zap
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
Artigos - 18/05/2011 - 15h53

Guiné Equatorial - o Curral dos Obiang Nguema




Por Hiram Reis e Silva

“O Presidente é um deus que está em contacto permanente com o Todo Poderoso, e pode matar qualquer um sem que ninguém lhe peça contas e sem ir para o inferno, porque é um deus mesmo”. (Rádio Estatal - julho de 2003)
 
- Guiné Equatorial
 
A República da Guiné Equatorial é um pequeno país da África Ocidental, com apenas 28.051 km², formado pelo território de Rio Muni, no continente, e por cinco ilhas, das quais a principal é Bioko, onde está à capital, Malabo. A República da Guiné Equatorial situa-se no oeste da África central. A ilha de Bioko dista cerca de 40 km dos Camarões. A ilha de Ano Bom fica cerca de 595 km a SO de Bioko. A região continental de Rio Muni, de maior área, fica entre o Gabão e os Camarões e inclui as ilhas de Corisco, Elobey Grande, Elobey Pequeno e ilhotas adjacentes.
 
- Teodoro Obiang Nguema Mbasogo
 
O presidente da Guiné Equatorial Obiang nasceu em Wele Nzas, no dia 5 de junho de 1942, e foi, recentemente, eleito pela revista Forbes como o oitavo mandatário mais rico do mundo, com uma fortuna avaliada em cerca de 600 milhões de dólares apesar de comandar um dos países mais pobres do mundo. Obiang frequentou a Academia Militar de Saragoça, na Espanha, e alcançou o posto de tenente após a eleição de seu tio Francisco Macías Nguema. Ainda sob a tutela do tio Presidente ocupou importantes cargos políticos, incluindo o de governador de Bioko, chefe da prisão da Praia Negra e líder da Guarda Nacional.
 
O cruel, corrupto e ambicioso Teodoro depôs o tio, no dia 3 de Agosto de 1979, num golpe de estado sangrento assumindo a presidência, em outubro de 1979. Uma nova Constituição foi promulgada, em 1982, permitindo Teodoro ser eleito para um mandato de sete anos. Foi reeleito em 1989, 1996 e 2002 em eleições consideradas fraudulentas pelos observadores internacionais. Em 2003, Teodoro assumiu o controle total sobre o tesouro nacional e depositou mais de metade de um bilhão de dólares em contas controladas por ele e sua família no Banco Riggs em Washington. Enquanto isso o país, rico em petróleo, convive com o drama de tolerar que 20% de suas crianças morram antes de completar 5 anos, e que a expectativa de vida de seus concidadãos não chegue aos 44 anos.
 
- Presidente da Guiné Equatorial no Sambódromo
 
O país africano ganhou espaço na mídia brasileira durante o carnaval carioca quando Nguema fechou um camarote duplo para os seus convidados em frente à área VIP da Beija-Flor. Nguema desfrutou do conforto de uma poltrona de couro branco, ao lado da mulher em um camarote todo revestido de tecido vermelho. Em uma das paredes, é lógico como não poderia deixar de faltar, um retrato do “grande líder”. Os 50 convidados de sua comitiva ficaram hospedados em dois andares do Caesar Park, em Ipanema.
 
Teodorin Obiang, filho do ditador, possui uma mansão de U$ 35 milhões em Malibu, Califórnia, um jatinho de U$ 33 milhões e uma frota de carros de luxo. Tudo isso com um salário de U$ 6.799 por mês como ministro da Agricultura. Certamente nosso ex-presidente, que parece ter sido discípulo de seu “companheiro” Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, chamaria o filho de Teodoro de mais um “Ronaldinho”, lembram?
 
“(...) deve haver um milhão de pais reclamando: por que meu filho não é o Ronaldinho? Porque não pode todo mundo ser o Ronaldinho”. (Luiz Inácio Lula da Silva)
 
“Fábio Luís Lula da Silva, de 30 anos, um dos cinco filhos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, experimentava, até 2003, uma situação profissional parecida com a de muitos brasileiros: a do subemprego. Formado em biologia, Lulinha, como é chamado pelos amigos, fez alguns poucos trabalhos na área, todos com baixa ou nenhuma remuneração. Para ganhar a vida, dava aulas de inglês e informática. Atualmente, o primeiro filho do casal Lula e Marisa Letícia da Silva é sócio de três empresas que, além de prestar serviços de propaganda (pelo menos no papel), produzem um programa de games para TV. Somados, os capitais das empresas ultrapassam os 5 milhões de reais. Individualmente, de acordo com sua participação societária, Fábio Luís tem 625.000 reais em ações - mais do que os 422.000 reais que seu pai presidente amealhou ao longo de toda a vida, segundo a declaração de bens que apresentou em 2002 ao Tribunal Regional Eleitoral. Melhor que tudo: nessa fulgurante trajetória, Fábio não teve de investir um único real. O negócio foi bancado quase que integralmente pela Telemar, a maior companhia de telefonia do país. Com base em documentos obtidos em cartórios de São Paulo, e em entrevistas com profissionais do setor”. (Marcelo Carneiro, Juliana Linhares e Thaís Oyama - 13/07/2005)
 
