha, que já não são punidos, lutam pela descriminalização da erva. Como fumar já não é crime, vão favorecer ao traficante que, a partir de então, poderá se transformar em comerciante regular. Faz-se passeata e marcha para incentivar o consumo do álcool, como se a própria sociedade permissiva já não o fizesse. Também vemos a “Marcha das Vagabundas” e tantas outras coisas que até bem pouco tempo os praticantes, em vez de divulgar, faziam questão de esconder.

            Ninguém pode ignorar que a sociedade de hoje é o fruto da organização e do trabalho das gerações anteriores. A evolução também não pode ser ignorada. Mas, no afã de conseguir seus objetivos, indivíduos ou grupos adotam posições de extrema vanguarda que acabam por lhes trazer problemas de aceitação. Esticam tanto a corda que acabam por arrebentá-la, quando o ideal seria que conseguissem o seu espaço pela aceitação, sem traumas e nem rupturas.

            O Brasil viveu décadas de anticomunismo ferrenho. Um tempo em que a perseguição cega à esquerdas chegou a criar o caldo de cultura favorável à ação dos  dedo-duros e outros canalhas de então, que acusavam falsamente seus desafetos, mesmo aqueles que nada tinham a ver com ideologia. Isso, felizmente acabou, mas à custa de muito sofrimento. Hoje, apesar de resistências e intolerâncias, o conflito direita-esquerda é questão superada. Não temos mais “criminosos ideológicos”.

            As minorias que hoje recorrem às “marchas”  - foram mais de 40 no final de semana -  precisam ter mais cautela. O ativismo radical dificilmente levará a um porto seguro. É certo que, num regime democrático como o do Brasil atual, todos os segmentos têm o direito de se manifestar. Mas tudo tem um limite. Jamais um “casal” homossexual será geneticamente igual a um casal de homem e mulher. Consumir maconha, mesmo de forma legalizada, sempre será consumir maconha. Quanto às “vagabundas”, dificilmente se transformarão em outra coisa. Cautela é bom e só pode fazer bem...

 

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militaresde São Paulo)

aspomilpm@terra.com.br


Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
24/07/2017 - 09h01
Atentado à Vida de Plácido de Castro
22/05/2017 - 09h01
Heraldo Pereira e Bosco Martins: um breve reencontro entre amigos
04/05/2017 - 14h30
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte VI
02/05/2017 - 11h08
O poeta de Sobral
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
 
Últimas notícias do site
24/07/2017 - 14h58
Enquete mostra Moka na frente para disputar reeleição ao Senado em 2018
24/07/2017 - 11h38
PMA autua fazendeiro por exploração ilegal de madeira e por incêndio em pastagem
24/07/2017 - 10h37
IFMS abre inscrições para dez vagas de professor substituto
24/07/2017 - 09h15
Polícia Militar atende ocorrências de perturbação do sossego e briga generalizada
24/07/2017 - 09h01
Atentado à Vida de Plácido de Castro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.