zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 12/11/2008 - 12h45

Soldado Mário Kosel Filho




Por Hiram Reis e Silva (*)

Por Cel Eng R/1 Hiram Reis e Silva, Porto Alegre, RS, 12 de Novembro de 2008

 

“De tanto triunfar as nulidades; de tanto ver avolumar-se o poder nas mãos dos maus, o homem chega a rir-se da verdade e a ter vergonha de ser honesto!
(Rui Barbosa - A Águia de Haia)

Havia decidido interromper, temporariamente, a elaboração de artigos, no afã de me concentrar, exclusivamente, nos preparativos do ‘Projeto Rio-Mar’. A repercussão do artigo sobre o texto sobre Mário Kosel Filho, escrito há um mês, no entanto, me forçou a retornar ao tema transcrevendo um comentário oportuno de um amigo virtual. Antes, porém, vamos rememorar para os que não tiveram acesso ao artigo anterior a ação criminosa dos que hoje se arvoram de defensores da ‘democracia’.

- Mário Kosel Filho um herói anônimo

Mário Kosel Filho nasceu no dia 6 de julho de 1949, em São Paulo. Filho de Mário Kosel, gerente da Fiação Campo Belo e Therezinha Vera Kosel. O Kuka, como era conhecido, cursava o antigo colegial, à noite, e fazia parte Grupo Juventude, Amor, Fraternidade, da Paróquia Nossa Senhora da Aparecida, em Indianópolis, que tinha como símbolo uma rosa e um violão e havia sido idealizado pelo Kuka.

- Serviço Militar

Aos 18 anos ingressou no Exército sendo designado para o 4º Regimento de Infantaria, Regimento Raposo Tavares, em Quitaúna, sendo considerado pelos seus superiores como um Soldado exemplar. Na madrugada fria e de pouca visibilidade do dia 26 de junho de 1968, no Quartel General do II Exército, as guaritas estavam guarnecidas por jovens soldados que prestavam o serviço militar obrigatório, entre eles, Mário Kosel Filho, que, como todos os outros tinha apenas seis meses de instrução e de serviço nas fileiras do Exército. Tinham sido alertados a respeito da situação de insegurança que o país atravessava e que os quartéis eram alvos preferenciais de ações terroristas. Foram igualmente informados do assalto ao Hospital Militar, poucos dias antes, em que foram vítimas seus colegas do Regimento.

Um grupo de dez terroristas, da VPR, carregando dinamite em uma camionete Chevrolet, se deslocou em direção ao Quartel General (QG) com a missão de infringir o maior número de vítimas e danos materiais ao QG. Uma das sentinelas, atenta, dispara contra o veículo que se aproximava aceleradamente do portão do Quartel. O soldado Rufino dispara 6 tiros contra o mesmo que se choca contra a parede externa do quartel.

Kozel sai do seu posto e corre em direção ao carro para ver se há alguém ferido no seu interior. A carga com 50 quilos de dinamite explode dilacerando seu corpo e espalhando a destruição e morte num raio de 300 metros. Seis militares ficaram feridos: o Coronel Eldes de Souza Guedes e os soldados João Fernandes de Souza, Luiz Roberto Juliano, Edson Roberto Rufino, Henrique Chaicowski e Ricardo Charbeau.

- E-mail do Sr Luiz de Deus A. Monnerat

Caro Sr. Coronel

Li seu e-mail a respeito dos heróis como o hoje sargento Mario Kozel Filho, e como as vezes comento com meus filhos e alguns jovens de mente lavada nas escolas, por essa política de ensino que prega aos jovens uma idéia absurda sobre o governo militar, dizendo que esse periodo éraDITADURA’.Passei toda a minha juventude nessa época e vivi muito bem, pois podia sair para bailes e voltar de madrugada sem medo de andar pelas ruas, não ouvia falar em maconha, pois os maconheiros ficavam escondidos e se ouvia muito pouco falar em roubos e assaltos. nessa época se vivia! nos jornais se via somente crimes praticados por terroristas mas isso não afetava quem era de bem. Me lembro bem da época antes dos Militares que o coitado do meu pai ia trabalhar de ônibus de manhã e por varias vezes voltava a pé pois só se via greves e arruaças na cidade, como a turma do Sr. FHC quebravam a vitrines do Mappin e outras lojas, isso sim era a bagunça que os governantes de hoje acham que é o certo, pois apóiam greve, bagunça etc...

Eu servi ao Exército em 1970 na Cia. Qg 2ªRM aqui em S. Paulo, companhia essa que servia ao QG aonde se deu o atentado onde hoje tem a praçaSgt. Mário Kozel Filho, quando servi estive durante 38 dias no vale do Ribeira, em Registro divisa com o Estado do Paraná, junto com centenas de outros soldados de diversas unidades, na caça ao hoje também ‘HERÓI’ capitão de araque Carlos Lamarca, que além de traidor, desertor e assassino matou vários soldados e feriu mais de uma centena. Estive lá em combate com terroristas os quais hoje também são heróis, arrisquei minha vida, como os outros soldados que estiveram por lá e não recebemos nada, nem muito obrigado, e sim que não fizemos nada além de nossa obrigação. E por ironia do destino sou sobrinho da hoje falecida, mas também cultuada como heroína Elza Monnerat (militante comunista).