- Carta de Fernando Gamboa
 
O aventureiro e escritor espanhol Fernando Gamboa publicou, em 2008, o livro Guinea e, em seguida, escreveu uma carta onde mostra o drama dos 600 mil habitantes da ex-colônia espanhola, submetidos, desde sua independência, em 1968, às ditaduras mais corruptas e sanguinárias da África.
 
“(...) Hoje, quatro decênios depois da sua independência, debaixo do jugo ditatorial da família Obiang Nguema e com o beneplácito das grandes potências cujas empresas exploram os seus campos de petróleo e espoliam as suas reservas madeireiras, a Guiné Equatorial converteu-se num dos países mais subdesenvolvidos e corruptos do mundo, e o povo equato-guineense num dos mais aterrorizados nas mãos do seu próprio governo. O atual presidente da Guiné Equatorial Teodoro Obiang Nguema, que está a 29 largos anos no poder depois de executar o anterior presidente Francisco Macías (o seu próprio tio, outro assassino), saqueou, roubou e assassinou sistematicamente até extremos inconcebíveis, juntando uma fortuna que o torna num dos homens mais ricos do planeta, num dos países mais pobres de África.
 
Embora, para ser exato, não se possa dizer que o país em si seja pobre, pois alberga uma das maiores reservas petrolíferas do continente, cujos lucros de exploração rendem ao regime guineano milhares de milhões de euros. O que sucede, é que a família Obiang fica com ABSOLUTAMENTE TUDO o que pagam governos e petrolíferas estrangeiras (norte-americanas e chinesas sobretudo) pelos direitos de extração.
 
Mas, ainda que pareça mentira, a família Obiang não se limita só a ficar com essa enorme quantidade de dinheiro, mas que além disso se dedicam a roubar propriedades privadas (apoderaram-se aproximadamente de metade dos terrenos do país, e não pagaram um cêntimo por eles), salários (muitos trabalhadores têm de pagar à família do presidente grande parte do que ganham) ou negócios dos guineenses não ligados ao governo ou à família Obiang (que ao fim e ao cabo é o mesmo), cuja ignomínia chega ao ponto de despojar impune e caprichosamente, os seus empobrecidos compatriotas, de qualquer bem que possuam sem justificação alguma. (...)
 
Por exemplo, ante qualquer emergência médica o Hospital de Malabo é a única opção de assistência, mas sob certas condições como: pagar a estadia e o tratamento adiantado, e além disso, levar tudo o que é necessário para a dita estadia e tratamento (e com tudo, refiro-me a TUDO: desde as seringas ou medicamentos necessários, ao colchão, os lençóis ou a comida). Para não ir mais longe, quando há uns anos estive na Guiné, para fazer à minha mulher uma análise de sangue, o método de extração consistiu em fazer-lhe um corte na mão com um pedaço de vidro. (...)
 
Segundo a última informação da Anistia Internacional, os detidos pela polícia e o exército são torturados sistematicamente com métodos tão brutais como mutilações, rotura de ossos, violações, descargas elétricas nos genitais ou, atenção: cravar garfos na vagina das detidas. (...)
 
Numa recente visita aos Estados Unidos, a secretária de estado Condoleezza Rice descreveu Obiang como "bom amigo". (...)
 
A atropelada e negligente descolonização da Guiné Equatorial por parte da Espanha, em 1968, é a origem da inadmissível situação que agora sofrem os guineenses e a que hoje assistimos com absoluta indiferença. Mas há que recordar que os equato-guineenses não só continuam a falar espanhol, como muitos dos seus costumes, celebrações e tradições continuam a ser iguais às nossas. Os seus filhos cantam as mesmas canções que cantam os nossos no colégio, as suas brincadeiras são as mesmas, até os seus palavrões são os mesmos que os nossos.
 
São, por assim dizer, uns primos próximos de que nos esquecemos totalmente, uma parte da nossa família com que nos desentendemos alheios e às vezes cúmplices de um castigo que de nenhum modo merecem. Porque provavelmente, enquanto lês esta mensagem, uma anciã, agonizando com malária, pede um médico que nunca chegará. Uma criança estará perguntando onde estão os seus pais desaparecidos. Uma mulher implora a Deus que a mate, enquanto é violada e torturada selvaticamente numa esquadra de polícia. E dia a dia, a Guiné Equatorial afunda-se um pouco mais nas trevas.
 
