CARNAVAL CORUMBÁ 2018
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Internacional - 31/05/2011 - 14h29

Organização internacional busca parceria em ações de segurança alimentar e energias renováveis




Por Redação Pantanal News/MDS

Colaboração brasileira com países africanos envolve programas de proteção social, segurança alimentar e nutricional e transferência de renda

“O Brasil conseguiu aliar o programa de biodiesel com a questão da segurança alimentar”. Assim o diretor do Clube Sahel e África Ocidental (SWAC), Laurent Bossard, definiu a experiência brasileira na área. O tema da segurança alimentar e dos biocombustíveis pautou a reunião entre a secretária Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Maya Takagi, François-Xavier de Donnea e Laurent Bossard, presidente e diretor do SWAC. Eles se encontraram, nesta terça-feira (31), para buscar cooperação com os países da África Ocidental.

Alguns países africanos resistem à implantação do biodiesel com receio de provocar insegurança alimentar, pois temem que as plantações de palma, babaçu, girassol, soja, amendoim e mamona ocupem terras destinadas ao plantio de alimentos. O biodiesel emite menos poluentes que o diesel.

Maya explicou que o Brasil tem muito interesse em colaborar com os países africanos e que pode ofertar a experiência em política pública de segurança alimentar. “Podemos apresentar como o Brasil alcançou maturidade na sua política, que pode ajudar os países a implantarem suas próprias leis”. Ela acredita que a segurança alimentar é intersetorial por natureza e por isso conta com a participação da sociedade civil e governos.

A secretária citou que a política de agricultura familiar tem chamado muito a atenção dos países africanos e da América Latina. “Temos uma das maiores agriculturas do mundo e conseguimos implantar uma política que mantém o pequeno agricultor trabalhando e sobrevivendo da terra”. Assim, citou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), que compra a produção da agricultura familiar e entrega a quem vive em insegurança alimentar.

Geração de renda - Quanto à biodiversidade, Maya explicou que a experiência brasileira é uma política a longo prazo que tem gerado muita renda. “Nos últimos anos, o biodiesel também está relacionado com o pequeno produtor e há casos de sucesso”. A secretária também falou sobre o programa de construção de cisternas, hoje em 400 residências rurais do semiárido brasileiro.

Quanto aos preços de alimentos, Maya sugere que os países devam se preparar controlando seus estoques de alimentos e o impacto sobre os índices de preço ao consumidor.

O Brasil já possui parcerias com países da África Ocidental. Representantes de Benin conheceram, em 2007, os programas de proteção social, de segurança alimentar e nutricional e o de transferência de renda. Com a Costa do Marfim e Gana, o País está desenvolvendo projeto que vincula agricultura familiar, alimentação escolar e assistência alimentar.

Ano passado, uma missão interministerial brasileira esteve em Guiné Bissau para prospectar projetos na área de segurança alimentar e nutricional.Com Níger e Senegal, estão sendo executados projetos pilotos de aquisição de alimentos para promoção do direito humano à alimentação adequada.

SWAC – A entidade foi fundada por países membros da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em 1976 e, desde 2011, são integrados pela Comunidade Econômica dos Países do Ocidente Africano (Ecowas), a União Econômica e Monetária da África Ocidental (Uemoa) e o Comitê Permanente para o Controle da Seca no Sahel (CILSS). Sua missão é desenvolver trabalho conjunto para o desenvolvimento e integração da África Ocidental.

O SWAC observa as tendências, políticas econômicas e ambientais, conduz análises de prospecção e promove o diálogo. Realiza dois encontros anuais, um em Paris e outro em um país da África Ocidental. Neste ano, o primeiro está marcado para junho, na capital francesa, e o outro, em dezembro, em Cabo Verde. O Brasil foi convidado a participar de ambos.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
08/01/2018 - 07h50
Cachorrinha reencontra donos após ser capturada por águia nos EUA
24/10/2017 - 11h16
Em Assunção, Ruiter expõe desafios e oportunidades para viabilidade de hidrovia
14/09/2017 - 10h45
Raras girafas brancas são observadas em parque no Quênia
11/09/2017 - 14h23
Distantes, moradores de MS vivem angústia com parentes nos EUA
08/09/2017 - 07h10
Aquidauanense que mora no Texas relata desespero com furacão
 
Últimas notícias do site
16/01/2018 - 15h43
Secretaria disponibiliza 80 mil doses de vacina contra febre amarela em MS
16/01/2018 - 14h30
Obra de qualidade é uma das marcas do Governo, diz Rose depois de visitar Corumbá
16/01/2018 - 10h30
Ipê-roxo é primeira árvore do Cerrado a ter genoma sequenciado
16/01/2018 - 08h40
Rebanho de MS cresceu para 21.8 milhões de cabeças de gado em 2017, diz Iagro
16/01/2018 - 08h34
Prefeitura de Corumbá implanta ponto eletrônico
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.