zap
GOV EMPREGO 22-06
   

especiais

seções

colunistas

blogs

enquete

Na sua opinião, o Pantanal já sente os efeitos do desmatamento?
Sim
Não
Não sei
Ver resultados

tempo

newsletter

receba nosso newsletters
   
Rádio Independente

expediente

Pantanal News ®
A notícia com velocidade, transparência e honestidade.

Diretora-Geral
Tereza Cristina Vaz
direcao@pantanalnews.com.br

Editor
Armando de Amorim Anache
armando@pantanalnews.com.br
jornalismo@pantanalnews.com.br

Webmaster
Jameson K. D. d'Amorim
webmaster@pantanalnews.com.br

Redação, administração e publicidade:
Aquidauana:
Rua 15 de Agosto, 98 B
Bairro Alto - CEP 79200-000,
Aquidauana, MS
Telefone/Fax (67) 3241-3788
redacao@pantanalnews.com.br

Escritório:
Corumbá:
Rua De Lamare, 1276 - Centro
CEP 79330-040, Corumbá, MS
Telefone: (67) 9235-0615
comercial@pantanalnews.com.br
pantanalnews4@terra.com.br

 
O Estado do Pantanal - 13/05/2011 - 09h37

Governo decreta situação de emergência em Corumbá após o acidente ocorrido na ponte




Por Redação Pantanal News/Karina Lima - Notícias.MS

Moises Silva
recurso

 

Campo Grande (MS) - Um decreto publicado hoje (13) pelo governo do Estado, no Diário Oficial, declara situação anormal caracterizada como “Situação de Emergência”, em todo o município de Corumbá, afetado após o desastre ocorrido na ponte sobre o Rio Paraguai, localizada na rodovia federal BR-262, que danificou parte da estrutura da edificação.

 

O decreto nº 9, de 12 de maio, considera que a ocorrência do desastre na ponte provocou danos humanos e materiais e prejuízos econômicos, pois afeta a economia de Corumbá e do Estado, principalmente se houver a interdição total da ponte, inviabilizando o acesso rodoviário, bem como o abastecimento regular ao município.

 

De acordo com o governador André Puccinelli, ao falar com a imprensa hoje (13) pela manhã, durante vistoria das obras do Aquário do Pantanal, um decreto assegura o direito do governo do Estado de ser ressarcido, caso o governo federal não libere recursos para os reparos e o Executivo estadual tenha de arcar com os reparos. “O governo do Estado garantiu, por meios jurídicos, com apoio da Procuradoria Geral do Estado e da assessoria jurídica da Casa Civil, que se o governo do Estado tiver que fazer os reparos, cujos investimentos deverão variar entre seis e oito milhões, poderá ser ressarcido pelo governo federal, uma vez que a ponte está numa rodovia federal”, afirmou o governador.

 

Os atos oficiais de declaração de situação de emergência estão de acordo com os critérios estabelecidos pelo Conselho Nacional de Defesa Civil e, em consequência da decretação, passam a produzir os efeitos jurídicos que lhes são próprios, no âmbito da jurisdição estadual. O decreto entra em vigor na data de sua publicação, devendo vigorar pelo prazo de 90 dias.

 

No dia 8 de maio de 2011, por volta das 9h30, um comboio composto de 16 barcaças, totalmente carregadas, colidiu contra o bloco de apoio do pilar limite do canal de navegação da ponte sobre o Rio Paraguai, localizada na rodovia federal BR-262, a 70 km do município de Corumbá, provocando deslocamento da superestrutura, de 11 cm na junta de expansão da margem direita e de 3 cm o correspondente à junta da margem esquerda.

 

A BR-262 (rodovia federal) é o único acesso rodoviário ao município de Corumbá. Em decorrência do evento, a transposição do rio por meio da ponte passou a ser parcial, limitando a velocidade dos veículos a 40 km/h, e para os veículos com mais de três eixos a uma distância mínima entre eles de 100 metros. Foi proibindo o tráfego de caminhões carregados com minério de ferro.

 

Ainda de acordo com o decerto, uma das maiores fontes de minério de ferro do Brasil está localizada no município de Corumbá e o Rio Paraguai é a mais importante rota de transporte fluvial desse produto.

 

A ocorrência do evento levou a Marinha do Brasil a interditar a navegação no local do acidente, impossibilitando assim a passagem de novos comboios de barcaças.

 

De acordo com inspeção efetuada pela empresa responsável pela ponte, o dolfin (pilar submerso) de proteção deverá ser executado com urgência, uma vez que um novo impacto sobre um dos apoios do vão de navegação poderá causar o colapso do trecho central da ponte, redundando em interrupção da travessia rodoviária por um período não inferior a oito meses.

 

Siga as notícias do Portal Pantanal News no Twitter:
www.twitter.com/PantanalNews

Compartilhe


Deixe o seu comentário

Todos os campos obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.

Nome:

E-mail:

Seu comentário:
Sistema antispam

Digite aqui o código acima para confirmar:


 


Comentários
 
Últimas notícias do canal
20/06/2017 - 08h03
Queimadas no Pantanal são naturais mas consumiram 63 km² em 2016
05/06/2017 - 08h00
Onça-pintada é tema de exposição interativa no Pantanal
29/05/2017 - 13h12
Cheia no Pantanal deverá atingir cerca de quatro metros e meio na metade do ano
17/05/2017 - 09h41
Cientistas desenvolvem alimentos processados de pescado pantaneiro
16/05/2017 - 14h17
Sete famílias deixam suas casas com início da cheia no Pantanal de MS
 
Últimas notícias do site
28/06/2017 - 10h35
IFMS abre vagas para pós-graduação em Aquidauana, Corumbá e Naviraí
28/06/2017 - 09h09
Polícia Militar recupera motocicleta furtada
28/06/2017 - 08h00
Retirada dos jacarés de cartão postal de MS é suspensa por causa de risco à multidão
28/06/2017 - 07h52
Confira as ocorrências dos Bombeiros das últimas horas
28/06/2017 - 06h15
Quarta-feira sem previsão de chuvas, com ar seco e máxima de 32ºC no Estado
 

88

Untitled Document
 ® 2009  

CPN - Central Pantaneira de Notícias
PantanalNEWS - Marca registrada 1998-2009
Todos os direitos reservados.