Eu até hoje não consigo entender como o povo brasileiro pode ser tão atrasado e de memória curta, para colocar no poder toda essa cambada de terroristas que formam hoje sim uma ‘DITADURA’, na qual somente eles podem tudo! Aonde no tempo do Governo Militar se ouvia que bandidos tinham fuzil e tomavam conta de morros no Rio de Janeiro? Eu acredito que todos nós soldados que tivemos em qualquer situação de confronto com os hoje ‘HERÓIS’ terroristas de ontem deveríamos também receber da ‘DITADURA’ civil que comanda nosso país hoje, uma indenização por termos arriscado nossas vidas em vão!

Desculpe o desabafo, mas consegui encontrar um compatriota que como poucos pensam como eu que tem pavor do PT ‘PARTIDO TERRORISTA’

Um bom dia para o Sr.

 

(*) Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva

Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA)

Membro da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB)

Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS)

Rua Dona Eugênia, 1227

Petrópolis - Porto Alegre - RS

90630 150

Telefone:- (51) 3331 6265

Site: http://www.amazoniaenossaselva.com.br

E-mail: hiramrs@terra.com.br

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
Jorge Roberto da Silva, em 14/04/2010 - 00h13

Lula, um mês incomunicável no inferno chamado DOI-CODI sai depois de quinze dias de "averiguação" para ir ao enterro da mãe. Dilma três anos no DOI-CODI, sai depois de "cumprir" a pena e vai para o Sul montar o PDT. Tenho pena do Golbery, o maior gênio político brasileiro, que entrou para historia como carrasco. Brasileiros acordem os militares nunca deixaram o poder, só estão com caras novas e alternando-se. Quase todos os políticos atuais são frutos do intelecto do Golbery incluindo-se ai o Serra e o FHC, ambos de triste lembrança. Antes de discordarem verifiquem nos jornais da época e na internet.

Mario Antonio Lula- Lublanski, em 20/03/2010 - 22h41

Em primeiro lugar não se assuste ,eu sou o genuino LULA nome este herdado do bisavo POLONES sou filho de EX combatentes Poloneses que aqui chegaram em 1947 ,nossos herois esquecidos,Mario Kozel Filho e outros soldados feridos os quais não conheci ,mas tem um que é especial e seu nome esta errado tambem filho de Poloneses e mãe Ex combatente, seu nome é RICARDO HENRIQUE SZANKOWSKI e não Henrique Chaicowski como figura nos noticiarios da epoca ,era soldado da Policia do Exercito na epoca dos fatos estava a metros do local como sentinela ,amigo pessoal as vezes nos vemos e falamos das barbaries da epoca eu tambem sofri ataque quando servi a Patria em 1969 no Hospital Militar em São Paulo ,tambem cumpri o meu dever com a Patria como tantos que o fizeram neste periodo,somos filhos de pais que não puderam voltar as sua Patria Polonia face ao COMUNISMO,defendemos com orgulho nosso Brasil ,pergunto para que ? os herois de hoje são os BANDIDOS que nos atacaram ,estão no poder estão recebendo altas somas ,alem do que roubaram ,pergunto que patria é esta ,uns idiotas que os defendem não sabem de nada,não perderam nenhum ente ,não sabem o que eles queriam e o que fizeram ,sera que devemos ensinar nossos filhos a praticar guerrilhas fazer atos terroristas ,matar inocentes para ser um heroi Nacional e ter garantido um futuro politico ou ter indenisação por ser BANDIDO e triste mas é a unica verdade que vivi. Finalizando será que cometemos erros ao defender nossa Patria ou hoje somos todos covardes em deixar acontecer o que vemos descaradamente. Não se faz mas Brasileiros como antigamente.

 
Últimas notícias do canal
22/05/2017 - 09h01
Heraldo Pereira e Bosco Martins: um breve reencontro entre amigos
04/05/2017 - 14h30
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte VI
02/05/2017 - 11h08
O poeta de Sobral
24/04/2017 - 09h53
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte V
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 
Últimas notícias do site
29/05/2017 - 15h40
Em audiência pública, deputado Dr. Paulo Siufi propõe anteprojeto de combate e prevenção à depressão
29/05/2017 - 13h12
Cheia no Pantanal deverá atingir cerca de quatro metros e meio na metade do ano
29/05/2017 - 12h40
Polícia Militar prende dois homens por violência doméstica no fim de semana
29/05/2017 - 12h01
Comandante recepciona novos sargentos do 7º BPM de Aquidauana
29/05/2017 - 09h37
Fim de semana marcado pela prisão de condutores embriagados
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.