zap
MAIS OBRAS MS 3 MESES
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Meio ambiente - 13/06/2011 - 16h37

Consciência Ambiental: Unidades penais de MS dão exemplo em ações de reciclagem




Por Redação Pantanal News/Karina Lima - Notícias.MS

Divulgação/Agepenrecurso

       Campo Grande (MS) – Reciclagem é uma das palavras de ordem quando o assunto é o desenvolvimento sustentável, um dos desafios mundiais da atualidade. Mas estimativas de órgãos ligados ao meio ambiente apontam que só no Brasil são produzidas diariamente quase 200 mil toneladas de lixo, e desse total apenas 2% são reaproveitados. Dentro desse contexto, estabelecimentos penais de Mato Grosso do Sul, gerenciados pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), estão dando o exemplo.

        Em Paranaíba, desde janeiro de 2008, todos os materiais recicláveis gerados no presídio de regime fechado passam por coleta seletiva. Segundo a chefe do Setor de Trabalho da unidade, Mônica Dantas, a seleção consiste em armazenar em bolsas próprias resíduos semelhantes. “Em uma bolsa junta-se papel, na outra plástico e assim por diante”, destaca.

       Conforme Mônica, as bolsas são fornecidas gratuitamente por uma empresa local, que também compra o material reciclável. Os resíduos são separados por um interno, que se beneficia com a remição de pena, e ainda recebe 10% do valor arrecadado com o material vendido; o restante da arrecadação é destinado ao desenvolvimento de projetos. “Os benefícios desta conduta cidadã são inúmeros, vão desde a contribuição ambiental com o planeta, até o favorecimento da saúde dos internos, servidores e frequentadores da unidade penal, que podem usufruir de um ambiente mais limpo e organizado”, comenta. 

       Em Ponta Porã, na Unidade Penal “Ricardo Brandão” (UPRB), todo o material – como garrafas pet, latas, papelão, e plástico – também é separado e encaminhado mensalmente para a reciclagem. A mesma ação é desenvolvida na Penitenciária Harry Amorim Costa (Phac), em Dourados.

       Na Capital, do Estabelecimento Penal “Jair Ferreira de Carvalho” – Segurança Máxima – unidade que abriga o maior número de internos no Estado, é encaminhada para a reciclagem uma média de 1,1 mil quilos de materiais por mês, somente entre papéis e plásticos. A iniciativa, conforme a administradora do presídio, Nair Borba, dá ocupação produtiva a seis reeducandos, evitando a ociosidade e ainda ajuda a manter a limpeza do local. O exemplo é seguido no presídio feminino.

       Já no Instituto Penal de Campo Grande (IPCG), cestas específicas de coleta seletiva foram instaladas nos pátios em frente às celas ficando um reeducando responsável pelo controle em cada solário. Cerca de 30 custodiados contribuem com o procedimento. Destes, seis atuam diretamente no “Setor de Reciclagem”, na separação de garrafas, sacolas, papelão, entre outros.

      De acordo com o chefe do Setor de Trabalho do IPCG, Adiel Barbosa, o material coletado é recolhido a cada 15 dias por uma empresa recicladora, que fornece os tambores e materiais de trabalho. 


       Papel nosso de cada dia
      O Estabelecimento Penal Feminino “Carlos Alberto Jonas Giordano” (EPFCAJ), em Corumbá, deve iniciar no mês que vem um projeto de reciclagem de papéis, em parceria com o Poder Judiciário local. Intitulada “Papel nosso de cada dia”, a iniciativa vai transformar papéis usados em cartões de natal, porta-bijuterias, entre outros objetos. A unidade já trabalha com encaminhamento de garrafas pet para reciclagem. 

     Além dos papéis descartados no presídio e no Fórum de Corumbá, serão utilizados descartes de outras instituições da cidade.

       Segundo a diretora do EPFCAJ, Laila Ramos Hassan, os equipamentos a serem utilizados no processo de reciclagem como liquidificador industrial e peneiras serão doados pelo Conselho da Comunidade de Corumbá.
    
      Materiais orgânicos 
      
     Os materiais orgânicos produzidos nos presídios, provenientes de restos de alimentos, também são aproveitados, por meio de parcerias com suinocultores das cidades onde os estabelecimentos penais estão instalados. Todo material é doado e serve como lavagem para ser servida aos animais. 

      O criador Juraci da Silva é um dos beneficiados. Ele busca os restos de alimentos três vezes por semana em uma das unidades penais de Campo Grande para alimentar sua pequena criação de porcos, em sua chácara da cidade. “Ajuda bastante a gente e 100% do que pegamos é consumido pelos animais”, informa. 

     Para o diretor-presidente da Agepen, Deusdete Oliveira, a reciclagem do lixo é necessária: "a preocupação em encaminhar os descartes para reciclagem, para serem reaproveitados, demonstra a preocupação da instituição, dos diretores de unidades, e de servidores como um todo, em ter uma conduta de cidadão, totalmente necessária” destaca o Diretor da Agepen.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 

zap2
Comentários
 
Últimas notícias do canal
21/08/2017 - 11h33
PMA resgata veado que caiu em lagoa de tratamento de aterro sanitário de Anastácio
10/08/2017 - 11h16
MS registra o maior número de queimadas dos últimos 7 anos
09/08/2017 - 07h53
Em apenas uma semana, agosto já é o 2° mês com mais focos de calor
04/08/2017 - 11h04
Bodoquena, um paraíso de águas, serras e grutas
02/08/2017 - 08h44
Quantidade de focos de calor em julho foi a maior dos últimos 18 anos em MS
 
Últimas notícias do site
21/08/2017 - 17h12
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
21/08/2017 - 17h06
Vídeo: Ministro oficializa migração de 23 rádios da frequência AM para FM
21/08/2017 - 17h00
Vídeo: Ministro assina documento que autoriza migração de rádios AM para FM em MS
21/08/2017 - 15h10
PMA autua pecuarista por desmatamento Terenos
21/08/2017 - 11h51
IFMS prorroga inscrições em Feiras de Ciência para setembro
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.