A cada dia, a nossa ignorância faz-nos mais culpados. Cada dia conta. Alguém disse uma vez que “O que é preciso para o mal triunfar, é que os homens bons não façam nada”. Talvez este seja um bom momento, para averiguar que tipo de homens e mulheres somos na realidade. E se te estás perguntando neste instante “Mas bom, e eu que posso fazer? Aquilo fica muito longe".
 
O certo é que, por desgraça, isso é verdade. Assim será muito difícil mudar as coisas a curto prazo na maltratada mas ainda formosa Guiné. E com certeza, sim há algo que podemos fazer por aquela gente: passar a palavra. Estes ditadores de opereta, só se mantêm graças ao desconhecimento que tem o resto do mundo das maldades que cometem. Quantos mais de nós soubermos o que sucede, e por que sucede, mais probabilidades há de que um dia talvez não muito distante, sejamos suficientes para dizer basta.
 
Mas esta carta é só o primeiro passo, agora toca a ti dar o seguinte ajudando a que chegue à maior quantidade possível de pessoas. Se acreditas que esta luta tem sentido e desejas pôr o teu grão de areia, reenvia esta mensagem a todos os teus contactos. Graças pelo teu tempo e tua ajuda. (FERNANDO GAMBOA)
 
– Blog e Livro
 
Os artigos relativos à “3ª Fase do Projeto–Aventura Desafiando o Rio–Mar – Descendo o Amazonas I” e da “Travessia da Laguna dos Patos I” estão reproduzidos, na íntegra, ricamente ilustrados, no Blog http://desafiandooriomar.blogspot.com desenvolvido, recentemente, pela minha querida amiga e parceira de Projeto Rosângela Schardosim. O Blog contempla também as duas fases anteriores de minhas descidas pelo Rio Solimões e Rio Negro de caiaque.
 
O livro “Desafiando o Rio–Mar – Descendo o Solimões” está sendo comercializado, em Porto Alegre, na Livraria EDIPUCRS – PUCRS, rede da Livraria Cultura (http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/busca/busca.asp?tipoBusca=1&sid=7107322541333728388820667&k5=F7FB814&uid=&par=cnews&bmodo=&palavratitulo=Desafiando+o+Rio-mar&modobuscatitulo=pc&palavraautor=&modobuscaautor=pc&palavraeditora=&palavracoleca), Livraria Dinamic – Colégio Militar de Porto Alegre ou ainda através do e–mail: hiramrsilva@gmail.com. Para visualizar, parcialmente, o livro clique no link: http://books.google.com.br/books?id=6UV4DpCy_VYC&dq=%22hiram+reis+e+silva%22&source=gbs_navlinks_s.



 
Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva
Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA)
Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS)
Presidente do Instituto dos Docentes do Magistério Militar (IDMM)
Vice Presidente da Academia de História Militar Terrestre do Brasil - RS (AHIMTB)
Acadêmico da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB)
Membro do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (IHTRGS)
Colaborador Emérito da Liga de Defesa Nacional
Site: http://www.amazoniaenossaselva.com.br
Blog: http://desafiandooriomar.blogspot.com
Blog: http://diarioriomar.blogspot.com/
E–mail: hiramrs@terra.com.br


Os artigos publicados com assinatura não representam a opinião do Portal Pantanal News. Sua publicação tem o objetivo de estimular o debate dos problemas do Pantanal do Mato Grosso do Sul e de Mato Grosso, do Brasil e do mundo, garantindo um espaço democrático para a livre exposição de correntes diferentes de pensamentos, idéias e opiniões. redacao@pantanalnews.com.br

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
18/04/2017 - 15h00
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte IV
18/04/2017 - 14h55
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte III
18/04/2017 - 14h50
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte II
18/04/2017 - 14h45
Dr. Francisco Cavalcante Mangabeira – Parte I
 
Últimas notícias do site
20/04/2017 - 16h22
Deputado Dr. Paulo Siufi recebe Medalha Tiradentes da PM de MS
20/04/2017 - 16h15
Dr. Paulo Siufi cobra cumprimento de lei que monitora eletronicamente os exames de direção veicular
20/04/2017 - 16h02
Ação humana coloca em xeque a conservação de aves do Pantanal
20/04/2017 - 15h48
Conab enviará mais 59,45 mil t de milho para municípios do Norte e Nordeste
20/04/2017 - 15h12
Adolescentes em risco de suicídio e o jogo da Baleia Azul
 

zap

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.